Cliente é agredido por segurança após ligar para relatar demora em Feira de Santana

12 Jul 2018 - 16:30h

Um cliente acusa ter sido agredido por socos e pontapés após reclamar da demora em ser atendido em uma agência do Banco do Brasil em Feira de Santana. Cláudio Carneiro, de 59 anos, que prestou queixa em uma delegacia, disse que foi desrespeitado na lei dos 15 minutos por ter ficado cerca de duas horas esperando atendimento. Segundo o Acorda Cidade, o fato ocorreu em uma agência da Avenida Getúlio Vargas, no centro. Carneiro declarou que a situação ficou tensa quando ligou para o Procon para denunciar o caso. Segundo ele, ao completar duas horas no local, o Procon chegou à agência. Foi quando, acrescenta o cliente, o gerente da agência não permitiu que ele fosse atendido.  Ainda conforme o desportista, o segurança do banco o empurrou, dando socos e pontapés. O cliente, que diz ter diabetes, contou ainda que teve a perna ferida. Claudio Carneiro ainda declarou que teve o dinheiro, cerca de R$ 10 mil, jogado no chão pelo funcionário do banco.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias