Achei Sudoeste




Mato Grosso do Sul entra em emergência por queimadas no Pantanal

15 Set 2020 - 08:30h

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, reconheceu nesta segunda-feira (14) a situação de emergência em Mato Grosso do Sul em razão dos incêndios florestais que atingem o Pantanal no estado. Segundo o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) do Ibama, em 2020, a estimativa é que área queimada chegue a 1,45 milhão de hectares. A situação de emergência já havia sido decretada pelo próprio governo estadual nesta segunda. Segundo o ministério, com o reconhecimento da emergência pelo governo federal, o governo de Mato Grosso do Sul poderá ter acesso a recursos da União para ações de socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais à população e recuperação de infraestruturas públicas danificadas. De acordo com o Desenvolvimento Regional, a definição do montante de dinheiro a ser liberado depende da elaboração de planos de trabalho. Nesses documentos, os órgãos que atuam no combate aos incêndios vão detalhar os instrumentos necessários para continuar a operação. Caberá à Defesa Civil Nacional a análise e a liberação os recursos. O secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, auxilia na elaboração desses planos para que os recursos sejam liberados com maior rapidez. O dinheiro poderá ser usado, por exemplo, para custear atividades de transporte, compra de combustível e locação de aeronaves.