Brumado: Menor forjou notícia sobre estupro da Cascalheira

10 Out 2013 - 19:51h

Desde o dia 31 de agosto o delegado Cláudio Marques vem comandando as investigações sobre o suposto estupro a uma adolescente de 13 anos. O crime teria acontecido na estrada da Cascalheira, via de acesso à rodovia de escoamento da Magnesita, no Bairro Olhos D’Água, em Brumado. Na ocasião, a menor, acompanhada da mãe, registrou queixa na delegacia dizendo ter sido raptada por dois homens em uma motocicleta que a violentaram na Cascalheira. Mas após inúmeras apurações, o delegado e os investigadores chegaram a conclusão de que se tratava de um estrupo forjado pela garota, que só queria causar embaraço aos pais. “Ela se recusou a fazer todos os exames de corpo de delito, e a partir daí começamos a desconfiar da veracidade das palavras dela. Até mesmo membros da família ficaram desconfiados e se comprometeram a pagar exames em clínica particular, mas ela manteve a recusa”, contou o delegado ao site Brumado Notícias. De acordo com Marques, a garota não apresentava sintomas de abalo emocional e nem mesmo sinal de lesão corporal. “Por causa da falta de evidências, chegamos à conclusão de que tudo não passou de uma invenção da mente da menina para chamar a atenção dos pais, que não a deixaram ir numa festa”, esclareceu Cláudio Marques, que aproveitou para tranquilizar os moradores da localidade citada. “Aproveito para passar essa mensagem de utilidade pública para tranquilizar os moradores do entorno da Cascalheira. Não há indícios de estupradores na região. A notícia registrada pela polícia e que foi veiculada pela imprensa não passa de uma falsa comunicação de crime e denúncia caluniosa, a qual colocou os moradores da localidade em pânico”, reforçou o delegado, acrescentando em seguida que quem forja uma notícia criminosa está sujeito a ser indiciado e responder pelos crimes já mencionados.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias