Guanambi: Conselheiros Tutelares cruzam os braços

13 Abr 2013 - 10:19h

Na manhã desta sexta-feira (12), o Conselho Tutelar da cidade de Guanambi, no sudoeste baiano, deflagrou greve geral e com isso todas as atividades do órgão estão suspensas. A categoria reivindica reajustes salariais e melhorias nas condições de trabalho. Segundo disseram os conselheiros em nota enviada ao Brumado Notícias, não há estrutura para poder desempenhar os trabalhos, vez que falta carro, motorista, material de limpeza, de higiene, ar-condicionado e ventiladores. Outro ponto da reivindicação é o reajuste salarial e o reconhecimento dos direitos sociais. Os salários dos Conselheiros estão congelados há mais de quatro anos. De acordo com a lei complementar de n° 710/2013 (que aumentou o salário do prefeito para R$ 20.000,00) e 157/2003, a remuneração dos conselheiros deveria ser reajustada neste mês. No entanto, de acordo com o Conselho, o prefeito encaminhou um projeto de lei emergencial à Câmara para congelar o salário dos Conselheiros, sendo omisso no reconhecimento dos direitos sociais já previstos por lei federal aprovada. O Conselho Tutelar disse que não pretende fazer alarde ou criar problemas, mas quer seus direitos garantidos.  Segundo a categoria, mais de 22 ofícios pedindo providências e reuniões foram encaminhados ao prefeito, mas este não quis atendê-los pessoalmente.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias