Achei Sudoeste




Petrobras será ressarcida em R$ 145 milhões

30 Set 2016 - 09:30h

A Justiça Federal acaba de decidir que a Petrobras deve ser ressarcida em R$ 145,6 milhões, referentes ao dinheiro que o lobista Júlio Faerman tinha numa conta-corrente na Suíça. Faerman conseguiu essa dinheirama como propina em contratos entre a Petrobras e SBM Offshore, que ele representava. De acordo com o colunista Lauro Jardim do jornal o Globo, em abril, o Ministério Público Federal havia conseguido que o fruto do esquema de Faerman fosse repatriado. A partir daí, a Petrobras requereu a devolução do dinheiro ao MPF, que levou o pleito da estatal ao Judiciário. O juiz Vitor Valpuesta, da 3ª Vara da Justiça Federal do Rio de Janeiro, decidiu que 80% dos recursos repatriados (ou seja, os R$ 145,6 milhões) sejam enviados para a Petrobras e 20% do total fiquem retidos cautelarmente para eventuais danos causados a terceiros.