Achei Sudoeste




Lockdown parcial não funciona, governo erra e pune o comércio, argumenta diretor da CDL de Vitória da Conquista

02 Mar 2021 - 00:00h

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Hélio Marques, diretor da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Vitória da Conquista, avaliou que, no geral, os comerciantes da cidade têm obedecido aos protocolos de segurança contra a Covid-19. Isso porque, segundo relatou, dos 87% do índice de ocupação na UTI Covid no município, apenas 37% corresponde a pacientes de Vitória da Conquista. Dos 37% de ocupação dos leitos clínicos, por sua vez, Marques argumentou que apenas 9% corresponde a Conquista. “Isso mostra que Conquista tem feito um bom trabalho. A prefeitura e todos os comerciantes têm tido a consciência de obedecer todos os protocolos de segurança”, destacou. O diretor salientou ainda que, em Conquista, a taxa de contaminação é menor que 6%. “Das pacientes contaminadas, mais de 98% se recuperam. É um índice muito confortável e bom para a cidade”, acrescentou. Diante dos números e da obediência dos comerciantes, Marques opinou que o lockdown pune e atinge justamente o setor que está obedecendo com rigor aos protocolos de segurança. “Conquista não pode ser penalizada por ações erradas do governo. O governador está sendo intransigente. Já foi mostrado que o lockdown não funciona, principalmente da maneira que é feito na Bahia. Os bancos e as feiras livres estão funcionando. Esse lockdown parcial não funciona. Melhor fechar tudo. Por que só os comerciantes são penalizados?”, questionou. Na segunda-feira (1º), vários protestos contra o lockdown foram promovidos por parte de comerciantes não filiados à CDL.