Carinhanha: Obra escolar atrasada há mais de um ano é tomada por cupins

09 Set 2013 - 09:50h

Desde fevereiro de 2012 uma escola de educação infantil na sede do município de Carinhanha, Bairro Alto da Colina, no Vale do São Francisco, deveria ter sido entregue à população. Entretanto, iniciada em 03 de abril de 2011, a obra no local está atrasada e sem data para inaugurar a escola. Para a construção da unidade de ensino o valor investido foi R$ 1.230.216,60, com recursos do governo federal, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com contrapartida do município. De acordo com o vereador de Carinhanha, Júnio Guedes (PSDB), que visitou as instalações da escola no último domingo (08), já foram gastos mais de um milhão de reais e a obra ainda está em fase de acabamento. “A creche está com um número reduzidíssimo de funcionários e não há previsão de conclusão da obra. A empresa vencedora da licitação já recebeu 95% dos recursos, mas ainda resta ser feito quase 20% da obra”, informou, dizendo duvidar da finalização ainda em 2013. Para o tucano, é preciso denunciar essa situação ao Ministério Público. “Eu não sei como pode ter tido um legislativo e um conselho de educação tão omissos aqui em Carinhanha, isso já deveria ter sido denunciado desde o inicio do ano de 2012 pela Câmara de Vereadores e também pelo conselho de educação. Me revolto diante de tanta omissão”, reclamou Guedes. E mesmo nessa fase de acabamento, segundo o vereador, a estrutura da escola já apresenta falhas. 

Na visita feita, o parlamentar encontrou portas de compensado tomadas por cupins e ainda argumentou que muitos materiais utilizados aparentam ter pouca durabilidade. Júnio Guedes também buscou saber informações sobre a empresa responsável pela obra, M&M, a qual também ganhou a licitação de outra unidade escolar do município, essa no Bairro São Francisco. “Essa outra obra [do Bairro São Francisco] já paralisou várias vezes por falta de pagamento de funcionários. Outra questão é que alguns desses trabalhadores têm em sua carteira de trabalho o CNPJ de um hotel em Guanambi, e o gerente desse hotel afirma não saber de ligação com obras no município”, denunciou Guedes. Em contato com o site Brumado Notícias, o parlamentar disse esperar agora que o prefeito municipal, Paulo Elísio Cotrim (PT), conhecido como Paulo da Yonara, se manifeste sobre o assunto. “Que ele [o prefeito] tenha uma postura digna e coerente com sua função”, completou.


Fotos: Gilberto Moreira/Brumado Notícias

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias