Brumado: Eduardo Vasconcelos faz pronunciamento tranquilizando a população quanto à cassação de seu mandato

17 Set 2019 - 19:10h

Na última terça-feira (17), o juiz Genivaldo Alves Guimarães, da 90ª Zona Eleitoral, cassou os diplomas do prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB) e do seu vice, Édio da Silva Pereira (PCdoB), o Continha, por captação ou gasto ilícito de recursos financeiros de campanha eleitoral. Em pronunciamento enviado à imprensa, o gestor tranquilizou a população quanto à possibilidade de efetiva cassação do seu mandato, visto que se trata de uma decisão local, sem efeito suspensivo. “Parece lugar comum em Brumado, afinal, em 2008, passamos por isso; em 2012, o prefeito Aguiberto; e agora a eleição de 2016. Quero esclarecer que a decisão é local e não tem nenhum efeito suspensivo. Continuaremos tocando serviço, inaugurando obras, com centenas de obras espalhadas pelo município, e as secretarias de saúde e educação a pleno vapor”, garantiu. O prefeito negou que as filmagens realizadas no município tenham sido propaganda antecipada e reforçou que acredita que a justiça prevalecerá mais uma vez. “Em Brumado, o progresso continua e não pode parar”, finalizou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias