Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

27 Mai 2015 - 11:30h

Ao menos seis dirigentes da Fifa foram presos pela polícia da Suíça, na madrugada desta terça-feira (27), acusados de corrupção. O departamento de Justiça americano, segundo o G1, confirmou que o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, está entre os detidos. Uma reportagem do The New York Times aponta que a ação foi promovida a pedido de autoridades americanas, que investigam a votação para a escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 (Rússia) e 2022 (Catar). Em nota oficial, a Justiça suíça divulgou que os detidos são suspeitos de receber milhões de dólares em subornos e aguardarão processo de extradição para os EUA. Delegados de diversas federações de futebol participariam de um congresso da Fifa em Zurique nesta sexta-feira (29), em que o atual presidente da organização internacional, Joseph Blatter, buscaria seu quinto mandato. Fontes da Justiça dos EUA teriam dito ao jornal que 14 pessoas ligadas à entidade devem ser indiciadas por crimes como fraude, lavagem de dinheiro e extorsão. Entre os citados pelo jornal, além de Marin, estão Jeffrey Webb (Ilhas Cayman), vice-presidente da comissão executiva e presidente da Concacaf; Eugenio Figueredo (Uruguai), que também integra o comitê da vice-presidência executiva e até recentemente era presidente da Conmebol; Jack Warner (Trinidad e Tobago), ex-vice-presidente da Fifa e ex-presidente da Concacaf, acusado anteriormente de inúmeras violações éticas; Julio Rocha (Nicarágua), presidente da Federação Nicaraguense; Costas Takkas; Rafael Esquivel; Nicolás Leoz, ex-presidente da Conmebol.

27 Mai 2015 - 11:00h

Por 39 votos a favor e 32 contra, o Senado aprovou, durante sessão realizada na noite da última terça-feira (26), a Medida Provisória 665, que restringe o acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial, e ao seguro-defeso. Agora, o texto segue para sanção da presidente Dilma Rousseff. A proposta faz parte do conjunto de medidas do ajuste fiscal. Entre os que votaram pela rejeição do texto estão os petistas Walter Pinheiro (PT-BA), Lindberg Farias (PT-RJ) e Paulo Paim (PT-RS). Ao todo, 11 senadores da base aliada votaram contra a proposta. A MP 665 foi editada em dezembro de 2014 pela presidente Dilma Rousseff, junto com a MP 664, que restringe o acesso a pensão por morte e deve ser votada nesta hoje (27). Durante a sessão, houve protestos nas galerias do Senado. Integrantes da Força Sindical usando máscaras com a imagem de Dilma Rousseff e chifres gritaram "fora PT".

27 Mai 2015 - 09:00h

O Ministério da Educação (MEC) vai cortar vagas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e do Ciência sem Fronteiras (CsF), de acordo com nota divulgada pela pasta, mas Programas de merenda e transporte escolar, além do Dinheiro Direto na Escola (PDDE), destinado a melhorias nos centros de ensino, serão mantidos sem cortes. O MEC informou que Pronatec, CsF “e outros, têm a sua continuidade garantida este ano, com o redimensionamento na oferta buscando otimizar o atendimento dos estados e das vagas, com ofertas que ainda serão definidas, mas que quantitativamente serão em número inferior ao do ano passado”. De acordo com a nota, o número de vagas ofertadas pelo Pronatec “será divulgado em breve”. O programa foi criado em 2011 para expandir a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica no país. Foi um dos carros-chefes na campanha da presidenta Dilma Rousseff (PT), quando anunciou que pretendia criar mais 12 milhões de vagas. Um dos programas reduzidos dentro do Pronatec será o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). O Sisutec, que seleciona para o ensino técnico estudantes que concluíram o nível médio com base nas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), já teve as inscrições adiadas mais de uma vez. Não haverá edição no primeiro semestre, como geralmente ocorre. No ano passado, o programa ofereceu aproximadamente 580 mil vagas, somadas as duas edições. O Ciência sem Fronteiras tem editais de graduação e pós-graduação lançados ao longo de todo o ano. O programa implementou 78.173 bolsas, de acordo com o site do programa. No ano passado a presidenta Dilma renovou o CsF e garantiu 100 mil bolsas até 2018 além das 101 mil prometidas até o final de 2014.

27 Mai 2015 - 08:30h

Segundo portaria normativa assinada pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, e publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (26), a seleção dos estudantes aptos para a contratação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) será efetuada, a partir do primeiro semestre de 2016, exclusivamente com base nos resultados obtidos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). De acordo com o texto, que altera norma de 2010, estão mantidas as exigências estabelecidas pelo MEC no fim do ano passado para inscrição no Fies. A portaria ainda revoga o parágrafo que determinava ao candidato ao Fies que tivesse concluído o ensino médio antes de 2010 comprovar essa condição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino. 

26 Mai 2015 - 10:00h

De acordo com pesquisa Datafolha, uma em cada três pessoas disse já ter comprado mercadorias contrabandeadas no país. A pesquisa foi realizada em 143 municípios. O custo menor foi a principal justificativa utilizada, já que 9 em cada 10 brasileiros acreditam que os consumidores não comprariam produtos ilegais se os preços fossem mais baixos. Entre outras vantagens estão a facilidade de aquisição em qualquer lugar, o lucro dos vendedores e a qualidade superior. Já as desvantagens seriam a falta de garantia, a sonegação de impostos e qualidade inferior. Ao menos 60% dos ouvidos afirmou não saber reconhecer produtos contrabandeados. Para a população, o governo federal é o maior responsável pelo contrabando, e a noção da sua eficiência é negativa. Para 93% dos ouvidos, é crime vender produtos contrabandeados, e para 88%, é crime comprar.

25 Mai 2015 - 18:00h

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, declarou hoje que não tem feito projeções envolvendo a possibilidade de elevar tributos, como, por exemplo, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) incidente sobre aplicações no mercado financeiro. Segundo ele, é importante o governo agir com calma quando se trata de tributação. “A gente tem que ir com calma na parte dos impostos. Não adianta a gente inventar novos impostos como se fosse salvar a economia brasileira. Não é por aí. Temos uma coisa mais profunda, que não se resolve com coisas fáceis, por mais emocionantes que possam ser ou atávicas [habituais] que possam ser”, destacou. Levy disse ainda que d a dimensão dos desafios que o governo tem pela frente pode ser exemplificada pelo anúncio do contingenciamento (retenção de gastos), ocorrido na sexta-feira (22) sobre o valor de R$ 69,9 bilhões. “O governo cortou na carne com equilíbrio e cautela”, disse o ministro à Agência Brasil. Outra questão que preocupa, segundo o ministro da Fazenda, é a arrecadação. Conforme lembrou, a arrecadação nos últimos anos tem caído proporcionalmente à participação da receita no Produto Interno Bruto (PIB). “Como o orçamento prevê receitas e autoriza despesas – acrescentou o ministro – essas [despesas] não estão nem próximas com aquilo que está o previsto. Cortou-se como muita cautela e com muito equilíbrio na medida em que se poderia fazer sem colocar em risco o crescimento econômico. O PIB não está devagar por causa do ajuste, mas a gente está fazendo o ajuste porque o PIB vinha devagar”, concluiu.

25 Mai 2015 - 14:30h

Os valores reajustados das apostas da Mega Sena, Lotofácil e Quina começaram a valer neste domingo (24). Publicado no Diário Oficial da União no dia 29 de abril,  o aumento vale ainda para a Dupla Sena e para as loterias esportivas Loteca e Lotogol. Com a mudança, a aposta mínima da Mega Sena passa de R$ 2,50 para R$ 3,50.  Nas combinadas, para apostas com sete números, o valor é de R$ 24,50, e com 15 chega a R$ 17.517,50. A Lotofácil e a Dupla Sena sobem para R$ 2, a Quina para R$ 1,50 e Loteca e Lotogol para R$ 1. Lotomania e Timemania, agora, custam respectivamente R$ 1,50 e R$ 2.

25 Mai 2015 - 10:00h

As inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 foram abertas a partir desta segunda-feira (25). Segundo o Ministério da Educação (MEC), a previsão é de que o cadastro comece por volta das 10h, no site do Inep, e se encerre no dia 5 de junho. A inscrição só estará confirmada após o pagamento da taxa de R$ 63 até o dia 10 de junho - com exceção de alunos que cursam o último ano do ensino médio na rede pública, que estão automaticamente isentos, e daqueles que comprovarem carência ao Inep. Neste ano, o exame será realizado nos dias 24 e 25 de outubro.

24 Mai 2015 - 09:00h

Segundo dados da empresa de consultoria Serasa Experian, o percentual de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos em abril atingiu 2,26%. No mesmo período do ano passado, o registro de devoluções chegou a 2,13%. Este é considerado o pior índice registrado no quarto mês do ano em toda a série histórica, iniciada em 1991. Segundo os economistas da Serasa, o recorde de inadimplência com cheques no mês de abril pode ser explicado pela queda da renda real dos consumidores e por causa da expansão das taxas de desemprego em todo o país, além da pressão da inflação. Para os economistas, o desemprego e a alta da inflação afetam a capacidade de pagamento dos consumidores e provocam a elevação da inadimplência em diversas modalidades, inclusive nos cheques. O estado do Amapá liderou o ranking nacional dos cheques sem fundos no primeiro quadrimestre de 2015, com 23,22% das devoluções. São Paulo foi o estado com o menor percentual (0,93%). A Região Norte liderou o ranking no período, com 6,98% das devoluções. O Sudeste registrou o menor percentual, com 1,33%.

22 Mai 2015 - 18:00h

Acordo entre Brasil e Argentina vai permitir que brasileiros tenham acesso ao transplante multivisceral – substituição de pelo menos três órgãos abdominais – e ao transplante de intestino pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O anúncio foi feito nesta sexta (22) pelo Ministério da Saúde. O termo de cooperação foi firmado entre o ministro da Saúde, Arthur Chioro, e o ministro da pasta na Argentina, Daniel Gustavo Gollan, durante reunião da Assembleia Mundial de Saúde, em Genebra (Suíça). Um dos principais eixos do acordo, segundo a pasta, será a vinda de médicos argentinos experientes com a técnica, que farão o treinamento de profissionais brasileiros. De acordo com a Agência Brasil, a expectativa do governo brasileiro é que a cooperação esteja em funcionamento já nos próximos meses. Pacientes com indicação para esse tipo de procedimento poderão receber, de uma só vez, estômago, duodeno, intestino, pâncreas e fígado, retirados em conjunto, de um único doador. “A Argentina realizou mais de 40 cirurgias, sendo reconhecida pela sua capacidade técnica para esse tipo de transplante”, informou o ministério. Entre os pacientes candidatos aos transplantes múltiplos estão os que sofrem de doença hepática crônica com trombose das veias que drenam os intestinos; aqueles com insuficiência intestinal crônica – doença conhecida também como Síndrome do Intestino Curto – que tiveram necessidade de nutrição parenteral por um longo prazo; os submetidos a múltiplas cirurgias abdominais devido a doenças; e pessoas com tumor na região da raiz do mesentério, artérias e veias, com metástase no fígado.

22 Mai 2015 - 17:30h

O governo federal decidiu contingenciar R$ 69.946 bilhões do Orçamento Geral da União como parte do esforço fiscal para equilibrar as contas públicas do país. O número foi divulgado há pouco pelo Ministério do Planejamento. O objetivo do governo é atingir a meta de superavit primário de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. O contingenciamento (retenção dos gastos) e o estabelecimento de um limite de despesas de cada ministério constam de decreto que será publicado ainda hoje (22) em edição extraordinária do Diário Oficial da União. Segundo a lei orçamentária de 2015, vence hoje o prazo para edição do decreto. A cada dois meses, o tamanho do corte poderá ser reavaliado. O governo aguardava a aprovação de medidas encaminhadas ao Congresso Nacional para anunciar o contingenciamento e definir como faria o reequilíbrio das contas. Com o atraso das votações, teve de estabelecer a retenção dos gastos a partir de hoje, como determina a lei orçamentária. As informações são da Agência Brasil.

21 Mai 2015 - 14:30h

De acordo com dados da pesquisa Futuro Digital em Foco Brasil 2015, os brasileiros gastam 650 horas por mês em redes sociais - o número representa uma média 60% maior do que a do resto do planeta e coloca o país na liderança mundial. Atrás do Brasil estão Filipinas, Tailândia, Colômbia e Peru. Além das mais de 600 horas nas redes sociais, os brasileiros gastam 290 horas com portais de notícia e de entretenimento. A pesquisa mostra ainda que 38,3 milhões de pessoas no país acessam a internet por meio de smartphones e tablets. Postagens no Facebook com fotos e vídeos geram 83% de engajamento.

20 Mai 2015 - 18:00h

Segundo dados do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, pelo menos 43 mil mulheres foram assassinadas por seus parceiros íntimos ou parentes em 2012. O diretor executivo da instituição, Yuri Fedotov, alertou que experiências como abusos sexuais e violência doméstica acontece nas cidades e em áreas rurais, como também em escolas, locais de trabalho e especialmente em casa. Ele afirmou que a promoção de sociedades inclusivas, que ajudam a combater essas práticas, não somente fornece a segurança que as mulheres precisam, mas também oferece oportunidades, igualdade e prosperidade. Em entrevista à Agência Brasil, Yuri Fedotov disse que a agência da ONU está trabalhando para acabar com o preconceito de gênero "enraizado" em muitas legislações e sistemas judiciários e que "perpetuam" a impunidade para este tipo de crime violento. Para acabar com este crime sério, ele afirmou que a comunidade internacional deve trabalhar em parceria e cooperação para mudar as leis, as percepções e os comportamentos.

20 Mai 2015 - 15:00h

A medida provisória 668, que aumenta impostos sobre produtos importados, foi aprovada pela Câmara dos Deputados na noite de terça-feira (19). Entre os itens que terão mais taxas estão a cerveja, água, extrato para refrigerantes, produtos farmacêuticos, cosméticos e maquinários. O texto-base foi aprovado com 323 votos a favor, 125 objeções e 5 abstenções. A medida faz parte do pacote do ajuste fiscal do governo e, além de aumentar a arrecadação, tem como objetivo proteger a indústria nacional. A estimativa é que, com o aumento dos impostos, a arrecadação anual com importações aumente R$ 1,19 bilhões em 2016.

20 Mai 2015 - 08:00h

A presidenta Dilma Rousseff (PT) estuda a possibilidade de abrir novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) este ano. A intenção foi manifestada à presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Vic Barros, durante encontro com Dilma esta noite no Palácio do Planalto. Segundo Vic, a presidenta afirmou que “o governo está estudando a possibilidade de abrir novos contratos” no segundo semestre de 2015. No início do mês, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse que não há dinheiro para a assinatura de novos contratos este semestre. Este ano, as normas do programa foram alteradas no sentido de aumentar o rigor da seleção dos candidatos e das universidades escolhidas pelo MEC. De acordo com a presidenta da UNE, a organização estudantil concorda com as medidas que o governo federal vem implementando quanto ao controle das mensalidades e da qualidade dos cursos.  “Achamos que o Fies precisa ser ampliado no nosso país e que no segundo semestre possam ser abertos novos contratos. Além disso, [o governo precisa] assegurar neste semestre que todos os estudantes que já têm Fies tenham seu contrato auditado. É fundamental que ela [Dilma] siga essa política de expansão porque muita gente depende disso para continuar na universidade”, declarou.

19 Mai 2015 - 16:30h

Em um cenário incerto com relação ao fim do fator previdenciário e a mudanças nas regras da aposentadoria aprovadas na semana passada pela Câmara, quem quiser programar um futuro que não dependa somente da Previdência Social pode encontrar na previdência privada uma alternativa de investimento para garantir tranquilidade financeira após anos de trabalho. Os planos de previdência privada funcionam como uma espécie de poupança “forçada” a longo prazo, como explica o economista e especialista em Previdência Privada, Pedro Gomes. “As pessoas, cada vez mais, têm se interessado pelo o planejamento dos seus gastos e da sua vida financeira, principalmente os que batalham para ter uma vida mais confortável lá na frente”. A faixa de contribuição mínima para quem pretende aderir a um plano de Previdência Privada varia entre os bancos, mas podem chegar a média de R$ 25 a R$ 70 por mês. De acordo com o economista Pedro Gomes, a idade ideal para se iniciar um plano de previdência complementar é entre os 18 aos 20 anos. “Vai permitir uma rentabilidade maior por conta de uma maior quantidade de tempo de contribuição”.  Gomes chama atenção para a diferença entre os dois tipos de previdência privada ofertadas pelo mercado, o Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL) e o Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL). O PGBL é recomendado para quem já está com 30 anos, como explica o especialista. “Isto porque ele vai ter um temo menor de contribuição, o resgate vai acontecer em um prazo menor”. A maior vantagem está também na declaração do Imposto de Renda. “Ele vai poder deduzir o valor total. O Imposto só vai ser descontado quando for resgatar a Previdência Privada”.  O VGBL é válido para quem  vai demorar um tempo maior para resgatar. “Não haverá dedução do imposto de renda, mas em compensação, quando for receber lá na frente, não vai ser descontado Imposto de Renda do valor total do benefício resgatado”. As informações são do Correio.

19 Mai 2015 - 14:00h

Cerca de 14 milhões de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família vão receber um conversor de TV digital com grande capacidade de interatividade. O equipamento foi apresentado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Segundo André Barbosa, superintendente Executivo de Relacionamento da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), responsável pelo Brasil 4D, projeto-piloto que permite a alguns beneficiários do Bolsa Família, a decisão inaugura a possibilidade de uma TV que não apenas disponibilize bons programas, mas também serviços, por meio de aplicativos e vídeos para as pessoas. Barbosa explicou que, com o conversor acoplado à televisão, o beneficiário poderá fazer consultas sobre vagas de emprego, capacitação profissional, serviços públicos nas áreas de saúde, educação, segurança e transporte, além de serviços bancários, cursos técnicos e de educação financeira. O preço do conversor deve ficar, segundo ele, em torno de R$ 130, incluindo a antena. Uma licitação será feita para a aquisição dos equipamentos, que começarão a ser instalados no próximo ano, gratuitamente, nas casas dos beneficiários do Bolsa Família residentes das capitais e, até 2018, em todo o país, informou.

19 Mai 2015 - 10:00h

Na última segunda-feira (18), o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que o governo efetuará cortes no Orçamento Geral da União e que a ordem de grandeza vai estar entre R$ 70 bilhões a R$ 80 bilhões. Segundo ele, o montante será “o necessário para atingir a meta” do superávit primário (poupança para pagar os juros da dívida pública). O anúncio do bloqueio de verbas deve ocorrer na próxima quinta-feira (21). Em referência às medidas de ajuste fiscal que estão sendo votadas pela Câmara e pelo Senado, como as medidas provisórias que alteram o acesso a benefícios trabalhistas e previdenciários, o ministro disse que o valor exato do contingenciamento ainda está sendo examinado e será definido conforme a avaliação das receitas e o direcionamento das votações.

18 Mai 2015 - 18:00h

No último domingo (18), foi realizada a estreia do Noxii Combat, evento de MMA. No Joinville Square Garden, em Santa Catarina, o lutador brumadense João Isidoro venceu a luta por nocaute técnico. Ele nocauteou o adversário Fábio Bondesan no primeiro round, aos quatro minutos e vinte e seis segundos. O atleta faz parte da equipe do Corinthians e é uma das apostas do time no MMA. Isidoro mora atualmente em São Paulo, onde treina para as competições.

18 Mai 2015 - 16:30h

O time argentino Boca Juniors foi eliminado da Copa Libertadores e terá que pagar uma multa de US$ 200 mil pela agressão aos jogadores do River Plate, seu rival histórico. A decisão foi anunciada neste sábado (16) pela Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol), com sede no Paraguai. O incidente ocorreu na quinta-feira (14), no estádio do Boca, La Bombonera. O primeiro tempo tinha terminado em 0 a 0, resultado que classificaria o River para disputar as quartas-de-final com o Cruzeiro. Depois do intervalo, quando o time visitante voltava ao campo, torcedores do Boca perfuraram o túnel que dá acesso ao estádio e lançaram um spray de gás de pimenta nos jogadores. Seis atletas do River foram atingidos – quatro deles hospitalizados, com vômitos, queimaduras na pele e olhos irritados. Depois de mais de uma hora de deliberações, a partida foi suspensa. No sábado, o Boca fez sua defesa perante a Conmebol, na tentativa de conseguir uma pena menor. Por ser o anfitrião do jogo, o Boca deveria ter garantido a segurança do público e dos jogadores no seu estádio. Como isso não aconteceu, o Boca foi declarado perdedor nas oitavas de final e o River disputará com o Cruzeiro as quartas de final na quinta-feira (21).  A pena da Conmebol foi menor do que muitos esperavam, já que o Boca não foi excluído de futuras competições internacionais. Em compensação, terá que disputar os próximos quatro jogos em partidas fechadas ao público. Além disso, quando for jogar como time visitante, não poderá vender entradas para sua torcida. A imprensa argentina criticou duramente a incapacidade das autoridades de clubes, associações de futebol e políticos de combater o fenômeno dos barras bravas (torcidas organizadas com comportamento violento), responsáveis por incidentes como o que aconteceu na quinta-feira passada.