Metade dos brasileiros tiveram 'nome sujo' em algum momento nos últimos 12 meses

28 Jan 2020 - 15:30h

Nos últimos 12 meses, metade (48%) dos consumidores brasileiros passaram pela situação de estar com o "nome sujo". É o que revela um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). A experiência da negativação serviu de aprendizado para parte considerável dos consumidores: 39% disseram ter passado a controlar mais os gastos após a situação e 34% refletem mais antes de realizar compras. Outros 21% deixaram de emprestar nomes a terceiros e 18% evitam compras no cartão de crédito. “A negativação do CPF é uma experiência traumática porque impõe uma série de restrições ao consumo, além do sentimento de vergonha que isso pode gerar em algumas pessoas”, diz Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil. “Infelizmente, alguns consumidores só passam a exercer um controle e planejamento maior sobre a sua vida financeira após vivenciarem a experiência negativa de ficar inadimplente”.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário