Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Chapada Diamantina"

13 Out 2021 - 14:30h

Um homem de 24 anos foi preso por feminicídio e estupro nesta terça-feira (12), na cidade de Andaraí, que fica na região da Chapada Diamantina. Segundo informações da Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 1º de outubro, e o corpo da vítima – Michele Santos de Jesus, de 17 anos – foi encontrado nas proximidades da casa onde ela morava. De acordo com a polícia, desde então, o órgão começou diligências investigativas e de inteligência que terminaram na identificação do suspeito. Em seguida, o pedido de prisão preventiva foi feito e deferido pelo Poder Judiciário. A polícia informou que durante o interrogatório, o homem assumiu o crime e contou que Michele de Jesus descobriu uma traição do suspeito e afirmou que revelaria a informação para a esposa e a família dele. A prisão do suspeito foi feita por policiais da 13ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Seabra) e da Delegacia Territorial de Andaraí. O mandado de prisão preventiva foi cumprido na localidade conhecida como “Estrada do Praião”. O suspeito realizou exames de lesões corporais e, em seguida, foi custodiado. Ele será transferido para o sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

01 Out 2021 - 19:15h

Um incêndio foi debelado, nesta sexta-feira (1º), em uma área de vegetação perto da Pousada Pai Inácio, na região de mesmo nome, na Chapada Diamantina. As informações são do Corpo de Bombeiros. Segundo os bombeiros, o fogo começou na noite de quinta-feira (30) e foi debelado por volta das 2h desta sexta. Não há informações sobre o tamanho da área atingida. Além disso, o monitoramento segue sendo feito através de drone para identificar possíveis novos focos.

29 Set 2021 - 19:00h

Três focos de incêndios foram registrados na tarde desta quarta-feira (29), dentro do Parque Nacional da Chapada Diamantina, segundo informações do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). De acordo com o ICMBio, os focos simultâneos acontecem no interior do parque, nas localidades Gerais dos Vieira/Calixto, Gerais do Rio Preto/Candombá, e no limite noroeste da unidade, no Poço dos Patos. O ICMBio informou que mobilizou os seus brigadistas contratados e também conta com o apoio do PREVFOGO/IBAMA. Dezoito integrantes da Brigada Nacional Wellington Peres (do ICMBio) também estão em deslocamento para a região. Conforme o ICMBio, nos trabalhos, estão sendo usados viaturas, duas aeronaves, sopradores e bombas costais. A Brigada Voluntária do Capão e os brigadistas voluntários do Guiné, Tejuco e Barriguda já estão em combate. A brigada voluntária Marchas e Combates de Mucugê encontra-se a caminho, assim como a Brigada Voluntária de Lençóis. Ainda de acordo com o ICMBio, oito bombeiros militares se juntaram ao trabalho, somando até este momento 55 pessoas em campo mais o suporte dado pela equipe do Parque Nacional. Agentes da Brigada Nacional são esperados no local na quinta-feira (30).

27 Set 2021 - 07:30h

Os municípios de Mucugê e Ibicoara, ambos na região da Chapada Diamantina, registraram os maiores valores de produção da batata-inglesa do país - R$ 483,3 milhões e R$ 321,3 milhões, respectivamente. As informações são da pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com uma safra de 234.630 toneladas, que geraram R$ 483,3 milhões em 2020, Mucugê é o maior produtor de batata-inglesa da Bahia e o 2º maior do país, só ficando atrás de Perdizes, município de Minas Gerais - com 238.950 toneladas. A cidade baiana tem também o maior valor de produção de batata no Brasil. Ibicoara, por sua vez, é o 2º produtor de batata da Bahia, e 4º do Brasil. O município registrou safra de 156 mil toneladas em 2020, gerando um valor de R$ 321,3 milhões, o que fez a cidade passar a ser o 2º do País em valor do produto. Em 2019, era o 3º. De acordo com informações do órgão, entre 2019 e 2020, o Estado da Bahia passou do 5º para o 4º lugar entre os maiores produtores de batata-inglesa do País, ultrapassando o Rio Grande do Sul. No ano passado, a Bahia colheu 390.789 toneladas do tubérculo - 30,1% a mais do que em 2019 (mais 90,5 mil toneladas). No mesmo período, o valor de produção cresceu 32,0%, chegando a R$ 805 milhões em 2020 – também o 4º maior do País.

25 Set 2021 - 08:45h

Após cinco dias de combate, bombeiros militares e brigadistas conseguiram controlar o incêndio que atingia a região de Lençóis. O trabalho agora se concentra em monitorar possíveis novos focos e reignições, que acontecem quando o incêndio já combatido e extinto reinicia, devido à brasas e focos escondidos. Segundo o Corpo de Bombeiros, o combate direto contou com apoio de duas aeronaves modelo Air Tractor. A força-tarefa ainda fez a limpeza ao redor das áreas atingidas para evitar novas queimadas, conseguindo debelar as chamas que poderiam chegar às residências se não fossem contidas. “Durante esse monitoramento, aviões não são necessários, e foram realocados para outros municípios baianos onde os trabalhos contra o fogo continuam”, explicou, em nota, o major Bombeiro Militar (BM), Murilo Rocha, Comandante da Base Chapada. Conforme o Corpo de Bombeiros, diariamente, os militares saem por volta das 5h e, na maioria das vezes, andam por alguns quilômetros para iniciar o trabalho de contenção das chamas, que, em algumas localidades da Chapada são difíceis por conta do terreno ser muito íngreme e com fissuras no chão. Pás, foices, mochilas costais, abafadores e sopradores são alguns dos equipamentos utilizados para a extinção das chamas. O monitoramento da área dura em torno de 72 horas, a depender das condições climáticas, do tipo de terreno e de outros fatores que influenciam o comportamento dos incêndios florestais.

14 Set 2021 - 11:30h

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Promotoria Regional Ambiental do Alto Paraguaçu, promoveu nessa quinta-feira (9), uma audiência pública na Associação da Comunidade Quilombola ‘Bocaina’, que debateu os impactos ambientais provocados pela extração de minério de ferro pela empresa ‘Brazil Iron’, no Município de Piatã. Na ocasião foram discutidas as consequências dessa atividade mineradora para a qualidade das águas, solo, subsolo e ar, bem como as consequências para a saúde das comunidades tradicionais locais. Também foram debatidas medidas mitigatórias e compensatórias necessárias para proteger essa região. A audiência pública faz parte das ações previstas no procedimento administrativo apuratório aberto no âmbito da Promotoria Regional Ambiental da Chapada Diamantina e objetivou debater com a população local, sociedade civil organizada, empresa e órgãos públicos os impactos ambientais da atividade de extração mineral. Além disso, o MP buscou com as comunidades locais atingidas indícios que comprovassem os impactos e danos provocados pela atividade degradadora.  Representantes da comunidade afirmaram que existem diversos transtornos como contaminação das águas, problemas de saúde provocados por poluição do ar e estresse em razão das sirenes, sons, ruídos, buzinas e explosões constantes e a prática de atos de danos a imóveis rurais e invasões de domicílio. Também alegaram prejuízos com rachaduras e desmoronamento de imóveis, inviabilidade da agricultura familiar e a destruição do modo de vida sustentado pela população. “O MP preza pela necessária obediência à legalidade do empreendimento e o respeito à comunidade”, destacou o promotor de Justiça. Na ocasião, ele recomendou que a atividade minerária na Serra da Bocaína, no Município de Piatã, seja feita de forma sustentável e com ações transparentes na comunidade. Além disso, recomendou que a empresa execute um trabalho social com atenção às comunidades e para minimizar os impactos sociais e ambientais.

11 Set 2021 - 06:30h

Um incêndio foi registrado nesta sexta-feira (10) em uma estrada próxima ao Morro do Pai Inácio, que fica no município de Palmeiras, na Chapada Diamantina. Segundo o Corpo de Bombeiros, agentes estão no local para controlar as chamas. Não há informações se alguém ficou ferido. A causa do fogo ainda é desconhecida. De acordo com o turista Rafael Sena, que, estava no Morro do Pai Inácio quando avistou as chamas, o fogo assustou turistas que visitavam o local, um dos principais pontos turísticos da região. “Tinha bombeiros no local tentando apagar. A fumaça comprometeu o pôr do sol no Morro do Pai Inácio. Algumas pessoas acabaram desistindo e saíram do local”, explica. Por meio de nota, o Corpo de Bombeiros informou que especialistas conseguiram proteger um orquidário existente no local e que, a partir do sábado (11), dois aviões modelo Air Tractor irão realizar o combate por via aérea, para evitar que o fogo se alastre e atinja o Morro dos Brejões. Os militares também orientam os moradores das proximidades sobre como evitar os incêndios florestais. Segundo eles, é importante que a população não realize queimadas em pastos, por exemplo, pois as chamas podem sair do controle de forma rápida e atingir outras áreas.

08 Set 2021 - 09:30h

Uma área de vegetação foi atingida por um incêndio no povoado de Riacho Branco, na área de proteção ambiental Marimbus, que fica em Iraquara, na região da Chapada Diamantina. Os primeiros focos foram registrados na segunda-feira (6) e o Corpo de Bombeiros seguiu no combate às chamas nesta terça (7). De acordo com o órgão, as equipes percorreram cerca de 700 metros de linha de fogo, contudo, a área afetada é de mata densa e difícil acesso, o que atrapalha ação dos bombeiros. O Corpo de Bombeiros também foi acionado para controlar um incêndio na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia. O caso ocorreu na segunda-feira (6). As equipes utilizaram um drone para monitorar uma das áreas atingidas pelo fogo e controlar as chamas que ameaçavam propriedades rurais. Por causa do terreno íngreme e difícil acesso, foi utilizado um trator auxiliar nos trabalhos. Além disso, outro incêndio em área de vegetação foi registrado Luís Eduardo Magalhães, na segunda-feira (6), também no oeste. O fogo foi controlado por brigadistas. O Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), responsável por monitorar as queimadas na Bahia, atribui o grande número de incêndios na região às condições climáticas.

29 Ago 2021 - 06:20h

Depois de um longo tempo convivendo com medidas restritivas por causa da pandemia do Coronavírus e, ao mesmo tempo, cientes de que viajar ainda requer cuidados pessoais e coletivos, as pessoas estão buscando no ecoturismo uma alternativa de respiro ao ar livre. É neste contexto que o turismo de natureza vem crescendo na Bahia, em especial na Chapada Diamantina. Segundo o jornal A Tarde, as prefeituras de municípios com potencial para este tipo de turismo aproveitam o momento de retomada do setor turístico na Bahia para fazer investimentos. Assim, passeios em trilhas e cachoeira, por exemplo, voltam a ser opções das mais procuradas por quem busca ar puro para manter a sanidade mental nestes tempos difíceis. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a procura pelo turismo de natureza é observado desde o ano passado, com o início da pandemia, e se mantém em alta. Mas com características particulares: são viagens por curtos períodos e com deslocamentos via terrestre. Ainda conforme o Sebrae, as pessoas estão preferindo alugar casas (de campo, de praia e sítios), ao invés de se hospedarem em grandes hotéis. Principal porta de entrada da Chapada Diamantina, região rica em rios, cachoeiras, matas preservadas e história, Lençóis é um dos municípios baianos onde o turismo de natureza se intensifica. Com mais de quatro mil leitos distribuídos em cinco hotéis de alto padrão, além de pousadas, hostels, campings e casas de aluguel, a cidade herdeira dos tempos áureos do garimpo de diamantes anuncia que está aberta ao turismo e que as atrações turísticas, como Cachoeira do Mosquito e Parque da Muritiba, estão abertas, seguindo os protocolos sanitários. Conforme dados da prefeitura, o município oferece mais de 90 opções de bares, restaurantes, bistrôs e cafeterias, onde é possível apreciar a culinária regional e contemporânea. No turismo receptivo, Lençóis abriga mais de 40 agências, com mais de 60 guias capacitados e quase 400 condutores de visitantes.

25 Ago 2021 - 11:30h

O município baiano de Andaraí, vai abrigar um empreendimento agroindustrial com potencial para impactar a economia na região da Chapada Diamantina. Após quatro anos em implantação, o Frigorífico da Chapada será inaugurado oficialmente no próximo dia 27, com a expectativa de gerar cerca de 3 mil postos de trabalho quando estiver operando à plena carga. A estrutura terá capacidade para processar 168 tipos produtos, de embutidos aos cortes mais sofisticados. De acordo com o Correio, a previsão da empresa é que a operação será responsável por gerar 230 empregos diretos, outros 690 indiretos, além de outros 2 mil postos de trabalho no decorrer da cadeia produtiva, que vai envolver pequenos produtores rurais. O complexo de produção – numa área total de 180 mil metros quadrados (m²), sendo 15 mil m² de área construída – abriga cinco fábricas, que serão responsáveis por processos que irão do abate à desossa, passando pela industrialização, salga e beneficiamento de produtos não comestíveis. Na inauguração, programada para a próxima sexta-feira (27), estão previstas as presenças de pecuaristas, representantes de setores econômicos e autoridades públicas. Na ocasião, o frigorífico deverá estar funcionando com 25% da sua capacidade. Este número deve crescer paulatinamente até atingir 50% de uso da capacidade instalada dentro de 120 dias.   Segundo o empresário Wilson Cardoso, responsável pela empresa e atual prefeito de Andaraí, o frigorífico irá trabalhar com a produção de carne bovina, suína, ovina e caprina. Ele conta que construiu o novo complexo durante os últimos quatro anos, “sem pressa”, pelo desejo de apresentar uma estrutura com o que existe de mais moderno em equipamentos e adequada às demandas de sustentabilidade. “A Chapada Diamantina é uma marca muito forte, associada à ecologia, com um povo que sonha com um futuro melhor e um enorme potencial para crescer. Tem um turismo muito forte e uma produção tradicional de proteína animal, além da agricultura familiar”, explica. Wilson Cardoso destacou a necessidade de levar para a região um negócio com essa visão. Um dos aspectos destacados por ele é o aproveitamento de todas as partes dos animais, mesmo as que não são utilizadas para o consumo humano. Algumas delas serão beneficiadas no próprio frigorífico para uso como ração animal, ou na indústria de cosméticos e de biocombustíveis. “Não iremos despejar nada na natureza”, diz. 

17 Ago 2021 - 09:30h

Um caminhoneiro foi flagrado dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O flagrante foi no domingo (15), na BR-242, trecho de Seabra, cidade da região da Chapada Diamantina. A PRF ainda detalhou que o caminhão estava carregado com quase 60 mil litros de álcool, produto perigoso, que exige cuidados e atenção no transporte. Segundo a polícia, os agentes faziam fiscalização na rodovia, quando deram ordem ao caminhão acoplado a dois semirreboques (tanque). Durante a verificação, observou-se que o condutor apresentava sintomas de embriaguez e foi solicitado ao homem que ele fosse submetido ao teste do bafômetro. O resultado, conforme diz a PRF, foi a concentração de 0,25 mg de álcool por litro de ar alveolar, índice dentro dos limites que configura infração de trânsito. O caminhoneiro foi autuado por dirigir sob influência de álcool cuja infração é gravíssima com o pagamento de uma multa no valor de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Se houver reincidência no período de um ano, o valor é dobrado e a CNH é cassada. Diante do caso, foi confeccionado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e o condutor firmou o compromisso de comparecer ao Juizado Especial Criminal para responder pela conduta de dirigir veículo pondo em risco a segurança alheia (art. 34), da Lei de Contravenções Penais.

06 Ago 2021 - 15:30h

Uma mulher de 24 anos foi presa suspeita de transportar 15 kg de cloridrato de cocaína na quinta-feira (5) em Seabra, na Chapada Diamantina. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O cloridrato de cocaína é um material também usado para a produção de cocaína. De acordo com a PRF, a prisão aconteceu durante fiscalização em um ônibus de viagem que saiu de Goiânia com destino a Salvador. Ao iniciar a abordagem aos passageiros, a mulher apresentou sinais de nervosismo. Segundo a PRF, ela deu informações desencontradas aos policiais. Ainda segundo a PRF, a droga foi encontrada embalada em 15 tabletes em uma mochila e uma sacola. A mulher informou aos policiais que receberia R$ 3 mil para entregar o material na rodoviária de Salvador. Ela foi presa em flagrante por tráfico de drogas e encaminhada à delegacia.

25 Jul 2021 - 07:30h

A cidade de Piatã, que fica na Chapada Diamantina, é famosa pela paisagem cercada por grandes montanhas, formações rochosas e neblina. O município de aproximadamente 17 mil habitantes tem nome indígena. Piatã em tupi significa pé duro, ou pedra dura, ou ainda fortaleza. As pessoas que se interessam em visitar Piatã não podem esquecer um item na viagem: o casaco. Piatã está localizada entre as Serra do Tromba e a Serra de Santana. A cidade é considerada a mais “gelada” da Bahia, com temperaturas abaixo dos 10º no inverno. As baixas temperaturas têm relação com a altitude. O município é o mais alto do Nordeste, fica a quase 1.270 metros acima do nível do mar. Uma das melhores maneiras de aproveitar o frio na Chapada Diamantina é o chamado turismo de aventura. Muitos turistas encaram o desafio de pegar uma trilha de 3 km na Serra de Santana, que recentemente se tornou um parque da cidade. “Muito mais gelado e por conta dos ventos muito fortes, essa temperatura cai bastante”, disse o diretor de turismo, Ricardo Xavier Pina ao G1.

Outra opção de turismo é a visita na Capelinha do Senhor do Bonfim, que fica no meio da serra. Pelo caminho muitas pedras e também cruzes. A trilha faz parte de uma peregrinação religiosa na semana santa. Historiadores dizem que no século 17, os bandeirantes encontraram grandes jazidas de ouro e diamante no local. Atualmente a região foi transformada em área de preservação e o garimpo está proibido. Os melhores guias de Piatã também indicam fortemente que os turistas provem o café produzido na cidade. As condições são privilegiadas, o clima, a altitude, o solo e diferente de outras lavouras tudo é feito artesanalmente, o que fez com que mais de 40 produtores da região ganhassem prêmios nacionais e internacionais. Camila e o Theo Jones são donos de uma fazenda onde floresta e lavoura convivem em harmonia, os pés de café são do tipo arábica, cultivados em altitude, com terrenos específicos e com clima ameno. A Serra das Trombas revela aos visitantes um belíssimo entardecer. O sol se põe atrás de três morros. Uma imagem que o visitante leva para sempre na memória.

21 Jul 2021 - 09:00h

Dez prefeitos dos municípios integrantes assinaram na segunda-feira (19) o protocolo de intenção para a criação do Consórcio Chapada Diamantina Sul. Agora, o próximo passo é encaminhar o documento para ser apreciado pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). A ideia da cooperação intermunicipal é congregar esforços no que se refere à captação de recursos em âmbito estadual e federal, fortalecendo a economia regional. De acordo com os prefeitos, o consórcio é uma saída inteligente para alavancar a economia dos municípios consorciados, os quais têm sofrido com os efeitos funestos da pandemia. Os municípios que integram o consórcio são: Rio de Contas, Barra da Estiva, Jussiape, Ituaçu, Tanhaçu, Ibicoara, Contendas do Sincorá, Mirante, Iramaia e Caetanos.

12 Jul 2021 - 07:00h

10 prefeitos dos municípios que irão integrar o Consórcio Chapada Diamantina Sul estiveram reunidos na última sexta-feira (09), em Ibicoara, a 177 km de Brumado, para acertar os últimos detalhes da composição do consórcio e traçar um plano de ação para definir os setores que terão prioridade de investimentos. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, as cidades que farão parte do consórcio são: Rio de Contas, Barra da Estiva, Jussiape, Ituaçu Tanhaçu, Ibicoara, Contendas do Sincorá, Mirante, Iramaia e Caetanos. De acordo com os gestores, o objetivo desse consórcio de cooperação intermunicipal é unir forças, a fim de viabilizar a captação de recursos, através dos governos estadual e federal para alavancar a economia dos municípios consorciados. Ainda de acordo com os prefeitos, a iniciativa visa trazer melhorias para a região sul da Chapada Diamantina, nas áreas de da infraestrutura, educação, agricultura e turismo.

26 Jun 2021 - 06:20h

Um médico de 24 anos morreu após sofrer um acidente de carro, entre as cidades de Ruy Barbosa e Itaberaba, que ficam na região da Chapada Diamantina. A vítima foi identificada como Hermínio Vitor Amaral de Aguiar. O caso ocorreu na quinta-feira (24). Não há informações sobre as circunstâncias que teriam causado o acidente e nem se outras pessoas ocupavam o veículo. Hermínio era funcionário da Prefeitura de Ibiquera, que divulgou uma nota de pesar nas redes sociais. “Com imensa tristeza comunicamos o falecimento do Dr. Hermínio Vitor. A Prefeitura de Ibiquera manifesta seu apoio e condolências a familiares e amigos(as), bem como agradece a todos os serviços prestados ao município”, publicou.

26 Jun 2021 - 06:15h

Um menino de 9 anos foi encontrado morto, nesta sexta-feira (25), no Rio Paraguaçu, no povoado Volta do Rio, em Itaberaba, cidade que fica na região da Chapada Diamantina. Segundo o Corpo de Bombeiros, o corpo do menino foi encontrado por mergulhadores do 13º Grupamento de Bombeiros (13ºGBM/Gmar) em conjunto com bombeiros do 11ºGBM/Itaberaba. As buscas foram iniciadas na tarde de quinta-feira (24), quando o 11ºGBM foi acionado através do Centro Integrado de Comunicação (Cicom). No início da noite as buscas foram encerradas, sendo retomadas no início da manhã desta sexta-feira. Por volta das 9h os mergulhadores localizaram o corpo do garoto, que foi reconhecido por familiares. Não há mais detalhes sobre as circunstâncias da morte. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado para os demais procedimentos legais.

23 Jun 2021 - 16:50h

O Sindicato dos Mineradores de Brumado e Microrregião (Sindmine) realizará na próxima terça-feira (29), uma assembleia geral extraordinária para os trabalhadores da Brazil Iron Mineração, na cidade de Piatã, na Chapada Diamantina. De acordo com o Sindmine, excepcionalmente por conta da pandemia de coronavírus, a assembleia será realizada em dois turnos, sendo o primeiro às 10h e o segundo às 17h. Os dois turnos serão realizados os atos no Estádio Armindo, no Bairro Tangará. Segundo o sindicato, será discutido a proposta da empresa Brazil Iron para a formalização do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2021/2022. O Sindmine ainda alertou que não havendo nos horários informados, número suficiente de funcionários para instalação dos trabalhos, em primeira convocação, as referidas assembleias serão realizadas uma hora após a segunda convocação com qualquer número de funcionários presentes.

25 Mai 2021 - 08:30h

Com uma produção anual de quatro a cinco mil sacas de café, e atentos à potencialidade da produção de cafés na região da Chapada Diamantina, a Cooperativa de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã) celebra o Dia Nacional do Café, nesta segunda-feira (24), com avanços nas vendas e valorização do produto. O café da Coopiatã, produzido por famílias agricultoras de Piatã e Ibicoara, é um dos destaques da Bahia no cenário nacional e internacional. A excelência na produção de cafés de alta qualidade, garantiu à cooperativa, em 2020, um faturamento de aproximadamente R$ 1,4 milhão, gerando, somente com a venda do café, uma renda média mensal para cada cooperado e cooperada de R$2.500,00. Entre os diferencias que permitem obter esses resultados estão a localização das lavouras, em áreas que chegam a altitudes entre 1.260 a 1.400 metros, temperaturas amenas, ideais para o cultivo, e solo favorável. As condições climáticas somadas às melhorias do processo de produção e o apoio do Governo do Estado, geram excelentes resultados na produção de grãos de cafés 100% arábica, especiais e gourmets, de alta qualidade e valor agregado. Os cafés, classificados como tradicional, gourmet, especial e superior, são comercializadas pela cooperativa, em grãos ou moídos, no Brasil e também por meio de exportação para a Austrália e Estados Unidos, nas marcas: Coopiatã, Rigno, Rarefeito, Taperinha, Café da Lucineia, Café do João, Entrevales, Cafundó e Reserva da Chapada. O reconhecimento dos elevados níveis de classificação de café da Coopiatã já rendeu mais de 50 premiações em concursos nacionais e internacionais, entre elas a da Associação Brasileira da Indústria de Torrefação e Moagem de Café (ABIC), do Coffee of The Year, e a do Cup Off Excellence, promovido pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA). Com as classificações no Cup of Excellence 2020, foi possível participar de um disputado leilão internacional, via internet, alcançando preços que vão muito além dos praticados no mercado convencional.

14 Mai 2021 - 09:30h

Policiais da Rondas Especiais (Rondesp) Chapada apreenderam, na quarta-feira (12), na cidade de Mucugê, na Chapada Diamantina, maconha, cocaína e outros acessórios utilizados no comércio ilegal de drogas. Um homem acabou capturado. Uma denúncia anônima levou as equipes até a rua Antônio Pina Medrado, próximo ao posto de saúde, onde um homem foi flagrado com porções de entorpecentes. Segundo o major Eduardo Neves, comandante da unidade, a mãe do suspeito se aproximou dos policiais e contou que o mesmo apresentava um comportamento estranho e que poderia ter mais drogas em sua casa. “Autorizados pela proprietária, as equipes fizeram a varredura no imóvel e encontraram uma sacola no quintal com mais ilícitos”, explicou o oficial. Foram localizados 15 pacotes de diferentes tamanhos de maconha, 13 papelotes de cocaína, quatro cartões de crédito, uma balança, dois celulares e R$ 160. O homem foi conduzido à Delegacia Territorial de Seabra.