Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

01 Dez 2020 - 09:30h

A área desmatada na Amazônia foi de 11.088 km² entre agosto de 2019 e julho de 2020, de acordo com números oficiais do governo federal divulgados nesta segunda-feira (30) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). De acordo com o Inpe, trata-se de um aumento de 9,5% em relação ao período anterior (agosto de 2018 a julho de 2019), que registrou 10.129 km² de área desmatada. É a maior área desde 2008, quando o Prodes apontou 12.911 km² desmatados.

30 Nov 2020 - 15:30h

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro foi anunciado neste domingo (29) como novo diretor da empresa de consultoria americana Alvarez & Marsal. Trata-se do escritório que atua como administradora judicial da Odebrecht, empreiteira investigada pela Lava Jato. À TV Globo, o ex-ministro confirmou a nova função e informou que não vai se pronunciar no momento. No anúncio divulgado em seu site, a empresa afirma que o ex-juiz vai comandar a área de disputas e investigações a partir de dezembro. O objetivo, segundo o comunicado, é que Moro possa “desenvolver soluções para disputas complexas, investigações e questões de compliance” para os clientes da empresa, com base em sua experiência governamental. Como juiz federal no Paraná, Moro conduziu os processos da Operação Lava Jato. O anúncio destaca ainda que Moro é "especialista em liderar investigações anticorrupção complexas" e também em estratégias de compliance.

30 Nov 2020 - 14:30h

O Partido dos Trabalhadores (PT) não elegeu prefeitos em capitais. É a primeira vez que isso ocorre desde a redemocratização. Sem nenhum eleito nessas cidades no primeiro turno, o partido disputou no Recife, com Marília Arraes, e em Vitória, com João Coser, neste domingo (29). Perdeu nas duas. De acordo com o jornal o Globo, em 2016, em capitais, só venceu em Rio Branco. Marcus Alexandre (PT) deixou o mandato para disputar o governo do Acre em 2018. Perdeu. Em Macapá, o PT disputa com Professor Marcos, que aparece em nono lugar, com 2% das intenções de voto, segundo a última pesquisa Ibope. A capital amapaense teve o primeiro turno adiado para o próximo domingo, por causa do apagão.

30 Nov 2020 - 11:30h

O paciente que pesava cerca de 300 quilos e aguardou cinco dias em um colchão no chão de uma unidade de saúde para ser internado em uma cama na UTI morreu na manhã deste sábado (28) no Hospital Giselda Trigueiro, em Natal. Carlos Alberto Félix da Silva, de 41 anos, foi reanimado depois de duas paradas cardiorrespiratórias, mas não resistiu à terceira. “Pelo menos, teve um pouco de dignidade no fim da vida, não estava no chão e recebeu toda a atenção e cuidado possível. Infelizmente, estava muito grave”, disse o diretor do Giselda Trigueiro, André Prudente ao G1. Carlos Alberto estava com insuficiência cardíaca e rabdomiólise, que é uma degradação do tecido muscular que libera uma proteína prejudicial no sangue. O exame dele de Covid-19, uma suspeita inicial, deu negativo. O paciente procurou o Hospital Regional de João Câmara, a 74 km de Natal, na segunda-feira passada (23) ao apresentar dificuldade de respirar e ficar com lábios e dedos roxos, além de batimentos cardíacos fracos. Na quarta-feira (25), a equipe médica o intubou para ele respirar com ajuda de aparelhos. Sem uma cama que pudesse suportar o peso dele, a unidade de saúde optou por colocá-lo em um colchão no chão. A direção do Hospital Regional de João Câmara disse que “devido à doença crônica que o paciente” tem, fez o “possível para deixá-lo o mais cômodo possível”. Na sexta-feira (27), a família dele conseguiu na Justiça o direito a um leito de UTI em um hospital de Natal para que ele pudesse receber o tratamento adequado. Ele foi transferido, então, na madrugada deste sábado (28) para o Hospital Giselda Trigueiro, que já havia aceitado a transferência do paciente antes mesmo da decisão judicial. Para recebê-lo, o hospital preparou uma cama adaptada, unindo duas que suportam até 200 quilos.

27 Nov 2020 - 14:30h

O desemprego no Brasil saltou para uma nova taxa recorde de 14,6% no trimestre encerrado em setembro, afetando 14,1 milhões de pessoas, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua), divulgada nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o G1, o índice de 14,6% corresponde a um aumento de 1,3 ponto percentual em relação ao 2º trimestre (13,3%), e de 2,8 pontos percentuais frente ao mesmo intervalo do ano passado (11,8%). “Essa é a maior taxa registrada na série histórica do IBGE, iniciada em 2012, e corresponde a 14,1 milhões de pessoas. Ou seja, mais 1,3 milhão de desempregados entraram na fila em busca de um trabalho no país”, informou o IBGE. O resultado do 3º trimestre ficou ligeiramente abaixo do estimado em pesquisa da Reuters junto a especialistas, de 14,9%. O desemprego vem renovando recordes desde julho no país, à medida em que os trabalhadores que perderam sua ocupação na pandemia começam a buscar um emprego após o relaxamento das medidas de restrição.

27 Nov 2020 - 11:30h

A expectativa de vida ao nascer dos brasileiros era de 76,6 anos em 2019, de acordo com dados publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (26) no Diário Oficial da União. São 3 meses a mais em relação ao valor estimado para o ano de 2018. Essa estimativa vem crescendo desde 1940. Naquele ano, a expectativa de vida do brasileiro ao nascer era de apenas 45,5 anos, ou seja, os brasileiros hoje vivem, em média, 31,1 anos a mais do que em meados do século passado. Em 1940, um indivíduo ao completar 50 anos tinha uma expectativa de vida de 19,1 anos, vivendo em média 69,1 anos. Já em 2019, a pessoa de 50 anos teria uma expectativa de vida de 30,8 anos, esperando viver em média até 80,8 anos (11,8 anos a mais). A expectativa de vida muda conforme o ano de nascimento da pessoa, ao que se dá o nome de "projeção de sobrevida". Por exemplo, quem tinha 30 anos completos em 2019 terá um tempo médio de vida diferente de quem nasceu no mesmo ano.

27 Nov 2020 - 10:30h

Informações pessoais de pacientes com diagnósticos suspeitos ou confirmados de Covid-19 ficaram disponíveis na internet por quase um mês depois que senhas do Ministério da Saúde foram publicadas em uma plataforma aberta, segundo o jornal “O Estado de S. Paulo” em uma reportagem publicada na quinta-feira (26). As senhas permitiam acesso a dados como CPF, endereço, telefone e doenças pré-existentes de pelo menos 16 milhões de pessoas em todo o país, segundo o jornal. As senhas estavam em uma planilha, de acordo com o “O Estado de S. Paulo”, que foi publicada por um funcionário do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, em um site de compartilhamento de códigos de programação e arquivos chamado “GitHub”. Segundo o jornal, o Einstein disse que tinha acesso aos dados porque está trabalhando em um projeto com o Ministério da Saúde. O GitHub é como se fosse uma rede social usada por programadores e cientistas de dados para compartilhar códigos de programação e contribuir com projetos da área. O serviço também é utilizado pelos profissionais para guardar seus trabalhos, de forma privada, restrita para alguns colaboradores ou de forma pública. Procurado pelo “O Estado de S. Paulo”, o funcionário do Einstein confirmou que publicou a planilha com as senhas em seu perfil no GitHub. O intuito, segundo ele, era a realização de um teste na implementação de um modelo, porém esqueceu de remover o arquivo da página pública.

25 Nov 2020 - 14:30h

Um levantamento feito pelo G1 com dados do 1º turno destas eleições mostra que os prefeitos eleitos para governar 3.424 municípios já devem começar o mandato com o apoio de mais da metade da Câmara Municipal. Em 1.984 cidades, os prefeitos ainda precisam ampliar o apoio do Legislativo municipal para conquistar ao menos a maioria da Casa. Para a análise, o G1 levou em conta os partidos da coligação do prefeito e também dos vereadores eleitos. Os dados são do primeiro turno destas eleições e não consideram candidaturas “sub judice” (que aguardam julgamento) e também as disputas do segundo turno (que ocorrem em 57 municípios neste domingo). Em média, os prefeitos eleitos no primeiro turno já começam o mandato com apoio de 56% dos vereadores da Câmara Municipal. A construção de uma base de apoio é importante para a gestão do prefeito, já que o Executivo depende do Legislativo para discutir e aprovar o Orçamento do município, projetos de lei, o Plano Diretor, entre outros.

25 Nov 2020 - 11:30h

O Brasil registrou, até novembro, 264 crimes de violência contra candidatos ou pré-candidatos às eleições municipais de 2020, de acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira (24) pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso. Esse número, segundo Barroso, é mais de cinco vezes superior ao verificado nas eleições municipais anteriores, em 2016, quando foram contabilizados 46 crimes de violência contra candidatos.

25 Nov 2020 - 07:30h

Morreu nesta terça-feira (24) em São Paulo, aos 69 anos, o jornalista Fernando Vannucci. Locutor, apresentador e comentarista esportivo, Vannucci deixa quatro filhos. A causa da morte não foi divulgada. Velório e sepultamento devem ocorrer no Rio de Janeiro. O jornalista passou mal pela manhã, socorrido pela empregada e levado ao Pronto Socorro Central de Barueri, na Grande São Paulo. No entanto, não resistiu. Vannucci havia sofrido um infarto em 2019 e colocado um marca-passo. Desde então, tinha a saúde comprometida. Nascido em Uberaba, no Triângulo Mineiro, Fernando Vannucci trabalhou na Globo Minas entre 1973 e 1977. Em seguida, passou a trabalhar no Rio de Janeiro, apresentando diversos programas, como Globo Esporte, RJTV, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje e Fantástico. Na passagem pela Globo, Fernando Vannucci cobriu seis Copas do Mundo: 1978, 1982, 1986, 1990, 1994 e 1998. Ainda ficou marcado pela criação do bordão “Alô, você!”. Ele também trabalhou em TV Bandeirantes, TV Record, Rede TV e Rede Brasil de Televisão.

24 Nov 2020 - 17:00h

Pai de Zezé di Camargo e Luciano, Francisco José de Camargo, de 83 anos, morreu na noite de segunda feira (23), após 14 dias internado em um hospital particular em Goiânia. A informação foi confirmada pela assessoria da dupla na manhã desta terça-feira (24). De acordo com o G1, por meio de nota, o Hospital Órion, onde Francisco estava internado, informou que o paciente morreu às 23h05 por causa de uma parada cardiorrespiratória e uma “instabilidade hemodinâmica”. O velório começou às 10h, no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. O sepultamento está marcado para as 17h. Porém, as cerimônias serão restritas à família para evitar a disseminação do coronavírus. Também de acordo com a assessoria, Zezé já está na capital goiana. Luciano, que mora em São Paulo, testou positivo para Covid-19 e está em isolamento em casa. Por isso, não irá ao velório. Apesar dos filhos famosos, Francisco Camargo só ficou conhecido nacionalmente em 2005, após o lançamento do filme “Dois Filhos de Francisco”, que contou a história dele e de sua família. Francisco Camargo deixa a esposa, Helena Siqueira de Camargo, de 75 anos, e oito filhos: Mirosmar José de Camargo (Zezé), Marlene José de Camargo, Wellintgton Camargo, Emanoel Camargo, Luciele de Camargo, Welson David de Camargo (Luciano), Wesley José de Camargo e Walter José de Camargo. Outro filho do patriarca da família, Emival Camargo, que foi a primeira dupla com Zezé, morreu em 1975 em um acidente de carro. Ele também tinha dez netos, incluindo a cantora Wanessa Camargo - filha de Zezé, e bisnetos.

24 Nov 2020 - 11:30h

O vereador eleito Alisson Julio (Novo) registrou um boletim de ocorrência na noite de domingo (22) após ser alvo de ameaças de morte e insultos ofensivos em Joinville, no Norte de Santa Catarina. O caso foi registrado uma semana após a vereadora Ana Lúcia Martins (PT) também ter sido ameaçada no ambiente virtual. Alisson foi o candidato mais votado de Santa Catarina, com 9.574. De acordo com o G1, ele tem 32 anos, é cadeirante e sofre com a doença genética Amiotrofia Muscular Espinhal (AME). No fim da tarde de domingo ele recebeu um e-mail que ofendia a vereadora Ana Lúcia. Após se posicionar e repudiar o ato nas redes sociais, o político recebeu mais duas mensagens com ameaças envolvendo ele e a vereadora petista. Em uma das mensagens o autor diz para Alisson: “Também vai morrer se eu conseguir matar a Ana e sair vivo da casa dela. Eu também tenho seu endereço”. Após o vereador eleito registrar um boletim de ocorrência, o autor dos e-mails enviou uma nova e escreveu frases racistas em referência à vereadora eleita Ana Lúcia e ofensas ao político: “Dei um crédito por você ser branco, mas você pisou na bola”.

24 Nov 2020 - 08:00h

As projeções apontam que haverá um período de 10 anos de boas chuvas no sertão nordestino. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o geógrafo e pesquisador em Climatologia Rosalves Lucas Marcelino explicou que, há cada período de dez anos, mudanças no ciclo solar provocam alterações que interferem no clima da terra. “De 2020 a 2030, pelos números observados, a gente já percebe um aumento significativo na quantidade de chuva. Coincide também com a ocorrência dos fenômenos El Ninõ e La Ninã. Em outras palavras, estamos entrando em um ciclo mais chuvoso. Isso é resultante da redução da atividade solar”, destacou. Nesse sentido, o pesquisador orientou que esse é o momento de armazenar água e traçar estratégias para convivência com a seca. "É hora de aproveitar o período das vacas gordas para armazenar mais água", recomendou. 

23 Nov 2020 - 16:30h

A Polícia Federal (PF) disse que uma das aeronaves utilizada pela quadrilha investigada por tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro, e que foi apreendida na manhã desta segunda-feira (23), foi avaliada em 20 milhões de dólares. Até a última atualização da reportagem, 29 pessoas tinham sido presas, segundo a PF, grande parte delas em Matinhos e em Paranaguá, no litoral paranaense. Um balanço final da operação deve ser divulgado na terça-feira (24). Também tinham sido apreendidos duas aeronaves, armas de fogo, dinheiro e 200 quilos de cocaína. Ao todo, 37 aeronaves utilizadas pelos suspeitos de cometer os crimes são alvos de arresto, ou seja, que devem ser apreendidas. Além disso, R$ 400 milhões em bens dos investigados foram sequestrados por determinação da Justiça. 217 mandados judiciais foram expedidos pela 14ª Vara Federal de Curitiba para serem cumpridos em cidades do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Bahia e Pernambuco. Desse total, 66 são de prisão e 151 de busca e apreensão. Segundo a Receita Federal, oito mandados também estão sendo cumpridos na Espanha, Colômbia, Portugal e Emirados Árabes Unidos. A operação Enterprise é considerada a maior do ano no combate à lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e uma das maiores da história na apreensão de cocaína nos portos brasileiros, de acordo com a PF. Um novo recorde, no valor de R$ 1 bilhão, segundo a PF, foi alcançado em relação ao sequestro de bens em investigações da PF sobre tráfico de drogas na história da corporação. Segundo a corporação, desde o início das investigações, que duraram dois anos, 50 toneladas de cocaína foram apreendidas. Ao todo, 670 policiais federais e mais 30 servidores da Receita Federal participam da ação.

20 Nov 2020 - 07:30h

Um ex-deputado federal e estadual do Ceará foi preso em flagrante, na quinta-feira (19), com R$ 2 milhões em espécie que estavam guardados em caixas de aparelhos de televisão. A prisão ocorreu durante uma operação KM Livre, que investiga desvio de recursos públicos, fraudes em licitações e lavagem de dinheiro. O dinheiro foi achado em uma empresa operada pelo ex-deputado, que, segundo a investigação, é o chefe da organização criminosa. Na primeira fase da Operação Km Livre, realizada em 2016, a polícia apreendeu mais de R$ 5,9 milhões em espécie no mesmo local, uma empresa ligada ao ex-deputado Adail Carneiro. Os investigadores, entretanto, não confirmaram ter sido ele o ex-deputado preso nesta quinta. A prisão ocorreu durante o cumprimento de um dos 27 mandados de busca e apreensão realizados pela Polícia Federal em Fortaleza e em cidades de mais dois estados - Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro, onde foram apreendidos valores em euro e ouro.

18 Nov 2020 - 11:30h

Stella Souza, uma das vítimas do desabamento de falésia na praia de Pipa nesta terça-feira (17), tentou proteger o filho no momento do acidente. Ela foi encontrada abraçada ao bebê de 7 meses, segundo testemunhas. O marido de Stella, Hugo Pereira, de 32 anos, também morreu soterrado no local, um dos principais destinos turísticos do Rio Grande do Norte. O empresário náutico Igor Caetano testemunhou o acidente e tentou socorrer as vítimas. Ele contou que a mãe abraçou o filho na tentativa de protegê-lo. “Ainda deu tempo de a mãe tentar segurar a criança, por isso que os adultos estavam mais machucados, porque a mãe estava abraçada com ele [o bebê]”. “A gente cavou até encontrar o pai, e depois encontramos a mãe e a criança. O menino ainda estava respirando. Por coincidência, uma médica estava passando aqui na hora. Ela tentou reanimar a criança, mas não teve mais jeito”, disse Caetano. Na hora do acidente, o casal e o bebê estavam sentados perto da falésia.

17 Nov 2020 - 15:30h

Porangatu, no norte do estado, vivenciou uma situação inusitada na noite de domingo (15). O candidato a prefeito Marcio Luis, do MDB, saiu em carreata por ruas da cidade para comemorar, antecipadamente, a vitória. No entanto, durante a apuração das últimas urnas, o jogo virou, e a candidata Vanuza Valadares (Podemos), que estava em segundo lugar, venceu a eleição com a diferença de 45 votos.  Depois do resultado oficial com 100% das urnas apuradas, Marcio Luís publicou vídeos em rede social ironizando a situação e reconhecendo a prefeita eleita. “Os resultados apontavam no sentido da nossa vitória. Já dizia o ditado: 'Contou com a vitória antes da hora'. Peço desculpa a todos, mas foi realmente o que se apresentava. Todos noticiaram. Nós fizemos uma linda carreata. Não foi o resultado que esperávamos, mas foi o resultado que temos que respeitar”, disse o candidato, em meio a risos.

