Achei Sudoeste




Brasil: Taxa de mortalidade infantil cai 75% em 22 anos

13 Set 2013 - 11:30h

O relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) divulgado nesta sexta-feira (13) aponta que a taxa de mortalidade infantil no Brasil caiu 75% entre 1990 e 2012. De acordo com o relatório, em 1990, a cada mil nascidos vivos, o país registrava 52 mortes de crianças. Em contrapartida, em 2012, a taxa de mortalidade caiu para 13 mortes a cada mil nascidos vivos. Considerando-se o número de mortes de crianças com até cinco anos de idade, o índice de mortalidade diminuiu ainda mais no período, chegando a uma queda de 77,4%. Em 1990, essa taxa era de 62 mortes a cada mil nascidos vivos, tendo caído para 14 mortes a cada mil nascidos vivos em 2012. Segundo a ONU, no ano passado, 37 mil crianças morreram no país. Apesar de o dado ser alarmante, esse número chegou a ser de 180 mil crianças mortas em 1990. No mundo, a mortalidade infantil caiu pela metade, embora 18 mil crianças com menos de cinco anos ainda continuem morrendo a cada dia desde então. Entre 1990 e 2012, o número de mortes de crianças passou de 12,6 a 6,6 milhões em todo o mundo, ou seja, uma queda de 47,8%. O estudo foi realizado com a colaboração da Unicef, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Banco Mundial. As informações são do G1.