Achei Sudoeste




Brumado: Carne e leite clandestinos podem estar contaminados com raiva paralítica

13 Ago 2018 - 10:00h

Um alerta feito pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) pode assustar pessoas que costumam consumir carne e leite comercializados clandestinamente na região de Brumado: a contaminação pela raiva paralisante transmitida pelo morcego hematófago. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o veterinário Clemente Alves esclareceu que a carne animal abatida clandestinamente no meio do mato, sem a devida inspeção sanitária, pode estar contaminada com a larva da raiva paralisante, assim como o leite in natura, ainda vendido irregularmente de porta em porta na cidade. O veterinário explicou que os morcegos mordem os animais e transmitem a patologia, que, em alguns casos, se manifestam até um ano após o animal ter sido infectado. Dentro desse período de incubação da larva, tanto o leite poderá ser recolhido para comercialização humana, bem como a carne abatida clandestinamente poderá chegar ao prato do consumidor. A orientação do veterinário é para que os consumidores comprem a carne abatida no matadouro frigorífico, que conta com o carimbo de inspeção sanitária, assim como o leite, de saquinho, pasteurizado a choque térmico. O veterinário ressalta que, além das sequelas, a doença também pode levar o homem a óbito.