Faculdade Pitágoras encerra cursos de engenharia e deixa alunos revoltados em Brumado

14 Jan 2020 - 12:00h

A Faculdade Pitágoras anunciou o encerramento dos cursos de Engenharia de Produção, Engenharia Civil e Engenharia Mecânica na unidade de Brumado. Na última semana, os cerca de 90 estudantes foram convocados para uma reunião com a direção da faculdade e foram comunicados da decisão. Os alunos têm a opção de receber o dinheiro de volta ou transferir o curso para a Unopar, na modalidade EaD. Uma estudante acredita que o encerramento dos cursos da Pitágoras está relacionado à falta de interesse da instituição em investir em laboratórios para aulas práticas. A Pitágoras chegou a Brumado em 2018. Os estudantes que iniciaram os cursos nas primeiras turmas iriam cursar o quinto semestre em 2020, de um total de 10. De acordo com a Agência Sertão, a instituição pertence ao grupo Kroton, que também controla outras instituições, como a Unopar, Anhanguera e Uniderp. Em Brumado, a instituição atua por meio de franqueados. Em nota, a faculdade informou que a decisão de descontinuidade das engenharias “foi um ajuste pontual no portfólio de cursos ofertados na unidade”. Para a Pitágoras, o encerramento dos cursos não acarreta “prejuízo aos estudantes matriculados, uma vez que os mesmos poderão dar continuidade aos estudos no ensino superior na modalidade EAD, com grade similar à que estava em andamento com a mesma qualidade e certificação”.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias