Achei Sudoeste




Brumado: Major reafirma auxílio da PM a gestante e bebê no hospital e desfaz mal entendido

24 Mai 2022 - 08:00h

No último sábado (21), a Polícia Militar publicou uma nota divulgando o apoio prestado por policiais militares da 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) a uma gestante no Hospital Municipal Professor Magalhães Neto, em Brumado. A nota causou polêmica com a Secretaria Municipal de Saúde, que emitiu uma nota rebatendo a situação e confirmando a agilidade no atendimento à gestante no hospital. O secretário de saúde, Cláudio Feres, endossou atendimento rápido na unidade de saúde (veja aqui). Em entrevista ao site Achei Sudoeste, a Major Leila Silva, comandante da 34ª CIPM, relatou que os policiais estavam na unidade quando a parturiente chegou acompanhada da mãe, que estava muito aflita pedindo socorro. “De pronto, o policial militar foi ao veículo e deu assistência. Foi questão de pouco tempo, foi muito rápido o que aconteceu. Estávamos na porta do hospital. Como deixar de atender uma pessoa que estava em situação de aflição? A criança estava nascendo”, disse. Segundo a Major, o policial fez a manutenção da placenta e do cordão umbilical até o atendimento dentro do hospital. A comandante ainda fez questão de desfazer qualquer mal-entendido. “Em momento nenhum quando a PM, de forma muito orgulhosa, divulgou a ocorrência da qual fizemos parte teve o propósito de desmerecer os profissionais do hospital, nem mesmo de falar em negligência. Cumprimos apenas uma missão”, enfatizou.