Achei Sudoeste




Brumado: Urubus morrem contaminados ao ingerir animais envenenados

08 Ago 2018 - 09:00h

A exemplo do que aconteceu em setembro de 2016, quando cerca de 120 aves de rapina morreram contaminadas após ingerir os restos mortais de cachorros envenenados, dezenas de urubus morreram na manhã desta terça-feira (07), também por se alimentarem das carcaças de cães e gatos envenenados no último final de semana, próximo ao campus do Ifba, no entroncamento entre os Bairros São José, Santa Tereza e o Loteamento Maria de Lourdes, em Brumado. O site Achei Sudoeste registrou o momento em que dezenas de urubus cercavam os animais que foram envenenados. Logo depois de se alimentarem, as aves já não conseguiam mais voar e começaram a agonizar. No último final de semana, foram encontrados três cães e dois gatos envenenados no local; o cachorro ainda estava com uma corda amarrada no pescoço após ter sido arrastado para o trecho, onde foi desovado.

Na terça-feira (07), outro cachorro que pertencia a um caseiro de uma chácara também morreu sob efeito do envenenamento. O crime revolta novamente a sociedade protetora dos animais e ambientalistas, os quais apontam a ação como criminosa, além de um atentado à ecologia do município, uma vez que a morte indiscriminada e em grande escala de aves de rapina, apontadas como garis da natureza, acaba causando um desequilíbrio ao ecossistema local. “Vamos acionar mais uma vez o Ministério Público Estadual e a Polícia Civil no intuito de se investigar o caso. Os responsáveis pela agressão ao meio ambiente devem ser punidos no rigor da lei. Foi um ato criminoso com efeito em larga escala que causa efeitos irreparáveis ao nosso equilíbrio ecológico”, desabafou Marli Oliveira Lobo, presidente da ONG Auau.