17 Nov 2020 - 09:30h

Um levantamento feito pelo G1 aponta que PSDB e MDB perderam o maior número de prefeituras na comparação do 1º turno de 2016 e de 2020. O PSDB foi de 785 para 512 prefeitos eleitos – ou seja, 273 a menos. O MDB perdeu 261 prefeituras (caiu de 1.035 para 774). Já DEM e PP ganharam mais prefeituras, segundo a análise. Apesar da queda, o MDB continua com o maior número de prefeituras. Para o DEM, o salto foi de 266 para 459 (193 a mais). Além disso, três dos sete prefeitos de capitais que já conseguiram a vitória nas urnas são do DEM. O PP pulou de 495 para 682 (187 a mais). Em termos percentuais, as maiores altas foram de Avante (+567%), Patriota (+269%) e Podemos (+231%). Já as maiores quedas são de PTC (-94%), DC (-88%) e PMB (-67%). O levantamento não considera os candidatos a prefeito "sub judice", que aguardam julgamento da Justiça Eleitoral. Após a queda no número de prefeituras de 2012 para 2016 (ano em que também ocorreu o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff), o PT registrou mais uma queda. O número de prefeituras conquistadas no primeiro turno foi 179 (75 a menos que em 2016). Apesar disso, o partido é o mais frequente em disputas no segundo turno. Nas eleições de 2016, o PSDB tinha sido o maior vitorioso, quando aumentou o número de prefeitos eleitos de 686 para 785. O PSL, sigla que abrigou o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, elegeu 90 prefeitos no primeiro turno destas eleições – em 2016, foram 30.

17 Nov 2020 - 07:30h

Os candidatos apoiados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não viram a ajuda política reverter em votos nas eleições deste domingo (15). Dos 45 vereadores apoiados em 27 cidades, 10 se elegeram, 35 não se elegeram (31 suplentes). Bolsonaro manifestou apoio aos candidatos durante “lives” na internet, em especial na reta final da campanha. Além dos vereadores, Bolsonaro apoiou 13 candidatos a prefeito – 9 não se elegeram. Ele também deu apoio à coronel Fernanda (Patriotas), candidata ao Senado por MT (o estado teve eleição suplementar para a vaga aberta após a cassação de Selma Arruda, no ano passado). Ela não se elegeu. Entre os não eleitos, está a Wal do Açaí (Republicanos), candidata a vereadora por Angra dos Reis (RJ). Em 2018, ela foi apontada como funcionária fantasma ligada ao gabinete de Bolsonaro quando ele era deputado no Rio de Janeiro. Wal disputou a eleição como 'Wal Bolsonaro', mas recebeu apenas 266 votos. Entre os eleitos, está Carlos Bolsonaro (Republicanos), que conquistou uma vaga na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro com 71 mil votos. A votação recorde, esperada para ele este ano, não se confirmou. O candidato mais votado em todo o país foi Eduardo Suplicy (PT), com 167 mil votos.

10 Nov 2020 - 16:30h

Por causa de uma dívida de cerca de R$ 45 mil de IPTU, a prefeitura de São Paulo pediu a penhora dos bens do cantor e compositor Roberto Carlos. De acordo com informações do Uol, o imóvel objeto da cobrança está localizado no bairro de Cambuci, situado na região central da capital paulista, e é onde funciona o "Ed Carnes", um restaurante do cantor Ed Carlos. Segundo a publicação, o envolvimento de Roberto no caso ocorreu após o amigo, Ed, sofrer um AVC, em 2005, mesmo ano que que a proprietária do imóvel decidiu rescindir a locação. Sabendo da situação e que o edifício de três andares estava à venda, o “rei” resolveu comprar o prédio. "O Roberto nunca me cobrou nenhum aluguel, ele não me deixa pagar nem o IPTU", disse Ed Carlos em entrevista ao Uol em 2015. A prefeitura de SP entrou na Justiça para cobrar uma dívida de dez prestações não pagas do IPTU de 2018, mas em março o artista fez um acordo de parcelamento e seus advogados apresentaram o comprovante do pagamento da primeira parcela. Acontece que depois disso, segundo a gestão municipal, não houve qualquer outro pagamento por parte de Roberto Carlos. Diante do ocorrido, a assessoria de imprensa do cantor afirmou que a dívida é do inquilino, que ela será paga e que os bens do artista não serão penhorados. Segundo o portal, o pedido de penhora ainda não foi analisado pela Justiça.