Achei Sudoeste




Brumadense presidente da Câmara de Itabuna retém salário de vereador, que aciona a justiça

26 Ago 2013 - 11:06h

O vereador Solon Pinheiro (DEM), da cidade de Itabuna, no sul do estado, entrou na justiça para garantir o pagamento do seu salário, de acordo com o Bocão News. Segundo Pinheiro, ele estaria sendo perseguido pelo presidente da Câmara de Vereadores, o brumadense Aldenes Meira (PCdoB), que, além de presidir a Câmara de Itabuna, é o responsável pelas finanças da Casa. Solon alega que todos os demais vereadores receberam os salários no último dia 20 de agosto, mas por ordem do presidente somente seu pagamento foi retido. Ao questionar a falta do dinheiro, o parlamentar ouviu sem maiores explicações que não receberia o salário.

Pinheiro então acionou a justiça e por determinação do juiz Ulisses Salgado, da Vara da Fazenda Pública, o presidente tem 24 horas para pagar o salário do colega. Caso contrário, terá de arcar com uma multa diária no valor de R$ 5 mil. Em sua defesa, Aldenes teria explicado a alguns colegas que não pagou o salário do vereador, pois o seu mandato esta sub judice, ou seja, aguardando apreciação judicial. “Ele pode perder o cargo e se eu pagar antes e ele perder o mandato, vou ter problema no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM)”, disse Meira ao Blog Políticos Sul da Bahia.