PRE-BA pede cassação dos diplomas do prefeito e vice-prefeito de Érico Cardoso

01 Mar 2017 - 07:00h

O Procurador Regional Eleitoral da Bahia, Ruy Nestor Bastos Mello, decidiu favoravelmente à cassação dos diplomas do prefeito eleito do município de Érico Cardoso, Érico Cardoso de Azevedo (PSD), e seu vice, Antônio Baptista de Souza (DEM), eleitos no último pleito. O parecer também pede perda do mandato. O caso agora deverá ser apreciado pelo plenário do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TER-BA) e, em última instância, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O Ministério Público (MP) alega que o candidato a prefeito deveria ter se afastado do Hospital de Paramirim, onde fazia ultrassonografias e atendia pacientes de Érico Cardoso, antes de concorrer ao pleito. Segundo entendimento da PRE, é irregular e consiste em crime eleitoral.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias