Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

18 Out 2021 - 11:30h

O Invisalign é um modelo de aparelho ortodôntico removível confeccionado em material transparente SmartTrack que o ajuda a ter o sorriso que deseja muito mais rápido. O material utilizado é capaz de aplicar uma força ainda mais exata nos dentes que precisam de movimentação para que você tenha o sorriso alinhado que sempre sonhou. As principais vantagens do aparelho invisível Invisalign são: Muito mais conforto para você; tratamento até 2x mais rápido; aparelho totalmente discreto; praticidade garantida; total liberdade dia a dia; menos visitas ao dentista e tratamento com mais eficiência. Agende sua avaliação e transforme sua vida através de um novo sorriso! A Dom Odontologia Premium funciona na Avenida Dr. Antônio Mourão Guimarães, 570 - 1º andar. Os telefones são (77) 3441-0728 e (77) 98108-8430 (WhatsApp).

14 Out 2021 - 11:30h

Muito diferente de um aparelho tradicional onde se utilizam fios metálicos e bráquetes que além de chamativos são muitas vezes desconfortáveis e difíceis de higienizar, os aparelhos Invisalign são praticamente invisíveis e podem ser removidos a qualquer momento, durante as refeições, na hora de escovar os dentes ou quando for para algum evento social. Agende sua avaliação e transforme sua vida através de um novo sorriso! A Dom Odontologia Premium funciona na Avenida Dr. Antônio Mourão Guimarães, 570 - 1º andar. Os telefones são (77) 3441-0728 e (77) 98108-8430 (WhatsApp).

14 Out 2021 - 08:30h

O Laboratório Exame pensando sempre nos melhores profissionais para ofertar a população Brumadense, inicia a parceria com o profissional Cláudio Freitas, médico ortopedista, graduado em Medicina – Universidade Estadual de Montes Claros (MG), possui Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia pelo hospital Santa Casa de Montes Claros, é membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Especialista em Cirurgia do Joelho pelo Hospital Ortopédico de MG. Destaca que, Sentir dor não é normal, e da mesma maneira que procuramos um médico quando não nos sentimos bem, seja por febre, desconforto gástrico, tonturas ou feridas na pele, também é preciso procurar um ortopedista quando há dores nos ossos, nos músculos ou nas articulações. Dr. Cláudio ressalta que os tratamentos da ortopedia são destinados para pessoas que apresentam problemas congênitos como malformações ou disfunções. Também atende aos pacientes que desenvolvem essas complicações ao longo da vida ou que as têm como sequela de traumas e acidentes. Confira algumas das condições que um ortopedista costuma tratar: problemas de crescimento; dedo em gatilho; lombalgia; hérnia de disco; síndrome do canal cárpico; tendinite; artrose; bursite; dedo em botoeira, lesões dos meniscos; ruptura de ligamentos; fratura do colo femoral; entorses; joanete; dedo em garra; pé diabético; fasceíte plantar. A Clínica Exame conta com uma equipe de profissionais qualificados e capacitados para lhe atender com toda excelência que você merece! Tudo isso alinhado à um ambiente convidativo e aconchegante, oferecendo valores acessíveis a população. Entre em contato conosco e agende sua consulta pelos telefones: (77) 3441-9286 ou (77) 99991-5757. Estamos Localizados na Rua Cassemiro Pinheiro Azevedo, 655, no centro de Brumado.

13 Out 2021 - 11:30h

Maior tempo de tela e menos atividade física: o estilo de vida do brasileiro piorou durante a pandemia, mostra pesquisa de universidades federais mineiras. O estudo foi iniciado cinco meses após o início das medidas de distanciamento social. Os resultados da primeira etapa foram publicados em artigo nas revistas Public Health Nutrition e na Frontiers in Nutrition. A pesquisa foi realizada em conjunto pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pelas universidades federais de Lavras (Ufla), Ouro Preto (Ufop) e Viçosa (UFV). Em relação às refeições, diminuiu a frequência de realização de café da manhã, lanche e almoço, por outro lado, aumentou a realização de lanches noturnos e outras refeições além das tradicionais. Os hábitos alimentares também pioraram, com aumento de consumo de pães, farináceos, refeições instantâneas e fast food. O consumo de frutas e vegetais, por sua vez, caiu. Sobre o estilo de vida, houve mudança no consumo mais frequente de bebida alcoólica, aumento na frequência no hábito de fumar, e no tempo de utilização de telas e dispositivos. Antes da pandemia, os participantes da pesquisa relataram média diária de seis horas e meia de exposição. Durante a pandemia, esse número subiu para dez horas por dia. Por outro lado, houve redução da prática de atividade física. Os voluntários que responderam ao questionário informaram praticar em torno de 120 minutos por semana no período pré-pandemia e o índice caiu para 80 minutos por semana com as restrições para evitar a circulação do novo coronavírus. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é uma prática semanal de 150 a 300 minutos. Para o estudo, foram aplicados questionários online entre agosto e setembro de 2020. Os dados reúnem respostas de 1.368 pessoas de ambos os sexos, com idade a partir de 18 anos. Quase 90% são da região Sudeste e 80% são mulheres. Entre os respondentes, 97% disseram estar cumprindo as medidas de distanciamento social. A segunda etapa da pesquisa envolve a análise de variáveis de comportamento alimentar, ganho de peso e prática de exercício físico durante a pandemia. De acordo com os pesquisadores, esta fase está em andamento e inclui a reaplicação do questionário após 10 meses.

12 Out 2021 - 16:30h

A taxa de transmissão do coronavírus no Brasil alcançou, nesta semana, o menor índice desde abril de 2020, quando começou a ser medida: 0,60, segundo o Imperial College de Londres. O dado foi atualizado na segunda-feira (11). Na prática, isso quer dizer que cada 100 pessoas infectadas transmitem o vírus para outras 60. Pela margem de erro das estatísticas, essa taxa pode ser maior (de até 0,79) ou menor (de 0,24). Nesses cenários, cada 100 pessoas com o vírus infectariam outras 79 ou 24, respectivamente. Na prática, isso quer dizer que cada 100 pessoas infectadas transmitem o vírus para outras 60. Pela margem de erro das estatísticas, essa taxa pode ser maior (de até 0,79) ou menor (de 0,24). Nesses cenários, cada 100 pessoas com o vírus infectariam outras 79 ou 24, respectivamente. O número mais próximo da taxa atual havia sido medido em novembro do ano passado, com 0,68. A data, entretanto, coincide com o apagão de dados que atrasou a atualização de casos e mortes por Covid-19 pelo Ministério da Saúde. Como o índice também considera esses dados, isso afeta as estimativas. Outro ponto é que o Brasil faz poucos testes. Isso pode indicar uma piora na capacidade em achar casos da doença (o que influencia a estimativa da taxa de transmissão).

12 Out 2021 - 11:30h

Cuidar do corpo é importante para manter a saúde. O coração, um dos principais órgãos do corpo humano, merece atenção especial. Uma pesquisa desenvolvida na Bahia é responsável por auxiliar a população com esse cuidado. É que o professor Luís Claudio Correia, da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, a partir da ideia do aluno João Victor Sales, desenvolveu um aplicativo que calcula, a partir da dor no peito, a probabilidade de ser decorrente de angina ou infarto. A utilização de aplicativos para cálculo de probabilidade tem ajudado médicos com diagnósticos de diversas doenças. Para o cientista, ações como essa também servem para popularizar a ciência. “O aplicativo está disponível como uma forma de tornar mais aplicável o conhecimento científico. Ele é uma forma prática de utilizar um modelo de regressão para calcular probabilidade”, afirma ao jornal Tribuna da Bahia. De acordo com o professor, o estudo é uma maneira de ajudar no atendimento de pessoas que apresentem dores torácicas. “Já existem aplicativos com vários outros modelos para diferentes doenças. Isso é uma coisa vigente em termos de ciência médica e criação de modelos, porém faltava um modelo para dor torácica aguda e foi isso que a gente desenvolveu”, explica Luís. O aplicativo, que está disponível gratuitamente para iOS e Android, é de fácil manuseio e pode ser utilizado pelo usuário em qualquer ambiente e momento do dia. “A ideia é que pessoas, uma vez que estejam no trabalho e utilizem o App de maneira que o julguem relevante, possam, de maneira mais simples, fazer esse cálculo de probabilidade no dia a dia”, completa o pesquisador. O objetivo de Luís Cláudio é seguir os próximos passos com a linha de pesquisa para que a medicina possa evoluir no sentido racional. “A nossa linha de pesquisa é centrada principalmente no pensamento médico em formas de melhorar o raciocínio clínico em prol da racionalidade. A medicina é a ciência da incerteza e a arte da probabilidade. Eu sinto que poderemos evoluir muito com esse tipo de linha de pensamento”, conclui. Desenvolvido com apoio de um grupo de pesquisadores e alunos da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, o aplicativo levou cerca de um mês para ser concluído, mas os estudos que levaram à criação dele duraram cerca de 10 anos. O projeto tem apoio financeiro do CNPq e da Fundação Maria Emília, que financia o Registro de Síndromes Coronarianas Agudas (Resca).

12 Out 2021 - 09:30h

Um coquetel de drogas experimentais contra a Covid-19, desenvolvido pela farmacêutica britânica AstraZeneca, se mostrou eficaz na redução de casos graves e mortes em pacientes não hospitalizados, informou a companhia nesta segunda-feira (11) em um comunicado. Os resultados ainda não foram avaliados por outros cientistas nem publicados em revista científica. A AstraZeneca produz a chamada vacina de Oxford - fabricada no Brasil em parceria com a Fiocruz. O medicamento, chamado AZD7442, reduziu em 50% o risco de desenvolver a forma grave da doença e morte em pacientes sintomáticos, afirmou a farmacêutica. O estudo acompanhou cerca de 900 pacientes. O coquetel injetável é sugerido como uma forma de proteger pessoas que, por algum motivo, não produziram resposta imune suficiente com a vacinação. “Uma intervenção precoce pode dar uma redução significativa na progressão para doença grave, com proteção contínua por mais de seis meses”, disse Mene Pangalos, vice-presidente executivo da AstraZeneca. A companhia informou que irá discutir os resultados com “autoridades sanitárias”, sem especificar. Na semana passada, a farmacêutica solicitou aprovação de emergência dos reguladores dos Estados Unidos para seu uso como uma droga de prevenção.

11 Out 2021 - 15:30h

O geriatra Hernan Carlos, é o especialista em cuidar da saúde do idoso, através do tratamento de doenças ou problemas comuns nesta fase da vida, como alterações da memória, perda do equilíbrio e quedas, incontinência urinária, pressão alta, diabetes, osteoporose, depressão, além de complicações provocadas por uso de medicamentos ou exames em excesso. Uma dúvida comum entre as pessoas é: quando devo procurar um geriatra? verdade é que não existe uma regra para isso, já que a especialidade trata do envelhecimento humano. Então, se você se preocupa com isso e quer ter um envelhecimento saudável, tudo bem consultar um geriatra aos 40 ou 50 anos, por exemplo. Mas levando em conta a idade em que uma pessoa é considerada idosa no Brasil, o ideal é que seja a partir dos 60 anos. A clínica fica localizada na Rua Cassemiro Pinheiro Azevedo, 655, em Brumado. Os telefones são: (77) 3441-9286 / (77) 99991-5757 (WhatsApp).

11 Out 2021 - 11:30h

Um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) em um grupo de pacientes com comorbidades que contraíram a Covid-19 apontou que, em 80% dos casos, os sintomas após a infecção podem permanecer até quatro meses após o início da doença. A pesquisa acompanhou 175 pacientes e demonstrou que a qualidade de vida deles piorou após a Covid-19. As informações são do Bahia Notícias. De acordo com o estudo apresentado pelos pesquisadores na sexta edição da Conferência Internacional de Prevenção e Controle de Infecções, em Genebra, na Suíça, os sintomas mais comuns observados foram fadiga, fraqueza, dor de cabeça, falta de ar, tosse, esquecimento e perda de memória. Os 175 pacientes têm média de idade de 53 anos e Índice de Massa Corporal (IMC) médio de 31,7, o que já configura obesidade, de acordo com os pesquisadores. Além disso, as pessoas tinham hipertensão e diabete. Alguns dos participantes também relataram que já foram fumantes. De acordo com o infectologista Fernando Bellissimo, que atuou como orientador do estudo, os pacientes continuarão sendo acompanhados durante um ano após o início dos primeiros sintomas da Covid-19. “Agora a gente quer ver se esses sintomas são prolongados apenas ou se são verdadeiras sequelas. A gente tem percebido, depois dos quatro meses, que aos seis meses, por exemplo, esse número de 80% cai para 60%. Ou seja, alguns obtêm remissão completa dos sintomas”, explica.

11 Out 2021 - 07:30h

Muito diferente de um aparelho tradicional onde se utilizam fios metálicos e bráquetes que além de chamativos são muitas vezes desconfortáveis e difíceis de higienizar, os aparelhos Invisalign são praticamente invisíveis e podem ser removidos a qualquer momento, durante as refeições, na hora de escovar os dentes ou quando for para algum evento social. Agende sua avaliação e transforme sua vida através de um novo sorriso! A Dom Odontologia Premium funciona na Avenida Dr. Antônio Mourão Guimarães, 570 - 1º andar. Os telefones são (77) 3441-0728 e (77) 98108-8430 (WhatsApp).

08 Out 2021 - 20:45h

O Brasil alcançou e ultrapassou a marca de 600 mil mortos pela Covid-19 desde o início da pandemia nesta sexta-feira (8). As informações são do Bahia Notícias. A marca é atingida num momento em que a pandemia está em desaceleração no país, resultado do avanço da vacinação contra a doença. De acordo com levantamento de dados do consórcio de veículos de imprensa, mais de 92% da população adulta brasileira já recebeu ao menos uma dose do imunizante contra a Covid, e mais de 60% têm o esquema vacinal completo, com duas doses ou dose única. No início da tarde desta sexta o país registrou 600.077 mortos pela Covid. Em casos confirmados o Brasil soma 21.893.752. A média de mortes diárias está em 438, o menor número desde novembro do ano passado, e em queda.

08 Out 2021 - 14:30h

O Ministério da Saúde informou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 que tem a previsão de deixar de usar o imunizante CoronaVac na vacinação em 2022 por dois fatores: primeiro, o status de aprovação emergencial que a vacina ainda mantém na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e a segunda justificativa seria a “baixa efetividade entre idosos acima de 80 anos”. A resposta do ministério foi dada para a seguinte questão feita pela CPI: “Justificativa para a descontinuidade do uso da Coronavac em 2022, tal como anunciado”. O pedido de informações foi protocolado na terça-feira (5), quando a CPI tinha desistido de ouvir pela 3ª vez o ministro Marcelo Queiroga. A resposta foi dada por Danilo de Souza Vasconcelos, diretor de Programa da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, e Rosana Leite de Melo, secretária do mesmo setor. “A razão sobre a possível descontinuidade da vacina Coronavac no ano de 2022 está diretamente relacionada com condição de sua avaliação pela Anvisa”, informaram os servidores à CPI. “Até o presente momento a autorização (da CoronaVac) é temporária de uso emergencial, que foi concedida para minimizar, da forma mais rápida possível, os impactos da doença no território nacional”, justificaram o diretor e a secretária.

07 Out 2021 - 07:30h

O geriatra Hernan Carlos, é o especialista em cuidar da saúde do idoso, através do tratamento de doenças ou problemas comuns nesta fase da vida, como alterações da memória, perda do equilíbrio e quedas, incontinência urinária, pressão alta, diabetes, osteoporose, depressão, além de complicações provocadas por uso de medicamentos ou exames em excesso. Uma dúvida comum entre as pessoas é: quando devo procurar um geriatra? verdade é que não existe uma regra para isso, já que a especialidade trata do envelhecimento humano. Então, se você se preocupa com isso e quer ter um envelhecimento saudável, tudo bem consultar um geriatra aos 40 ou 50 anos, por exemplo. Mas levando em conta a idade em que uma pessoa é considerada idosa no Brasil, o ideal é que seja a partir dos 60 anos. A clínica fica localizada na Rua Cassemiro Pinheiro Azevedo, 655, em Brumado. Os telefones são: (77) 3441-9286 / (77) 99991-5757 (WhatsApp).

06 Out 2021 - 18:55h

Nos últimos sete dias, 97% dos municípios baianos não registraram mortes por Covid-19, de acordo com informações divulgadas no boletim desta quarta-feira (6), pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). A secretária estadual da Saúde em exercício, Tereza Paim, atribui o fato principalmente ao avanço da vacinação na Bahia. Ainda segundo a secretária, medidas como uso de máscara e distanciamento social também contribuem para a redução do número de óbitos diários. Nas últimas 24 horas, a Bahia registou 282 novos casos de Covid-19 e 10 mortes. A pasta detalha que desde o início da pandemia, dos 1.236.004 casos confirmados, 1.206.602 são considerados recuperados, 2.506 têm casos ativos e 26.896 tiveram óbito confirmado. A Sesab informa ainda que os dados podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. No estado, 52.092 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. O boletim epidemiológico também contabiliza 1.548.926 casos descartados e 239.923 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta quarta.

06 Out 2021 - 10:30h

No Brasil, a falta de saneamento básico sobrecarregou o sistema de saúde com 273.403 internações por doenças de veiculação hídrica em 2019, um aumento de 30 mil hospitalizações na comparação com ano anterior, além de 2.734 mortes. A incidência de internações foi de 13,01 casos por 10 mil habitantes, o que gerou gastos de R$ 108 milhões ao país naquele ano. Os resultados são do estudo Saneamento e Doenças de Veiculação Hídrica – ano base 2019, do Instituto Trata Brasil, divulgado nesta terça-feira, 5. O estudo foi feito a partir de dados públicos do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) e o Datasus, portal do Ministério da Saúde que acompanha os registros de internações, óbitos e outras ocorrências relacionadas à saúde da população. No mesmo ano, a falta de acesso à água tratada e ao esgotamento sanitário levaram a 2.734 mortes, uma média de 7,4 mortes por dia. No Nordeste, as mortes ultrapassaram mil casos; no Sudeste, 907; no Sul, 331; no Norte, foram 214; e, no Centro-Oeste, 213 óbitos registrados. Entre as doenças de veiculação hídrica, estão as diarreicas, dengue, leptospirose, esquistossomose e malária. As mais de 273 mil internações por doenças de veiculação hídrica resultaram em um custo de R$ 108 milhões ao país em 2019. A região Nordeste, que em números gerais registrou mais internações, teve a maior despesa com esse tipo de internação - R$ 42,9 milhões. Na sequência, o Sudeste teve R$ 27,8 milhões com gastos desse tipo, contra R$ 15,2 milhões do Norte, R$ 11,7 milhões do Sul e R$ 10,2 milhões do Centro-Oeste.

06 Out 2021 - 08:30h

A Bahia tem 10.187.316 de vacinados contra o coronavírus com a primeira dose ou dose única, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) divulgados no início da noite desta terça-feira (05). O Estado já vacinou 80% da população baiana acima dos 12 anos (estimada em 12.732.254) - com, pelo menos, a primeira dose. Entre os imunizados com duas doses e os que receberam dose única, a Bahia tem 5.756.847 pessoas totalmente imunizadas contra a covid-19. Dos 1.235.722 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.206.334 já são considerados recuperados, 2.502 encontram-se ativos e 26.886 tiveram óbito confirmado.

04 Out 2021 - 11:30h

Em Brumado, a Dom Odontologia Premium dispõe da melhor tecnologia do mercado para o tratamento odontológico integral e humanizado dos seus pacientes. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, os odontólogos Leonam Azevedo e Luciane Castro disseram que a clínica procura fazer a diferença no segmento, oferecendo qualidade, tecnologia e acolhimento. “Somos um time engajado, voltado para o tratamento humanizado e com a melhor tecnologia que existe no mercado mundial. Com relação à odontologia, dispomos do que existe de melhor em tecnologia no mercado”, garantiu Castro. A clínica também possui um time de profissionais qualificados e setorizados para melhor atendimento dos seus pacientes. A Dom Odontologia Premium funciona na Avenida Dr. Antônio Mourão Guimarães, 570 - 1º andar. Os telefones são (77) 3441-0728 e (77) 99801-0440.

04 Out 2021 - 07:30h

Temos o objetivo de oferecer um atendimento humanizado e personalizado proporcionando-lhe maior satisfação aos nossos clientes e colaboradores, disponibilizando equipamentos de alta tecnologia na realização de exames laboratoriais de qualidade com resultados confiáveis e seguros para um diagnóstico preciso e rápido a serviço da vida de toda população e região. Realizamos seus exames laboratoriais com excelência e qualidade. Atendemos com humanização nossos clientes, sustentabilidade e responsabilidade social. Nosso compromisso é com a vida; visando a confiabilidade; melhoria contínua; ética e humanização para vocês clientes. Não deixe de entrar em contato conosco. (77) 3441-9286 / (77) 99991-5757 (WhatsApp). O Laboratório e Clínica Exame fica localizado na Rua Cassemiro Pinheiro Azevedo, 655, Centro de Brumado.

03 Out 2021 - 06:20h

A chance de uma pessoa não vacinada se infectar pelo coronavírus é aproximadamente cinco vezes maior quando comparada com a de quem já está completamente imunizado, afirma o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos). Esse valor, calculado nos EUA, é de um cenário em que a delta já corresponde à maior parte dos casos de Covid, como é a realidade também de alguns estados e cidades brasileiras. Em uma situação em que a cepa ainda não é prevalente, o risco de uma pessoa não imunizada se infectar é em média 11 vezes maior quando comparado a quem já completou o ciclo vacinal. Com esses dados, o CDC afirma que a capacidade das vacinas de barrar a transmissão do vírus diminuiu com a dispersão da delta, mas ainda traz um grau de proteção muito importante para a população, principalmente para casos graves da doença. O órgão reitera que, mesmo com a delta, pessoas não vacinadas têm por volta de dez vezes mais chances de serem internadas quando se comparam a quem já se imunizou —no caso de mortes, esse número sobe para 13. Os pesquisadores então concluem que o avanço da variante nos Estados Unidos foi um fator importante para explicar o crescimento da taxa de disseminação da Covid-19 entre pessoas vacinadas. Ainda assim, a cepa não teve grande impacto no aumento de casos graves da doença para os imunizados. As informações são do Tribuna da Bahia.

30 Set 2021 - 07:30h

O Laboratório Exame pensando sempre nos melhores profissionais para ofertar a população Brumadense, inicia a parceria com o profissional Cláudio Freitas, médico ortopedista, graduado em Medicina – Universidade Estadual de Montes Claros (MG), possui Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia pelo hospital Santa Casa de Montes Claros, é membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Especialista em Cirurgia do Joelho pelo Hospital Ortopédico de MG. Destaca que, Sentir dor não é normal, e da mesma maneira que procuramos um médico quando não nos sentimos bem, seja por febre, desconforto gástrico, tonturas ou feridas na pele, também é preciso procurar um ortopedista quando há dores nos ossos, nos músculos ou nas articulações. Dr. Cláudio ressalta que os tratamentos da ortopedia são destinados para pessoas que apresentam problemas congênitos como malformações ou disfunções. Também atende aos pacientes que desenvolvem essas complicações ao longo da vida ou que as têm como sequela de traumas e acidentes. Confira algumas das condições que um ortopedista costuma tratar: problemas de crescimento; dedo em gatilho; lombalgia; hérnia de disco; síndrome do canal cárpico; tendinite; artrose; bursite; dedo em botoeira, lesões dos meniscos; ruptura de ligamentos; fratura do colo femoral; entorses; joanete; dedo em garra; pé diabético; fasceíte plantar. A Clínica Exame conta com uma equipe de profissionais qualificados e capacitados para lhe atender com toda excelência que você merece! Tudo isso alinhado à um ambiente convidativo e aconchegante, oferecendo valores acessíveis a população. Entre em contato conosco e agende sua consulta pelos telefones: (77) 3441-9286 ou (77) 99991-5757. Estamos Localizados na Rua Cassemiro Pinheiro Azevedo, 655, no centro de Brumado.

29 Set 2021 - 16:30h

Além de evitar mortes e casos graves de Covid-19, as vacinas também diminuem a transmissão da doença, mesmo que uma pessoa imunizada seja infectada. Estudos recentes mostram que quando pessoas vacinadas contra a Covid, elas eliminam o vírus mais rapidamente e transmitem muito menos do que os não imunizados. As informações são de reportagem do Jornal Nacional, veiculada na última terça-feira, 28. Ou seja, os pesquisadores conseguiram identificar que quando infectados, vacinados e não vacinados não transmitem o vírus da mesma maneira. Ou seja, pessoas que não tomara vacina contra a Covid-19 seguem sendo os principais responsáveis pela transmissão do vírus. Uma pesquisa publicada no “New England Journal of Medicine” analisou o contágio da Covid entre pessoas que moram na mesma casa, no Reino Unido, e concluiu que quem não estava vacinado houve o dobro de contaminados. “Isso é um estudo de vida real, é um dado de vida real que mostra que a vacina pode diminuir a transmissão em cerca de 50%. Isso é muito importante”, diz a epidemiologista Denise Garrett, vice-presidente do Sabin Vaccine Institute, instituto americano que trabalha para aumentar o acesso a vacinas no mundo. Denise Garrett também apontou que mais de 90% dos casos de Covid estão entre os não vacinados. “As chances do vacinado se infectar são menores, as chances do vacinado desenvolver uma doença grave são menores e as chances dos vacinados transmitirem também são menores”, explicou. “Um outro trabalho mais recente, publicado ainda em pré-print, mostra que as pessoas vacinadas conseguem eliminar o vírus do seu sistema mais rápido do que os não vacinados. Se elas conseguem eliminar mais rápido, elas vão transmitir por menos tempo, então isso também diminui a taxa de transmissão da doença. Vacinas não são perfeitas, mas são ferramentas de excelência para diminuir o contágio, diminuir a infecção, diminuir a hospitalização e morte. Se a vacina não é perfeita, não pode bobear. Mesmo vacinado precisa continuar usando máscara, precisa continuar tomando cuidado com aglomerações”, afirma a microbiologista Natalia Pasternak, do Instituto Questão de Ciência.

28 Set 2021 - 11:30h

Os estudos de fase 3 da vacina Clover, da fabricante chinesa Sichuan Clover Biopharmaceutical, que também estão sendo realizados no Brasil, mostraram 100% de eficácia contra casos graves e hospitalização para qualquer cepa circulante do novo coronavírus. A eficácia contra casos leves e moderados foi de 84%, sendo de 79% para Delta e 92% para Gama, as variantes que mais circulam no Brasil. As informações são do jornal Extra. As pesquisas, que começaram em março deste ano, foram realizadas com 30 mil voluntários em cinco países, em quatro continentes. Os resultados já foram enviados à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e uma reunião para tratar do assunto deve ocorrer nos próximos dias. A coordenadora dos testes no Brasil, Sue Ann Costa Clemens, ressalta que além da alta eficácia, o destaque da nova vacina é atuar contra as variantes que mais preocupam. “Isso é importante porque, no geral, as vacinas foram desenvolvidas para mostrar eficácia contra a cepa original. Todos os casos positivos que surgiram ao longo do estudo foram sequenciados e não foi detectado nenhum da cepa original, em nenhum país. Isso mostra que essa ela foi substituída a nível mundial em apenas um ano”, afirma Sue Ann, que é chefe do comitê científico da Fundação Bill e Melinda Gates, docente de Oxford, diretora do primeiro mestrado em vacinologia do mundo, na Universidade de Siena, e ganhadora do Prêmio Faz Diferença. Dos casos positivos, 38% foram provocados pela variante Delta, 25% pela MU, 9% pela Gama e 8% pela beta, entre outros. A vacina da Clover é recombinante da proteína S do Sars-CoV-2, aplicada em duas doses com intervalo de 22 dias. Sua submissão já foi iniciada na Europa, junto à Agência Europeia de Medicamentos (EMA). Caso seja aprovada, esse ano, será a primeira usando essa tecnologia na Europa.

28 Set 2021 - 10:30h

A Bahia já possui 72 casos registrados da variante Delta do coronavírus, com dois óbitos (veja aqui). As confirmações foram feitas após sequenciamento genético realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen-BA). A cidade de Brumado também já possui casos confirmados da variante. A secretária estadual de saúde, Tereza Paim, afirma que já se nota uma infecção comunitária da variante na Bahia e que isso é um sinal de alerta, já que a Delta se espalha muito rápido. "Quem tem só uma dose tem que ter toda a cautela. Uma dose só não dá proteção para o óbito ou adoecimento mais grave", disse, chamando a atenção da população para a importância da segunda dose e da dose de reforço da vacina para os idosos e pessoas com doenças imunossupressoras.

27 Set 2021 - 14:30h

Temos o objetivo de oferecer um atendimento humanizado e personalizado proporcionando-lhe maior satisfação aos nossos clientes e colaboradores, disponibilizando equipamentos de alta tecnologia na realização de exames laboratoriais de qualidade com resultados confiáveis e seguros para um diagnóstico preciso e rápido a serviço da vida de toda população e região. Realizamos seus exames laboratoriais com excelência e qualidade. Atendemos com humanização nossos clientes, sustentabilidade e responsabilidade social. Nosso compromisso é com a vida; visando a confiabilidade; melhoria contínua; ética e humanização para vocês clientes. Não deixe de entrar em contato conosco. (77) 3441-9286 / (77) 99991-5757 (WhatsApp). O Laboratório e Clínica Exame fica localizado na Rua Cassemiro Pinheiro Azevedo, 655, Centro de Brumado.

25 Set 2021 - 08:55h

O Boletim InfoGripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado nesta sexta-feira (24), confirmou a tendência de queda dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil verificada nas últimas semanas. A Bahia, no entanto, apresentou sinal de crescimento na tendência de curto prazo, que considera as últimas três semanas. Do total, apenas outros cinco estados também apresentam crescimento, bem como Amapá, Amazonas, Pernambuco, Rio de Janeiro e Tocantins. Destes, apenas o Rio de Janeiro ainda não atingiu valores inferiores aos observados em 2020. Nesta sexta, o governador Rui Costa (PT) afirmou estar "preocupado". De acordo com o gestor, em uma semana foi constatado o aumento de 700 casos ativos de coronavírus na Bahia. “Isso não é um bom sinal. Não quero desanimar ninguém, mas o vírus ainda não foi embora. Precisamos acelerar a vacinação e continuar com a prevenção, usando máscaras”, afirma em publicação.

24 Set 2021 - 11:30h

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), chamou a atenção dos seus seguidores nas redes sociais para a queda do número de casos da Covid-19 no estado. De acordo com o gestor estadual, já fazem duas semanas desde que os números de coronavírus pararam de cair na Bahia. “Isso quer dizer que o vírus segue contaminando os baianos e as baianas. Então, repito o apelo: tomem a vacina! E, mesmo vacinados, usem máscara”, afirma o governador.

23 Set 2021 - 07:30h

Muitas pessoas não sabem, mas cerca de metade das pessoas que tem Síndrome de Down tem algum defeito no coração e por isso é importante a consulta com cardiopediatra para observar certos parâmetros ainda durante a gestação para saber quais são as alterações cardíacas que podem estar presentes, mas ainda assim depois do nascimento podem ser realizados exames como a eco cardiografia para identificar com maior precisão quais são as alterações presentes no coração. Certas alterações cardíacas precisam de cirurgia para correção, embora muitos necessitem apenas de acompanhamento clínico. Segundo as Diretrizes de Atenção à pessoa com Síndrome de Down, publicada pelo Ministério da Saúde, a Síndrome de Down (SD) ou trissomia do 21 é a alteração cromossômica mais comum em humanos e a principal causa de deficiência intelectual na população. O documento informa que essas pessoas, quando atendidas e estimuladas adequadamente, têm potencial para uma vida saudável e plena inclusão social. Segundo a ONU, entre 3 mil a 5 mil crianças nascem no mundo com a síndrome, por ano. Agende sua consulta conosco pelo telefone: (77) 3441-9286 ou (77) 99991-5757. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde!

22 Set 2021 - 15:30h

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta terça-feira (21) que estados e municípios podem decidir sobre a vacinação de adolescentes sem comorbidades. Segundo o ministro, os gestores locais devem seguir recomendações técnicas para esse público-alvo, seguindo as orientações dos fabricantes de vacinas, da comunidade científica e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O ministro analisou uma ação do PSB contra a orientação do Ministério da Saúde para que não sejam vacinados contra a Covid-19 adolescentes entre 12 e 17 anos sem comorbidades. Na decisão, Lewandowski afirmou que a orientação do Ministério da Saúde de suspender a vacinação de adolescentes sem comorbidades não tem base científica. “O ato do Ministério da Saúde aqui questionado não encontra amparo em evidências acadêmicas, nem em análises estratégicas (...) e muito menos em standards, normas e critérios científicos e técnicos, estabelecidos por organizações e entidades internacional e nacionalmente reconhecidas”, escreveu.

21 Set 2021 - 15:30h

As máscaras na pandemia se tornaram um equipamento indispensável para nossa proteção diária. Mas com o avanço da vacinação logo voltaremos a nos cumprimentar com um abraço, a rever nossas expressões, e principalmente expor os nossos sorrisos. E o seu sorriso? Estará preparado para este momento?  Venha fazer sua avaliação na Dom Odontologia Premium. A clínica funciona na Avenida Dr. Antônio Mourão Guimarães, 570 - 1º andar. Os telefones são (77) 3441-0728 e (77) 98108-8430 (WhatsApp).

21 Set 2021 - 14:30h

Mais dez casos, incluindo uma morte, causada pela variante Delta da Covid-19 foram identificados na Bahia. As amostras foram analisadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA). De acordo com a Secretaria da Saúde do estado (Sesab), os novos casos foram identificados em pacientes de Senhor do Bonfim (2), Sapeaçu (1), Conceição do Almeida (1), Salvador (2), Vereda (1), Medeiros Neto (2) e Vitória da Conquista (1). A idade dos pacientes varia de 1 a 45 anos. São três homens e sete mulheres. Com estes novos registros, o estado chega a 14 casos da variante, com dois óbitos. Os quatro primeiros foram identificados em residentes dos municípios de Feira de Santana, Vereda e Prado, além de um tripulante de um navio ancorado em Salvador. O Lacen apontou que apesar da detecção desses novos casos da Delta, a variante Gamma (antiga P.1, identificada pela primeira vez em Manaus) ainda é responsável por quase 80% das infecções no estado.