Manifestantes pedem saída do prefeito Eduardo Vasconcelos durante protesto em Brumado

28 Abr 2017 - 18:35h

O prefeito de Brumado, Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), conseguiu ganhar a antipatia dos servidores públicos municipais e dos sindicatos e entidades sociais que atuam no município. Além dos projetos polêmicos que afetaram cargos administrativos concursados e reduziram o tempo de licença maternidade, o gestor brumadense não esconde de ninguém que é favorável às reformas trabalhistas, da previdência e sindicais, propostas pelo governo federal. Para piorar a sua baixa popularidade perante às classes que se movimentaram em greve geral nesta sexta-feira (28), o prefeito anunciou o corte de ponto dos servidores que abandonaram os postos de trabalho e participaram das manifestações contra as reformas do governo. Durante os protestos, sindicalistas e demais participantes gritaram palavras de ordem contra o gestor, classificando-o como ditador e contrário à classe dos trabalhadores e aposentados. Aos gritos de fora Eduardo, os manifestantes seguiram em caminhada pelo centro comercial.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias