Achei Sudoeste




CNJ vai reforçar inspeções em presídios contra o avanço da pandemia

22 Mai 2020 - 10:30h

Com taxas de contaminação fora de controle nos presídios brasileiros, o Conselho Nacional de Justiça decidiu orientar magistrados a realizarem as inspeções como atividade continua e permanente nas prisões durante a pandemia. De acordo com a Veja, o órgão lança nesta quinta um documento com regras adaptadas de segurança para inspeção, incluindo a possibilidade de uso de videochamadas. Atualmente, o Brasil tem 750.000 presos e o sistema opera 70% acima da capacidade. Os presídios estão fechados há cerca de dois meses e, além da falta de informações, denúncias feitas por servidores, familiares e advogados vêm apontando desde a falta de equipamentos básicos de proteção e higiene, incluindo falta de água, até condições precárias de isolamento e de monitoramento da doença.