Brumado: Prefeitura cobra, mas não respeita lei de acessibilidade, reclama morador do São José

30 Jan 2019 - 09:00h

A reportagem do site Achei Sudoeste esteve no Bairro São José, em Brumado, onde a prefeitura realiza obras do projeto Caminho da Escola para criação de novas vias. Na localidade, a comunidade reclama que a prefeitura não está obedecendo a lei de acessibilidade. Isso porque, para atender a lei municipal que preconiza que as ruas devem ter 7 metros de largura, as calçadas estão sendo sacrificadas e, consequentemente, a questão da acessibilidade está sendo desrespeitada. O morador Marcelo Souza relatou que a calçada de sua casa terá, no máximo, 60 cm, quando, segundo ele, de acordo com o Código de Obras do Município, a calçada deveria ter, no mínimo, 2 metros. Revoltado, ele afirmou que a própria prefeitura não está dando o exemplo. “Já teve diversos casos na cidade de pessoas que fizeram suas calçadas com menos de 2 metros e a prefeitura não aceitou. Sou um trabalhador, pai de família, e tenho que passar por uma situação dessas”, falou. O morador declarou que já procurou o setor responsável, mas ninguém tomou nenhuma providência até o momento. Para ele, a prefeitura age com dois pesos e duas medidas, exigindo do cidadão o que está no Código de Obras, mas fazendo o contrário da lei no que diz respeito a uma obra do município. O morador ainda cobrou da Câmara de Vereadores a fiscalização da prefeitura em cumprir as suas próprias determinações. Caso a demanda da população não seja atendida, ele disse que irá procurar o Ministério Público.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias