Achei Sudoeste




Brumado: APLB avalia protocolos e cobra dados técnicos de biossegurança para retorno das aulas presenciais

13 Jan 2021 - 00:00h

Juntamente com o Conselho Municipal de Educação e o Ministério Público, a APLB Sindicato está colaborando no processo de avaliação do protocolo de biossegurança para retomada das aulas presenciais em Brumado. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Vanuza Lobo, presidente da APLB, disse que ainda falta a realização de um estudo técnico para endossar a viabilidade do documento. “Não temos aporte para fazer esse estudo. Precisaríamos da Vigilância Sanitária, do parecer de um infectologista, de pediatras, psicólogos, segurança e medicina do trabalho. Precisamos do parecer deles para avalizar e dizer como deve ser esse retorno. Tem que haver esse estudo técnico. São vidas!”, pontuou. Lobo criticou que o Município, apesar de ter toda a máquina pública à sua disposição, não apresentou sequer a participação da Secretaria de Saúde na elaboração do protocolo. “Como vamos levar crianças, adolescentes e professores em um espaço para trabalhar sendo que não houve um estudo técnico? O documento contou apenas com o senso comum. Tem referenciais, mas no corpo do documento não existem as questões de logística, cronograma, como vai ser o distanciamento. Somos a favor do retorno, mas com segurança, depois da vacina”, declarou.