Achei Sudoeste




Futuro do rádio será na web, prevê o radialista Bispo Robérico Silva

14 Fev 2020 - 16:00h

Nesta quinta-feira (13), foi celebrado o Dia Mundial do Rádio. Diretamente da cidade de Feira de Santana, o site Achei Sudoeste conversou com o Bispo Robérico Silva, um dos grandes nomes da rádio no Estado da Bahia. Atualmente, ele comanda uma rádio web no município. “Comecei no rádio aos 12 anos de idade, no Rádio Escuta, na Rádio Clube de Itabuna. Depois cheguei a plantonista esportivo, repórter esportivo, repórter geral, apresentador de programas, e em emissoras de rádio dirigindo o departamento de marketing, jornalismo, propaganda e comercial. Em Brumado, trabalhei na extinta Tropicalhiente FM e depois na Alternativa FM. Daí fui transferido pela nossa convenção nacional para Chapada Diamantina, onde trabalhei como diretor de jornalismo. Recentemente, fui transferido para Feira de Santana, onde montamos uma rádio web. Nunca consegui me afastar desse grande veículo de comunicação social que é o rádio”, relatou. Para Robérico, o rádio mudou a história da comunicação no mundo, sendo o maior veículo de massa de todos os tempos. “Nem a chegada da televisão ofuscou o brilho do rádio. Enquanto a TV exige dois sentidos: a visão e a audição, a rádio exige apenas a audição. Com esse único sentido, você compreende todo conteúdo da programação sem a necessidade de parar para dar atenção à programação da rádio”, ressaltou. O Bispo ainda avaliou que a chegada da internet, através da rádio web, veio para agregar valor ao sistema, tornando a comunicação mais prática e acessível. “Num futuro próximo, a FM poderá cair em desuso com o advento da rádio web, que chegou para ficar. Ela representa o futuro da comunicação social e da rádio porque o custo é baixo, sua aquisição independente das burocracias e interesses políticos”, resumiu, acrescentando que o alcance da rádio web é muito maior do que a rádio convencional.