Remédio para náuseas usado por grávidas pode prejudicar bebê

12 Out 2019 - 05:30h

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um alerta sobre o uso da ondansetrona por gestantes devido ao risco de malformação cardíaca e má-formação orofacial, como lábio leporino. A medicação costuma ser usada para tratar náuseas e vômitos durante a gravidez. Diante dos riscos, a agência recomenda cautela na prescrição dos medicamentos. O alerta é feito com base nos resultados de estudos que apontam aumento no número de casos de problemas fetais associados ao uso do remédio. Essas mesmas pesquisas fizeram a Agência Espanhola de Medicamentos e Produtos Sanitários (Aemps) proibir o uso da substância durante a gravidez. O informe, emitido na semana passada, orienta que os cuidados com a indicação devem ser feitos principalmente no primeiro trimestre da gravidez. Ao mesmo tempo, a agência afirma estar investigando a situação. “Após a conclusão, há a possibilidade de contraindicar o uso desse medicamento por mulheres grávidas”, esclareceu em comunicado. O órgão recomenda ainda que mulheres em idade fértil que fazem uso da medicação sejam orientadas a utilizar métodos contraceptivos eficazes.

Comentários

Hermírio Públio de Brito Viana

"Um alerta elogiável e pertinente todavia não especifica que tipos de substâncias evitar. No passado o uso da TALIDOMIDA, foi veementemente proibido pelo fato de provocar má formação em crianças pelo mundo afora. Estou compartilhando com o FACEBOOK, na esperança de que seja visto pelo maior número possível de pessoas interessadas, com a sugestão de que consultem seus médicos oportunamente, o mais rápido possível!"

Deixar comentário

Comentário

mais notícias