Caixa suspende linha de crédito mais barata para imóveis usados

08 Ago 2018 - 10:30h

A Caixa Econômica Federal suspendeu nesta terça-feira a linha de financiamento Pró-Cotista para imóveis usados, que utiliza recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), e é a mais barata depois do Minha Casa, Minha Vida. A interrupção ocorreu porque todo o limite de verba para 2018, de 1,4 bilhão de reais, já foi utilizado. A linha para imóveis novos, com orçamento de 2,1 bilhões de reais no ano, contudo, continua aberta. De acordo com o banco, a linha pode ser acessada apenas por trabalhadores com pelo menos três anos de vínculo com o FGTS. Também é preciso estar trabalhando ou ter saldo na conta do fundo equivalente a, no mínimo, 10% do valor do imóvel. Não há limite de renda. O Pró-Cotista tem taxas de juros que variam de 7,58% a 8,66% ao ano. Em 2017, a linha emprestou 6,1 bilhões de reais no financiamento de imóveis usados e novos. De acordo com a Veja, a previsão da Caixa é que a modalidade de crédito para imóveis usados volte a operar em janeiro de 2019. Os recursos, contudo, ainda não foram definidos.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias