Após reeleição, Vitor Bonfim declara que grupo do prefeito está declinando em Brumado

09 Out 2018 - 00:00h

Após ter sido rejeitado pelo prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB) e pelo grupo político por ele liderado em Brumado, o deputado estadual reeleito Vitor Bonfim (PR) disparou, em entrevista ao site Achei Sudoeste, contra o gestor e seu clã. “Estou de alma lavada e muito feliz com os resultados das eleições”, disse o deputado, ao refletir sobre sua vitória e a derrota dos seus oponentes. “Brumado nunca esteve órfão e nem rejeitado, porém criou-se um discurso falacioso, mentiroso e eleitoreiro que foi rejeitado pelo povo de Brumado, que deu a resposta nas urnas. Quem fala mais alto na política são as urnas e a urnas deram a resposta dessa rejeição da comunidade brumadense. Foram muitas mentiras pregadas nos últimos 90 dias de quem quer continuar perpetuando no poder, visando o poder econômico e político”. Em seguida, Vitor relembrou que foi apunhalado pelas costas pelo prefeito, após ter conseguido grandes investimentos para o município, diretamente com o governo do estado.

Apesar da quebra de aliança, Bonfim deixou claro que a comunidade brumadense não será penalizada pela ação traiçoeira do grupo de Vasconcelos, pois assegurou que continuará alinhado com os interesses do município. O deputado foi mais incisivo ao citar que continuará representando Brumado, junto ao governo do estado, na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Ao final, ele refletiu que o resultado das eleições no município apresentou um contexto de que a base do prefeito está declinando, enquanto a oposição ressurge das cinzas para mudar o cenário da política brumadense nas eleições de 2020. “O resultado dessas eleições mostrou que a oposição está firme e forte, enquanto o grupo liderado pelo prefeito Eduardo está em franco declínio. O povo de Brumado cansou desse governo autoritário que só privilegia um pequeno grupo. Vamos trabalhar com mais intensidade para fortalecer nossa base e atender a esse alento da nossa comunidade”, finalizou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias