Achei Sudoeste




'Dias de terror', diz garoto picado por cobra em trilha em Ibicoara

30 Jun 2016 - 09:30h

“Foram dias de terror, mas agora que tudo já passou e estou bem, quero correr, quero brincar, quero viver”, disse ao G1, o garoto João Guilherme Matos, de 10 anos, ao deixar o Hospital Teresa de Lisieux, em Salvador, após seis dias internado depois de sofrer a picada de uma cobra venenosa. O menino, que mora em Fortaleza (CE), teve alta médica no fim da manhã desta quarta-feira (29), mas só deixou a unidade de saúde à tarde, acompanhado do pai e da mãe. Ele foi atacado na coxa direita por uma cascavel, enquanto fazia trilha com a mãe na cidade baiana de Ibicoara, na região da Chapada Diamantina. Enquanto aguardava os últimos minutos numa sala separada do hospital, antes de ser liberado, João não escondia a ansiedade de poder se despedir logos dos médicos. “Quero comer acarajé, sushi, pizza, hambúrguer. Passar todos esses dias aqui [no hospital] não foi muito bom não”, disse o garoto. Durante a saída, já com a mochila nas costas, fez selfies e recebeu abraços carinhosos de funcionários e pacientes do hospital que acompanharam a sua trajetória desde que chegou à unidade médica em uma UTI aérea, em estado grave, no último dia 23.