Árvore da Índia ameaça o bioma da caatinga em Livramento de Nossa Senhora

30 Mai 2018 - 11:00h

O chamado Nim Indiano, mais conhecido em regiões do semiárido, transformou-se em uma ameaça para o bioma da caatinga no Brasil. A planta tem múltiplas funções: age como inseticida natural e controladora de pragas, além de ser usada na indústria farmacêutica e de cosméticos. Apesar dos benefícios, ela também destrói o que é bom para as lavouras e florestas, a exemplo dos polinizadores como as abelhas. Isso porque sua flor é atraente e tóxica. Segundo levantamento feito por técnicos da Embrapa, ao posar na flor, os insetos se intoxicam e ainda levam o veneno para os ninhos, ampliando a destruição. A planta foi levada para a cidade de Livramento de Nossa Senhora, a 68 km de Brumado, através de mudas experimentais na zona rural, pela então Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA). Na época, a iniciativa, que ganhou o apoio da Câmara Municipal, foi considerada positiva. De acordo com o Mandacaru da Serra, atualmente, a árvore invadiu a zona urbana, plantada pelos próprios moradores, e a proliferação tem sido perigosa, sem qualquer controle do poder público. Em sessão legislativa, os vereadores aprovaram, por unanimidade, uma indicação que solicita que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente investigue os danos causados pela planta.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias