Achei Sudoeste




Polícia fecha feira clandestina de animais em Brumado

25 Set 2014 - 14:30h

Através de denúncias de moradores da Avenida Mestre Eufrásio, no Bairro das Flores, em Brumado, a polícia militar fechou nesta quinta-feira (25) uma feira de animais que funcionava no município desde a última semana. Em entrevista ao site Brumado Notícias, Paulo Esdras, presidente da Associação Protetora dos Animais de Brumado, informou que a feira funcionava de forma clandestina, pois não possuía alvará para comercialização de animais e o local não oferecia condições adequadas para abrigar os bichos. Segundo Esdras, foi constatado pelos membros da associação protetora que não havia no local registros de vacinas. 

Além disso, um cão foi encontrado com uma pata quebrada sendo levado pela Ong para tratamento. Também foi apurado que os animais dormiam em cima de papelão. Além de cães, existiam na feira animais exóticos não nativos da região, que deveriam ter liberação ambiental para comercialização. Os moradores da localidade endossaram as informações alegando que o prédio exalava mau cheiro e que, no período da noite, os filhotes faziam muito barulho. 

Esdras disse que um homem que trabalhava no lugar apresentou informações desencontradas quanto à procedência da feira e a polícia está investigando a veracidade dos fatos. Com apoio de outras Ong’s, os representantes da associação se deslocaram até a delegacia acompanhando a polícia e levando alguns filhotes de cachorros recolhidos. No local, prestaram queixa de crime ambiental e maus tratos a animais, além de cobrarem autuação por clandestinidade já que não foi apresentado alvará de licença para comercialização.