Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Tanhaçu"

30 Mar 2021 - 14:00h

Em nota enviada ao site Achei Sudoete, a Câmara Municipal de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, esclareceu o aumento de diárias para vereadores e servidores em pleno período de crise provocado pela pandemia da Covid-19 (veja aqui). O presidente do legislativo, Miranildo Silva Santo (PSD), destacou que o Projeto nº 001/2021, aprovado pela Casa, não se trata de legislação criada neste momento. Além disso, pontuou que limita a emissão de diárias como uma das medidas de controlar despesas. “Tentam imputar a esta Casa a criação de despesas que, de fato, chocam a qualquer cidadão, porém queremos tranquilizar a sociedade tanhaçuense que, nos termos do Decreto Legislativo nº 001/2021, não foram solicitados, não foram pagos e nem pagaremos qualquer diária para a cidade de Salvador e Brasília até a cessação das medidas drásticas da pandemia”, garantiu.

29 Mar 2021 - 14:00h

Uma proposta com aumento de diárias dos vereadores e servidores da cidade de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, foi votada e aprovada na Câmara Municipal em pleno período de crise provocado pela pandemia da Covid-19, o novo coronavírus. O Decreto Legislativo nº 001/2021 regulamenta a concessão de diárias e dispõe sobre a fixação dos valores correspondentes às mesmas. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, para viagens para capital do estado, a diária passou a ser de R$ 600 para vereador e de R$ 300 para servidor; para viagens ao interior do estado, R$ 300 para vereador e R$ 180 para servidor; já para viagens para capitais e cidades de outros estados, a diária foi reajustada em R$ 1 mil para vereador e R$ 600 para servidor. A população local está revoltada com o aumento devido ao período de crise na saúde e na economia por conta da Covid-19. A cidade, inclusive, tem registrado alto índice de desempregados. Mesmo diante do cenário, os vereadores não se intimidaram em aprovar a proposta.

10 Mar 2021 - 15:00h

O ex-prefeito do município de Tanhaçu, Jorge Teixeira da Rocha (DEM), terá que devolver a quantia de R$599.897,45, pela não comprovação da execução de serviços supostamente executados no município. A penalidade foi aplicada na última terça-feira (09), pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Teixeira ainda foi multado em R$ 4mil. Apesar das irregularidades, as contas foram aprovadas com ressalvas. Segundo informou o TCM ao site Achei Sudoeste, a despesa total com pessoal em 2019 – com a Instrução TCM nº 003 – correspondeu a 57,27% da Receita Corrente Líquida do município, extrapolando, assim, o limite de 54% da LRF. O gestor, no entanto, ainda está dentro do prazo legal para recondução desses gastos ao índice legal. O município de Tanhaçu apresentou uma receita arrecadada no montante de R$47.931.146,98 e promoveu despesas no valor total de R$54.439.177,99, o que resultou em um déficit orçamentário de R$6.508.031,01. Os índices constitucionais foram respeitados, representando em educação (27,70%), saúde (17,07%) e no pagamento dos profissionais do magistério com recursos do Fundeb (82,72%). O relatório técnico, segundo o conselheiro Paolo Marconi, relator do parecer, registrou, como ressalvas, a contratação da prestação de serviços mediante inexigibilidades de licitação, sem que houvesse demonstração da singularidade dos respectivos objetos; ausência de boletim/planilha de medição de obras e/ou serviços; falhas de inserção de dados no sistema SIGA; ínfima cobrança da Dívida Ativa; e omissão na cobrança de multas. Cabe recurso da decisão.

08 Fev 2021 - 09:00h

A partir deste ano, a Barragem de Pedras, que banha os municípios de Iramaia, Jequié, Manoel Vitorino e Maracás, poderá se transformar em uma privilegiada fonte de renda para pelo menos 20 famílias de produtores da região do Médio Rio de Contas. Um plano de trabalho firmado entre a Bahia Pesca e a Cooperativa dos Piscicultores de Tanhaçu e Região (Coopstar) está viabilizando a implantação de 50 tanques-redes na barragem, garantindo a produção de cerca de 100 toneladas de pescado por ano. A Coopstar foi a vencedora do chamamento público realizado pela Bahia Pesca, em dezembro de 2020, e receberá cerca de R$ 500 mil para ações de regularização ambiental dos empreendimentos e reestruturação da produção em viveiros escavados. Para Alan Oliveira, presidente da cooperativa, o recurso irá possibilitar o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva na região. “Para nós, produtores, esse investimento significa um produto final com maior valor agregado, o que será vendido por um preço maior, trazendo mais lucro e melhores condições de vida para nossas famílias”, afirma. O projeto prevê também a aquisição de licenças ambientais.

04 Fev 2021 - 07:00h

Em reunião com professores da Rede Pública Municipal de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, a secretária de educação Karine Sarmento Santos apresentou a proposta para implantação da plataforma que possibilitará o início das aulas remotas no município. Para isso, ressaltou a importância da criação de um comitê para discutir e apresentar ideias, as quais visem minimizar os problemas causados por um período tão extenso sem aulas presenciais e nem remotas. Após análise dos impactos negativos causados pela ex-gestão, a secretária de educação apresentou propostas significativas para a educação do município. Os representantes sindicais presentes na reunião se colocaram à disposição para a realização de um trabalho pautado na abertura do diálogo.

03 Fev 2021 - 14:00h

Diretores do Sindicato dos professores da Rede Pública Municipal de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, estiveram reunidos nesta terça-feira (02), na Secretaria Municipal de Educação, para discutir: a regularização do pagamento de salário de dezembro de 2020; o início do ano letivo e a criação de plataforma para as atividades remotas do ano em curso. Na reunião, o prefeito João Francisco Santos (PP) alegou a impossibilidade de realizar o pagamento sem uma Ação Judicial, uma vez que o ato incidirá em problemas na sua administração. Ele garantiu que no momento que a justiça determinar o pagamento será efetuado. Dentre os problemas apontados pelo gestor: o valor deixado na conta da prefeitura pela gestão anterior não é suficiente para o pagamento total da folha de dezembro de 2020.

12 Jan 2021 - 00:00h

Os servidores públicos do município de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, ainda não receberam os salários do mês de dezembro, bem como o 13º. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Valdirene Pereira, presidente do sindicato da categoria, disse que a situação tem gerado muita indignação entre os trabalhadores. “Isso não existe, é vergonhoso, inadmissível O ex-gestor, Jorge Teixeira Rocha (DEM), deixou o mês de dezembro sem pagar. Também deixou de pagar parte do 13º e os servidores comissionados”, relatou. Segundo Pereira, o então prefeito não cumpriu o que havia sido acordado, através de sua assessoria jurídica, com o sindicato. Apesar disso, a presidente destacou que a dívida é do Município para com os servidores. “Não somos funcionários de prefeito ou político. Somos funcionários do Município. Então, a dívida é do Município. O ex-gestor enviou uma remessa para o banco para efetuar os pagamentos. Agora, dependemos do atual prefeito. Estamos à mercê de novas ações para recebermos os nossos proventos”, completou.

27 Dez 2020 - 03:55h

Uma mulher ainda não identificada, de aproximadamente 35 anos, foi encontrada morta às margens da BA-142, na Fazenda Vargem Torta, zona rural da cidade de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, na manhã do último sábado (26). A informação foi confirmada ao site Achei Sudoeste pela polícia civil. De acordo com a polícia, a mulher que apresentava diversas tatuagens estava em posição fetal, semi degolado, trajando calça jeans, blusa de malha e sandálias do tipo rasteira em um local absolutamente deserto. O local foi isolado até a chegada do Departamento de Polícia Técnica (DPT), que realizou a perícia. Segundo a polícia civil, a perícia informou, preliminarmente, a hipótese de o corpo ter sido jogado no local já sem vida. A polícia apreendeu uma arma branca, tipo peixeira, supostamente usada no crime. Populares informaram que a vítima não era moradora da localidade. O cadáver foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) em Brumado para ser necropsiado. A motivação e a autoria do crime ainda são desconhecidas. A polícia civil já instaurou um inquérito e investiga o caso.

30 Nov 2020 - 16:00h

Por volta de 23h30 deste domingo (29), a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), foi informada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) acerca de um acidente na BA-026, no distrito de Sussuarana, na cidade de Tanhaçu, a 74 km de Brumado. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, no local, um homem de 33 anos, identificado como Fabrício Silva Lima, morreu após colidir a sua motocicleta (Honda CG 125, de placa AGD 2773- Londrina-PR) com o veículo marca Chevrolet/Ônix de placa OKV 7101. O carro acabou pegando fogo no local do acidente. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizou a perícia no local. O corpo de Fabiano foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), em Vitória da Conquista para ser necropsiado.

15 Nov 2020 - 23:47h

O ex-prefeito João Francisco Santos (PP), foi eleito neste domingo (2) para governar a cidade pelos próximos quatro anos. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, João teve a preferência de 48,83%, ou seja, 7098 votos do eleitorado contra 47,72%, 6937 de Jorge Teixeira (DEM). De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o número de abstenção foi de 13,64%, o equivalente a 2389 eleitores.

23 Out 2020 - 09:00h

Na tarde desta quinta-feira (22), um veículo da prefeitura de Tanhaçu se envolveu em um acidente no Km 344 da BA-142, no entroncamento de acesso à cidade de Contendas do Sincorá. Segundo informou a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) ao site Achei Sudoeste, Jonathas Santana Costa Souza, de 25 anos, funcionário público da prefeitura, morreu na colisão. Ele dirigia o veículo oficial da prefeitura de Tanhaçu. Os feridos, identificados como Adilson Carlos Santos Santana, 33 anos, Renilton Pereira de Jesus, 21 anos, Kaíque Souza Santana, 15 anos, e Maria do Carmo Aguiar, foram encaminhados pelo Samu 192 para o Hospital Professor Magalhães Neto, em Brumado, e para o Hospital Geral de Vitória da Conquista. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizou a perícia no local. O corpo da vítima fatal foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Brumado para ser necropsiado.

05 Out 2020 - 00:00h

Na última semana, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) apreendeu três caminhões boiadeiro na região de Tanhaçu, a 76 km de Brumado, com gado clandestino e sacrificou 105 novilhas (veja aqui). Em entrevista ao site Achei Sudoeste, um produtor rural que não quis se identificar disse que foi uma maldade ter sacrificado os animais apenas por estarem sendo transportados de forma irregular. “Não estou aqui contra o trabalho da Adab, nem contra essa intervenção contra o transporte irregular, mas sim contra o que aconteceu com os animais. É uma crueldade levar mais de 100 novilhas para o abate. Elas poderiam ter sido apreendidas e levadas a leilão. Tenho certeza que seriam arrematadas imediatamente. Isso é um absurdo, inadmissível”, avaliou. O produtor responsabilizou o veterinário e fiscal da Adab, Clemente Gomes, pela ação. Segundo ele, a Adab poderia ter apreendido os animais e realizado exames para saber se as novilhas estariam contaminadas com alguma doença antes de partir para o sacrifício. “Tenho certeza que as autoridades, o Ministério Público e a polícia não têm conhecimento disso. Espero que ele seja punido e as providências sejam tomadas”, afirmou. Produtores rurais da região já estariam se mobilizando para mover uma Ação Civil Pública no Ministério Público para apurar o caso.

30 Set 2020 - 13:25h

O jingle da reeleição do atual prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), continua fazendo sucesso em todo o estado da Bahia. Alvo de vários plágios desde as eleições de 2016, o jingle criado pela publicitária Ana Luísa Almeida parece estar na mira de políticos para o pleito municipal de 2020. A publicitária inclusive já acionou diversos políticos na justiça. Desta feita, o atual prefeito e candidato à reeleição em Tanhaçu, Jorge Teixeira da Rocha (DEM), mais conhecido como Doutor Jorge, pode ter plagiado o jingle de autoria de Ana Luísa. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, em um vídeo postado no perfil oficial do candidato, no último domingo (27), às 18h25, Jorge iniciou uma série de entrevistas para apresentar as suas realizações à frente do executivo tanhaçuense. Mas, para a surpresa, o jingle “Neto outra vez” pode ter sido alvo de plágio. “Tanhaçu renasceu /não dá pra esquecer / por isso a cidade mais feliz de verdade quer de novo você”, diz a música, só alterando o nome do município. Na abertura do vídeo com o candidato, a apresentadora, aparentando desconhecer o plágio, parabenizou o candidato pela peça. “Que jingle fantástico. Gostei muito. Já estou encantada. As pessoas devem estar apaixonadas, não é?”, indagou. Teixeira agradeceu o elogio e deixou transparecer que a música teria sido criada por alguém de Tanhaçu. “Eu sou muito grato por seu elogio. Dizer que a gente tem muita pessoa aqui capaz, que pode fazer boas músicas, a gente não precisa recorrer a fora. Então, quero parabenizar a todos aqueles que nos ajudam, todos aqueles que cotidianamente estão proporcionando músicas cada vez melhores”, agradeceu. A apresentadora finalizou a abertura convocando as pessoas para ouvirem a música de Dr. Jorge. “Afastem o sofá, chamem a família e dancem com a gente que a música é contagiante. Parabéns”, disse. Após o programa, a apresentadora solicitou novamente o jingle e chamou os internautas para dançar. Na ocasião, o trecho do refrão do jingle apenas alterou o nome do candidato. “Eu quero ver fazer o que ele fez / Por isso é Dr. Jorge / Dr. Jorge outra vez”. A nossa reportagem tentou, mas sem sucesso, contato com a publicitária Ana Luísa de Almeida.

21 Ago 2020 - 00:00h

Na noite da última quarta-feira (19), os professores da rede municipal de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, saíram às ruas a fim de cobrar da atual gestão a aplicação dos 60% dos precatórios do Fundeb na educação. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Valdirene Pereira, presidente do Sindicato dos Professores de Tanhaçu (Sipro), disse que a categoria já conseguiu na Câmara de Vereadores o direito de ter os recursos rateados. “Na quarta se deu a vitória no Senado, o que motivou a categoria um pouco mais a continuar na luta. Esperamos que o prefeito se sensibilize e entre em um acordo com os professores”, afirmou. Em sua defesa, a gestão alega, segundo Pereira, que está acatando recomendação dos órgãos fiscalizadores no sentido de inibir esse rateio com o magistério. “O fato de os órgãos fiscalizadores inibirem não isenta a gestão de entrar em acordo com a categoria e fazer o rateio. Estamos abertos à negociação e nossa luta continua. Vamos esperar o tempo que for para colher os frutos dessa luta”, completou.  

10 Ago 2020 - 05:00h

primeiro óbito em decorrência da Covid-19, o novo coronavírus. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, o paciente havia testado positivo para o vírus no último dia 01 de agosto do corrente ano. De acordo com a secretaria municipal de saúde, ele era portador de cirrose hepática e estava hospitalizado no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), desde o dia 10 de julho, em virtude de seu problema de saúde. O paciente contraiu a Covid-19 durante a sua internação. A secretaria de saúde reforça a necessidade do isolamento social e as medidas protetivas contra o coronavírus, como o uso de máscara e álcool gel, além de evitar aglomerações. De acordo com último boletim epidemiológico, Tanhaçu tem 12 casos confirmados, 383 notificações suspeitas, sendo que 360 foram descartados, cinco pacientes aguardando resultado, 85 em monitoramento e cinco curados.

07 Ago 2020 - 12:00h

Em Tanhaçu, a 74 km de Brumado, o prefeito Jorge Teixeira Rocha (DEM), não está repassando os 60% de precatórios do Fundef aos professores da rede municipal (veja aqui). A APLB regional também tem apoiado a categoria na luta em prol desse direito adquirido. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, César Nolasco, presidente da APLB regional, disse que a questão está sendo tratada na justiça e é um risco os Municípios gastarem o recurso, que, por lei, deve estar vinculado aos salários dos professores. “Não estamos falando de quantias pequenas. Em Tanhaçu, por exemplo, são R$ 18 milhões. O Município, além de se negar a pagar o que deve aos professores, está gastando esse dinheiro”, afirmou. Nolasco informou ainda que, na comarca local, há três processos judiciais para assegurar esse pagamento aos docentes, um impetrado pela APLB e dois pelo Sindpro, sindicato que representa a categoria – os mesmos ainda estão tramitando. “Se o prefeito gastou, os próximos gestores vão ter que tirar de algum lugar para pagar. É uma irresponsabilidade do gestor fazer qualquer tipo de uso desses recursos. A dívida ficará para o Município. Ele poderá sofrer improbidade administrativa fora ou no cargo, caso seja reeleito. Quem mais está sendo penalizado, no momento, é o professor”, criticou. A APLB, juntamente com a categoria, está realizando diversas mobilizações a fim de informar a população e pressionar a administração a repassar o recurso aos professores. "Não vamos parar até o prefeito se convencer", garantiu.

05 Ago 2020 - 11:00h

Os professores da rede municipal de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, realizaram panelaço virtual cobrando 60% dos precatórios do Fundef, que foram utilizados pela gestão do prefeito Jorge Teixeira Rocha (DEM) em obras (veja aqui). O advogado que presta assessoria jurídica ao Sindpro, Tadeu Cincurá de Andrade Sampaio, disse que o recurso é um direito da categoria. “À época que esses recursos deveriam ter sido pagos aos Municípios já havia uma lei federal que previa o pagamento de 60% aos professores. Se esse pagamento, durante o ano, não fosse suficiente para atingir 60%, a diferença era paga em folha em forma de abono. É uma obrigação legal. No caso de Tanhaçu, há inclusive lei municipal prevendo isso”, esclareceu. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o advogado relatou que, recentemente, o TRF-5 decidiu que a recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios para utilização dos Fundef para outros fins é inconstitucional. Além disso, a Câmara dos Deputados aprovou uma lei que também reestabelece essa orientação. Para reverter as ações do prefeito de Tanhaçu, o Sindpro já entrou com uma representação no Ministério Público, além de uma série de ações junto à Câmara de Vereadores. “A utilização do recurso em obras configura desvio de finalidade e é inconstitucional. Estamos aguardando decisão judicial fazendo diversas mobilizações. O Município vai ter que arcar com esse pagamento”, reiterou. 

04 Ago 2020 - 12:00h

Os professores da rede pública do município de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, voltaram a se mobilizar pelo direito constitucional de receber os 60% do precatório do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), visto que o prefeito deu destino diferente ao recurso. Para os docentes, a medida causará sérios problemas para os futuros gestores, visto que se trata de direito adquirido pelos professores. Para evitar aglomerações, a categoria tem utilizado as redes sociais para reivindicar seus direitos, inclusive com a realização de panelaço virtual. “Tirar do trabalhador, nesse caso o professor, categoria tão importante para a sociedade, um direito o líquido e certo, seria, no mínimo, imoral e antiético, se não fosse injusto e desonesto. Os professores de Tanhaçu não vão aceitar. Eles só querem o que lhes pertence de direito”, disseram ao site Achei Sudoeste.

07 Jul 2020 - 04:55h

O município de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, confirmou na noite da última segunda-feira (06), os dois primeiros casos da Covid-19, o novo coronavírus. Segundo informou a secretaria de saúde ao site Achei Sudoeste, os resultados dos exames Rt PCR onde foram diagnosticados como positivos pelo Laboratório Central (Lacen). De acordo com a pasta, tratam-se de dois colaboradores que residem em outros municípios e que prestam serviços em uma empresa em Tanhaçu. Esses colaboradores apresentaram quadros de síndrome gripais nos últimos dias, foram isolados do convívio social e permanecerão por mais 14 dias em isolamento domiciliar e sobre o monitoramento da equipe de saúde da cidade. Todos os colaboradores da referida empresa foram testados negativo e permanecem sob monitoramento pela equipe de saúde. “Pedimos a todos que mantenham o isolamento social e o uso da máscara”, disse a secretaria de saúde do município.

25 Jun 2020 - 00:00h

Na sessão da última terça-feira (23), realizada por meio eletrônico, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) votou pela procedência de termo de ocorrência lavrado na Prefeitura de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, na gestão de Jorge Teixeira da Rocha (DEM), por irregularidades na contratação de empresa para prestação de serviços de transporte escolar para o ano letivo de 2018. O relator do processo, conselheiro Paolo Marconi, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual (MPE) contra o gestor para averiguação de prática de conduta tipificada como improbidade administrativa. O prefeito ainda foi multado em R$ 5 mil. Segundo informou o TCM ao site Achei Sudoeste, a contratação foi executada em regime de empreitada pelo menor preço do quilômetro rodado por itinerário, destinado a suprir a necessidade da Secretaria de Educação, no valor de R$2,7 milhões, com a empresa “L de Jesus Santos & Cia Ltda – ME”. Segundo a relatoria, houve restrição ao caráter competitivo da licitação para contratação do transporte escolar, dada a escolha do tipo menor preço – global, ao invés dividir as linhas em lotes/item, permitindo maior participação das licitantes. O prefeito afirmou que a escolha se deu para dar maior eficiência e economicidade. Todavia, para a relatoria, a opção, pela administração pública, do tipo “menor preço – global” no edital do pregão, deveria respeitar o princípio da motivação e estar devidamente justificada, o que não foi feito. Também foram identificadas irregularidades no que diz respeito ao descumprimento das exigências que elencam a necessidade de “inspeção semestral para verificação dos equipamentos obrigatórios e de segurança”, bem como habilitação dos condutores na categoria “D”, e aprovação em curso especializado, aprovado pelo Contran. Também foi irregular a subcontratação integral do contrato, em flagrante descumprimento ao art. 72, da Lei nº 8.666/93, que só a admite de forma parcial, em limite fixado pela administração. Cabe recurso da decisão.