Achei Sudoeste




Pássaros silvestres da caatinga de Brumado são contaminados após envenenamento de cães

08 Ago 2018 - 00:00h

Uma queixa de crime ambiental foi registrada na terça-feira (07), na delegacia de Brumado, relatando o envenenamento de cães e gatos entre os Bairros Santa Tereza e São José, além do Loteamento Maria de Lourdes. O ocorrido também afetou o bioma do sertão local, pois dezenas de urubus acabaram sendo contaminados por se alimentarem dos bichos envenenados. Moradores da região e membros da sociedade protetora dos animais providenciaram o recolhimento dos cadáveres das aves de rapina que se espalharam no trecho. Na tarde da última terça-feira (07), o site Achei Sudoeste registrou que, além dos mais de dez cães, gatos e as dezenas de aves de rapina, pássaros silvestres da caatinga brumadense, como o Quero-quero e o Anú Preto, também foram afetados pelo envenenamento em massa ao se alimentarem dos restos mortais dos urubus. Ambientalistas já presumem que haverá um grande impacto no bioma local por conta da ação criminosa desencadeada pelo envenenamento, que, a princípio, seria uma armadilha para cães de rua. “Um dano irreparável ao nosso bioma”, lamentou o ambientalista Aurino Ferreira.