Achei Sudoeste




Conselho de segurança encaminhará ofício à Seap em busca de informações sobre o presídio de Brumado

08 Fev 2019 - 10:00h

O Conselho Municipal de Segurança encaminhará ao secretário estadual de administração penitenciária e ressocialização, Nestor Duarte, um ofício solicitando informações sobre os motivos pelos quais, até hoje, o presídio da cidade não foi inaugurado. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o juiz da Comarca de Brumado, Genivaldo Alves Guimarães, disse que, embora a estrutura física da unidade prisional esteja pronta, uma ação perante a justiça do trabalho impediu a inauguração. “O objetivo do Conselho de Segurança é a solução dessa pendência para que o presídio possa receber presos porque a carceragem de Brumado é um local inadequado”, afirmou. Segundo o magistrado, vários detentos de outras cidades e até de outros estados encontram-se custodiados na carceragem, como se o local fosse um complexo penal ou um presídio. Ele ressaltou, no entanto, que a carceragem, que é um lugar provisório, é insuficiente para os presos da própria cidade. Atualmente, a carceragem abriga 40 detentos em apenas 5 celas, sendo uma improvisada. “A necessidade efetiva de inauguração do presídio é extrema”, asseverou o juiz.