WhatsApp faz bem à saúde, revela estudo

01 Jul 2019 - 16:30h

Há alguns anos, muitos estudos têm associado as redes sociais, como Facebook, Instagram e WhatsApp, a problemas de saúde mental, como dismorfia corporal, ansiedade e depressão. Entretanto, novo estudo indica que aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, podem, na verdade, ter impacto positivo no bem-estar psicológico. Os resultados mostram que quanto mais tempo as pessoas utilizam a ferramenta menos solitárias elas se sentem. “Há muito debate sobre como o tempo gasto nas redes sociais é ruim para o nosso bem-estar, mas descobrimos que pode não ser tão ruim quanto pensamos. A quantidade de tempo no WhatsApp indica que as pessoas estão se sentido próximas de amigos e familiares e isso ajuda a perceber como essas relações são de boa qualidade”, explicou Linda Kaye, principal autora do estudo e pesquisadora da Universidade Edge Hill, no Reino Unido. De acordo com a Veja, o trabalho, publicado na revista International Journal of Human-Computer Interaction, ainda revelou que indivíduos que têm participação ativa em grupos se sentem menos solitários, o que beneficia a autoestima e as competências sociais (capacidade de estabelecer relações sociais saudáveis e duradouras). Para os pesquisadores, isso significa o WhatsApp ajuda as pessoas a se conectarem com os amigos próximos, favorecendo diversos aspectos de bem estar.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário