Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

18 Jun 2019 - 16:30h

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (sem partido, ex-MDB), foi preso na manhã desta terça-feira (18) durante a Operação “Chabu”, deflagrada pela Polícia Federal. A operação tem como objetivo desarticular uma organização que violava sigilo de operações policiais em Santa Catarina. Até a publicação desta reportagem, a polícia não havia informado os crimes dos quais o prefeito é suspeito e qual é o envolvimento dele no esquema. O Ministério Público Federal disse que não tinha informações sobre as investigações até as 12h. De acordo com o G1, ao todo 30 mandados são cumpridos, sendo 23 de busca e apreensão e sete de prisão temporária, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RS). O processo corre em segredo de Justiça. A operação foi deflagrada pela PF de Brasília. Até as 12h30, não havia balanço dos trabalhos realizados. De acordo com a PF, foi apurado que a organização criminosa envolvia políticos, empresários, e servidores da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

18 Jun 2019 - 06:30h

O cantor de forró Batista Lima, ex-vocalista da banda Limão com Mel, sofreu um acidente de carro nesta segunda-feira (17), durante ida para Caruaru (PE). “Um susto e um livramento de Deus”, definiu o cantor em vídeo. Quem dirigia o veículo durante o ocorrido era a esposa do forrozeiro. Durante tráfego de Salgueiro para Caruaru, pela BR-232, com chuvas, um motorista que estava na frente do carro do cantor com a esposa fez uma ultrapassagem de forma brusca e retornou para a via onde trafegava o carro Batista. De acordo com o Diário do Nordeste, o veículo acabou batendo na lateral do carro de Batista Lima e o carro desceu uma ribanceira. “O carro voo. Descemos o meio fio. Não tinha árvores, só galhos”, detalha o cantor. Batista conta ainda que os airbags do veículo foram acionados. Braços doloridos e alguns arranhões ficaram no corpo do cantor. Ele chegou a ser atendido na cidade de Custódia (PE). Apesar do susto, o casal está bem.

17 Jun 2019 - 11:30h

O pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal e cantora gospel Flordelis, do PSD do Rio de Janeiro, foi assassinado a tiros na garagem de casa, no último domingo (16), em Pendotiba, Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro. A deputada estava com o marido no momento do crime. Eles haviam acabado de chegar em casa de carro, por volta das 4 horas, quando Anderson foi morto. De acordo com familiares, o casal voltava de uma confraternização quando a deputada percebeu que o veículo dirigido por Anderson estava sendo perseguido por duas motos. Quando já haviam chegado em casa, a vítima disse que voltaria à garagem para buscar algo que havia esquecido no carro. Momentos depois, tiros foram ouvidos e Anderson foi encontrado ferido. Ele chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a Veja, a polícia diz que a hipótese de latrocínio “vai se afastando” conforme a investigação avança, embora ainda não esteja descartada. A principal possibilidade considerada pelos investigadores até então é de que tenha sido execução.

16 Jun 2019 - 10:35h

O processo de formação de condutores brasileiros terá novas regras. O uso de simulador de direção veicular no processo de formação de condutores passará a ser facultativo e cursos nas autoescolas obrigatórios para alunos da categoria B serão reduzidos de 25 para 20 horas de aulas práticas. Além disso, a exigência de aulas noturnas cairá de 5h para 1 hora/aula. De acordo com o Tribuna da Bahia, as decisões foram anunciadas na primeira reunião de 2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), realizada na última quinta-feira (13), em Brasília (DF). De acordo com o ministro da Infraestrutura e presidente do colegiado, Tarcísio Gomes de Freitas, a decisão desburocratiza parte das etapas do processo de formação do condutor. “Essa reunião trouxe para a pauta temas que vinham sendo objeto de discussão desde o início do ano. As decisões foram fruto de muita reflexão e estão sendo tomadas com toda responsabilidade”, afirmou. “Estamos muito alinhados às diretrizes que o presidente Bolsonaro tem nos mostrado, de desburocratizar os processos, retirar entraves e facilitar a vida do cidadão”, concluiu.

15 Jun 2019 - 06:45h

Uma campanha do Ministério da Educação está sendo acusada de racista e virou alvo de piadas na internet. De acordo com a Revista Época, em uma imagem para divulgar as inscrições do ProUni, uma estudante negra passa a ter a mão branca ao se formar, segurando um diploma. “Mulher preta com diploma vira branca?”, perguntou uma internauta. Já um outro internauta foi mais crítico. “Vou avisar meus pais que, quando eu me formar, vou virar branco”. “MEC racista”, afirmou mais um.

15 Jun 2019 - 06:40h

Vereadores da cidade mineira de Arcos tomaram uma iniciativa inusitada no Brasil. Decidiram cortar na própria carne para aliviar os cofres do município de 40 mil habitantes, localizado no oeste do estado. Eles aprovaram nesta semana um projeto de lei que reduz em 80% os seus salários entre 2020 e 2024. Com isso, os vencimentos de cada parlamentar cairão dos atuais R$ 6.149 para R$ 1.229. De acordo com o Congresso em Foco, o prefeito e os secretários municipais também terão corte de 50% e 20%, respectivamente, conforme outra proposta recém-aprovada. No caso do prefeito, o salário baixará dos atuais R$ 24 mil para R$ 12 mil. Os secretários passarão a receber R$ 6.300, ante os R$ 7.900 que ganham hoje. Já o vice-prefeito terá sua remuneração reduzida dos atuais R$ 6.400 para R$ 5.100. A Câmara estima que os cortes gerarão uma economia de R$ 4 milhões aos cofres do município. Para virarem lei, a redução salarial dos políticos de Arcos depende agora da sanção do prefeito Denilson Teixeira (MDB).

14 Jun 2019 - 15:30h

O governo brasileiro anunciou nesta quinta-feira, 13, a retirada de uma suspensão temporária para empresas do país exportarem carne bovina à China. A suspensão foi imposta pelo próprio governo brasileiro no último dia 3, devido a um caso atípico da doença da vaca louca no Mato Grosso. “Voltaremos a emitir os certificados sanitários normalmente e continuar com nossas exportações para o país asiático”, disse a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em mensagem no Twitter. De acordo com a Veja, a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) esperava a liberação das exportações para o final deste mês. E a entidade avaliou ainda, anteriormente, que os negócios para a China voltariam com força, após embarques represados. As compras chinesas de carnes estão fortes no momento em que o país asiático enfrenta as consequências da contaminação de suas criações de porcos pela peste suína africana. A China e Hong Kong respondem por cerca de 40% das exportações do produto do Brasil, maior exportador global. A ministra lembrou que a decisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no começo do mês, havia sido necessária para cumprir um protocolo bilateral acertado entre os países em 2015, que prevê suspensão temporária das importações de carne quando detectado caso atípico de vaca louca, doença formalmente conhecida como Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB).

12 Jun 2019 - 11:30h

O delegado de Polícia Federal Lorenzo Pompílio da Hora e o escrivão Éverton da Costa Ribeiro foram presos na segunda, 10, sob acusação de extorquir investigados. Lotados no Núcleo de Repressão a Crimes Postais da Delepat, são acusados de fraude no inquérito que investigava o fundo Postalis, que pertence aos funcionários dos Correios. De acordo com a Veja, segundo investigação do MPF, Lorenzo e Éverton solicitaram e receberam quantias que variavam entre  400.000 reais e  1,5 milhão de reais para evitar a exposição na mídia de investigados e potenciais investigados. E que também atuavam para favorecê-los nas apurações conduzidas por eles quanto às irregularidades no Postalis e no Plano de Saúde dos Correios. O MPF afirma ainda que há indícios de que o esquema criminoso envolveu outros agentes públicos e que não se limitou às investigações apontadas.

12 Jun 2019 - 10:30h

O Brasil registra uma queda de 23% nas mortes violentas nos primeiros quatro meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2018. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal. Somente em abril, houve 3.636 assassinatos, contra 4.541 no mesmo mês do ano passado. Já no 1º quadrimestre, foram 14.374 mortes violentas – 4,3 mil a menos que o registrado nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2018. A tendência de queda nos homicídios do país foi antecipada pelo G1 no balanço dos dois primeiros meses do ano, que apresentaram redução de 25% em relação ao mesmo período do ano passado, e no balanço das mortes violentas de 2018, que teve a maior queda dos últimos 11 anos da série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com 13%. O número de assassinatos, porém, continua alto. Nos primeiros quatro meses de 2019, uma pessoa foi assassinada a cada 12 minutos no país. O levantamento faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

12 Jun 2019 - 09:30h

O Congresso Nacional aprovou nesta terça-feira (11) um projeto que autoriza crédito extra de R$ 248,9 bilhões para o governo federal. A proposta define que os recursos serão obtidos por meio da emissão de títulos do Tesouro Nacional. Por ter sido aprovado em uma sessão conjunta, formada por deputados e senadores, o texto seguirá para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Na votação da Câmara, o texto foi aprovado por 450 votos a zero. Na votação do Senado, o texto passou por 61 votos a zero. De acordo com o texto, o dinheiro será destinado ao pagamento de benefícios previdenciários, do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e de outros programas do governo. O texto define que o governo poderá contrair dívidas para pagar despesas correntes, como salários e benefícios sociais, sem descumprir a chamada “regra de ouro”. De acordo com o G1, o mecanismo, previsto na Constituição, proíbe o Poder Executivo de se endividar com a emissão de títulos para custear despesas do dia a dia. A única exceção, pela “regra de ouro”, é se houver autorização do Congresso. Caso contrário, o presidente da República pode ser enquadrado no crime de responsabilidade fiscal.

11 Jun 2019 - 07:30h

Agentes penitenciários apreenderam, nesta segunda-feira (10), um aparelho de telefone celular do tamanho da tampa de uma caneta. A apreensão foi feita durante uma inspeção geral na Penitenciária Milton Dias Moreira, em Japeri, na Baixada Fluminense. De acordo com o jornal Extra, o celular estava escondido no interior de uma cela da unidade penal. Além disso, a revista feita por 200 agentes, em parceria com a 3ª Promotoria de Justiça de Execução Penal do Ministério Público do Rio, encontrou outros 88 celulares, um roteador, seis chips, oito relógios e pouco mais de R$ 1,5 mil. Os agentes apreenderam ainda 90 gramas de cocaína e 700 gramas de maconha.

10 Jun 2019 - 09:30h

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) entregou na Câmara dos Deputados na terça-feira, 4, um projeto de lei que, entre outras mudanças, propõe que motoristas de caminhões e ônibus (das categorias C, D e E) não sejam mais obrigados a fazer exame toxicológico ao renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A ideia pode ter sido facilitar a vida dos caminhoneiros e motoristas profissionais, mas vai cobrar um custo: caso a lei seja aprovada, os seguros de ônibus e caminhões vão ficar mais caros. O representante do sindicato dos profissionais de seguros do Distrito Federal, Carlos Cavalcante, explica que as seguradoras vão precificar o que chamou de aumento de risco potencial. “A indústria lida com um termo conhecido no meio que é exposição ao risco. Qualquer tipo de seguro avalia isso. Quanto maior o risco, obviamente, maior vai ser o prêmio pago por aquele bem”, diz Cavalcante.

06 Jun 2019 - 07:30h

Desde que foi determinada em 2008 a obrigatoriedade da cadeirinha adaptada para o transporte de crianças com até sete anos e meio de idade, o número de mortes na faixa etária de 0 a 7 anos no trânsito caiu no país. O total de indenizações por morte pagas pelo DPVAT, por exemplo, registrou queda de 60%, de 1.703 casos, em 2008, para 680, no ano passado, segundo dados da administradora do seguro. O projeto do governo quer retirar agora a multa para quem descumprir a norma. De acordo com o jornal o Globo, o projeto de lei apresentado na terça-feira (04) pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que altera Código de Trânsito Brasileiro, pretende acabar com as multas aplicadas a quem transportar crianças sem a cadeirinha, como prevê uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que regula o tema. O texto afirma que o transporte de crianças fora das normas de segurança será punido apenas com uma advertência por escrito, sem pagamento de multa. A infração para motoristas que transportam crianças sem o equipamento é atualmente considerada gravíssima e prevê multa de R$ 293,47 para quem cometê-la, além da retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada.

05 Jun 2019 - 16:30h

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado aprovou, nesta terça-feira 4, uma proposta que antecipa para segunda-feira os feriados que caírem nos demais dias da semana, com exceção dos que ocorrem nos sábados e domingos e de algumas datas especiais. O texto segue diretamente para a Câmara e, se confirmado pelos deputados, entra em vigor três meses após virar lei. Pela proposta, pelo menos três feriados seriam antecipados para segunda quando caíssem durante os dias úteis da semana: Tiradentes (21 de abril), Finados (2 de novembro) e Proclamação da República (15 de novembro). Em 2020, por exemplo, o feriado de Tiradentes cai em uma terça-feira e seria adiantado para o dia anterior. Nesse caso, estabelecimentos comerciais e repartições públicas ficariam fechados. De acordo com a Veja, estão fora da regra estabelecido pelo projeto os feriados de 1º de janeiro (Confraternização Universal), carnaval, Sexta-Feira Santa, 1º de Maio (Dia do Trabalho), Corpus Christi, 7 de setembro (Dia da Independência), 12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida) e 25 de dezembro (Natal). Feriados estaduais e municipais também não foram enquadrados pelo texto aprovado na comissão.

05 Jun 2019 - 15:30h

O número de pessoas assassinadas com armas de fogo cresceu 6,8% no país entre 2016 e 2017, de acordo com dados do Atlas da Violência de 2019, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e divulgado nesta quarta-feira. O aumento das mortes por disparos acompanha a tendência do número total de homicídios. Em 2017, 65.602 mil pessoas foram mortas no Brasil — um crescimento de 4,2% em relação ao levantamento anterior — sendo que 47.510 mil (72,4%) foram mortas por tiros, atingindo um patamar inédito. O que se sabe, diante da recuperação da série histórica de número de mortes por armas de fogo, é que quase um milhão de brasileiros perderam a vida vitimados por disparos entre 1980 e 2017. Para a equipe responsável pelo Atlas da Violência, o número seria ainda maior não fosse a aprovação do Estatuto do Desarmamento, em 2003. Segundo o jornal o Globo, de 14 anos para cá, desde a promulgação da lei do Estatuto do Desarmamento, a taxa média de crescimento anual de mortes por armas é de 0,85%, queda brusca em relação aos 14 anos anteriores à lei que era de 5,44%. Há a indicação de que o Estatuto quebrou uma tendência, e que poderia ter sido acompanhado por outros fatores de cunho macroeconômico e/ou demográfico. Assinado por 13 pesquisadores, o Atlas da Violência foi elaborado com registros oficiais do Sistema de Informações sobre Mortalidade, do Ministério da Saúde (SIM/MS). A divulgação do relatório aconteceu nesta quarta-feira na sede do Ipea, no Centro do Rio.

03 Jun 2019 - 14:30h

Uma travesti foi encontrada morta com o corpo carbonizado dentro da casa onde morava, na cidade de Seabra, região da Chapada Diamantina. De acordo com o G1, o caso aconteceu na quinta-feira (30). A suspeita é que ela tenha sido agredida com pauladas, antes de ter a residência incendiada. De acordo com a Polícia Civil de Seabra, até este domingo (2), ninguém havia sido preso. A vítima, identificada inicialmente como Rosinha do Beco, era uma feirante conhecida na cidade. A polícia ainda não tem informações sobre a autoria e motivação do crime.  O caso foi denunciado pela Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBTI+ (Renosp LGBTI+), uma entidade que trabalha junto com instituições de segurança pública no Brasil, nas redes sociais.

03 Jun 2019 - 07:30h

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) informou que a categoria vai aderir à greve geral de 14 de junho e está rejeitando em assembleias a contraproposta da Petrobras para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019/2020. Até 6 de junho, os petroleiros realizam assembleias para votar se aceitam a proposta da estatal de não fazer ajuste salarial este ano e nem ajustar benefícios, além de propor mudanças em cláusulas conquistadas nos últimos anos. “De norte a sul do País, o recado aos gestores da Petrobras está ecoando de forma unitária e vibrante: a categoria vai se mobilizar para garantir os direitos conquistados e impedir o desmonte da empresa”, afirma a FUP em seu site. A estatal alega que apesar de ter melhorado seu balanço em relação aos últimos anos, ainda está com indicadores financeiros abaixo de suas concorrentes do setor. A Petrobras alega que entre 2003 e 2014 os empregados tiveram um ganho real de 51%, e por este motivo quer manter os salários sem ajuste. Entre as reivindicações da categoria está o aumento salarial equivalente ao Índice de Custo de Vida do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio Econômicos (ICV-Dieese), acumulado entre 1º de setembro de 2018 e 31 de agosto de 2019 e o reajuste de 2020 do acumulado entre 1º de setembro de 2019 e 31 de agosto de 2020. No acumulado nos 12 meses até abril deste ano, o ICV-Dieese registrou alta de 4,45%, abaixo do acumulado pelo IPCA, índice oficial da inflação do governo, de 4,94% no mesmo período.

02 Jun 2019 - 17:55h

Em cinco meses de governo, o presidente Jair Bolsonaro editou três decretos para flexibilizar a posse e o porte de armas no Brasil, uma de suas principais promessas de campanha. Uma pesquisa do Ibope mostra, porém, que o Palácio do Planalto não goza do apoio da maioria da população nesta seara: 61% dos entrevistos são contra afrouxar as regras de posse e 73%, as de porte de armas, conforme antecipou o colunista do jornal O Globo Lauro Jardim. A rejeição é maior em áreas da periferia do país e entre mulheres. De acordo com o levantamento, apenas 37% dos entrevistados se disseram favoráveis à flexibilização da posse de arma de fogo. O afrouxamento das regras só é apoiado, em maioria, no estrato dos que ganham mais de cinco salários-mínimos (53%). Na região Sul, a mais aderente à medida, há empate técnico (48% a favor e 51%, contra). Enquanto isso, sete em cada dez pessoas ouvidas nas periferias brasileiras discordaram da flexibilização.

01 Jun 2019 - 07:10h

A guarda municipal Daiane Guedes, de 36 anos, havia acabado de sair de uma apresentação teatral sobre educação no trânsito, em São José, na Grande Florianópolis, quando flagrou um roubo. Ainda vestida como Princesa Esmeralda, ela deu voz de prisão ao ladrão. O caso inusitado ocorreu na tarde desta sexta-feira (31). “Fiquei surpresa com a situação, claro. Foi muito atípico”, contou a guarda, que também é atriz. A peça de teatro foi encenada no Centro de Atenção aos Idosos (Cati), na Avenida Beira-Mar, como parte de um seminário de educação no trânsito como programação do Maio Amarelo, de prevenção a acidentes de trânsito. Daiane conta que deixou o espaço e pegou a viatura descaracterizada com intenção de ira uma base da Guarda Municipal, a cerca de cinco minutos dali, para buscar o uniforme de trabalho que tinha deixado lá.

Mas, poucos metros após sair do Cati, ela viu um conhecido andando a pé, na calçada, e uma pessoa com atitude estranha perto dele. “Esse colega estava assustando, e perguntei se estava tudo bem e ele disse que estava sendo assalto", contou Daiane. la desceu do carro, encostou o homem na parede e deu voz de prisão, chamando em seguida reforço via radiocomunicador. "Ele ficou surpreso, achou que eu não conseguiria fazer nada. Mas quando me ouviu fazendo a comunicação via rádio, ele foi soltando a mochila [da vítima]”, disse. Na sequência, uma viatura da Guarda Municipal chegou e levou o ladrão e a vítima até uma delegacia. A imagem de Daiane vestida de princesa e prendendo o assaltante já está nas redes sociais. A guarda, que está no cargo há 15 anos, diz que não esperava a repercussão. “Estou até assustada, imagina!”, falou.

31 Mai 2019 - 10:30h

A família da estudante que foi abusada na UTI de um hospital ficou chocada ao saber, durante o velório dela, do crime. A delegada Paula Meotti foi quem comunicou os pais, pois foi preciso retirar o corpo da cerimônia para fazer novos exames. Um técnico em enfermagem foi preso suspeito do estupro. “Ficamos sabendo da morte dela só quando ela estava sendo velada e foi necessário fazer um novo laudo. Os pais não desconfiavam do abuso, eu que tive que conter para eles, que ficaram muito abalados”, disse a delegada ao G1. O abuso aconteceu na madrugada do dia 17 de maio, horas depois de ela ser internada devido a crises convulsivas. No mesmo dia, a estudante denunciou o caso para uma enfermeira e o homem foi afastado do cargo. Porém, devido ao agravamento do estado de saúde, ela morreu no dia 26. “A gente não tinha contado para os pais ainda porque imaginávamos que ela pudesse se recuperar e que pudéssemos ouvi-la depois. E os pais não tinham muito a contribuir com as investigações, por isso não tinham sido comunicados ainda”, explicou. A polícia acredita que o abuso não tenha relação direta com a morte da jovem, que foi internada devido a uma crise convulsiva. “Mas não sabemos até que ponto, esse abalo emocional pode ter influenciado ou piorado o estado de saúde dela”, completou a delegada.