Grupo forneceu carne vencida para merenda escolar em Ilhéus

16 Mai 2017 - 08:30h

Carne vencida há dois anos fornecida na merenda escolar e escola rural sem banheiro foram temas de reportagem deste domingo (14) no programa Fantástico, da TV Globo. As irregularidades ocorridas em Ilhéus, no sul baiano, foram reveladas na Operação Citrus, do Ministério Público do Estado (MP-BA) em conjunto com a Polícia Civil. A ação, divulgada pelo BN, resultou na prisão do vereador mais votado na última eleição, e ex-secretário de Desenvolvimento Social, Jamil Ocké, um assessor dele, Kásio Clay, e um empresário, Enoch Andrade, dono de todas as empresas envolvidas no esquema. Conforme o Ministério Público, a fraude, ocorrida desde 2009, movimentou quase R$ 25 milhões. A fraude, acrescenta o promotor Frank Monteiro Ferrari, atingia principalmente as secretarias mais sensíveis da população: Saúde, Desenvolvimento Social e Educação.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

mais notícias