Contra a violência: Aplicativo incentiva mulheres a denunciar casos de feminicídio

15 Abr 2019 - 15:30h

O aumento no número de feminicídios no estado da Bahia nos últimos anos causou preocupação em dois ex-estudantes de uma escola da rede pública estadual, em Salvador, que se uniram para criar um aplicativo com o objetivo de incentivar mulheres a denunciar casos de violência. De acordo com o G1, a ferramenta, batizada de ‘Conscientizando’, está disponível para celulares com o sistema Android. Os idealizadores são Alan Robert do Carmo, de 18 anos, e Carlos Eduardo Soares, de 19. Os estudantes dizem que não houve na família deles nenhum registro de violência, mas que se mobilizaram pela quantidade casos que viram nos jornais nos últimos tempos. Ele e Carlos tiveram a ideia de criar o aplicativo quando cursavam o 3º ano do ensino médio no Colégio Estadual Sete de Setembro, no bairro de Paripe, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Eles se conheceram na própria escola. Eram de salas diferentes, mas viraram amigos. O app idealizado pelos dois completou um ano de existência em março deste ano.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias