Brumado: Discordo de coisas ditas pelo Bolsonaro, porém não vamos suportar o paradeiro na produção, diz prefeito

26 Mar 2020 - 12:00h

Em pronunciamento em cadeia nacional realizado na noite de terça-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) minimizou a crise vivenciada no mundo por conta da pandemia do coronavírus, bem como pediu que a população voltasse à normalidade. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o prefeito da cidade de Brumado, Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), ponderou que discorda de alguns posicionamentos do presidente, porém não pode alardear ou mesmo desfazer aquilo proposto pela autoridade máxima da nação brasileira, a qual, segundo ele, foi eleita democraticamente. Para o gestor, o pior, passado o período de crise atual, será os efeitos na economia. “Se você para tudo vai chegar um ponto que o alimento acaba. Vai fazer o que? Plantar batata no quintal? Está havendo muito erro de avaliação fruto, de certa forma, do desconhecimento da população. Está provado que o vírus se transmite pelo contato, pela proximidade”, avaliou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias