Esporte Clube Bahia faz 89 anos e busca um 2020 melhor dentro e fora de campo

01 Jan 2020 - 10:20h

Nesta quarta-feira (1º), a torcida tricolor poderá o usar o trecho do hino do clube para gritar bem alto: ‘mais um, Bahia’. No primeiro dia do novo ano, o Esquadrão completa 89 anos de existência e inicia 2020 com a expectativa de seguir evoluindo dentro e fora das quatro linhas. A primeira mudança será de casa. Depois de 40 anos, o clube deixa o Fazendão, em Itinga, e se muda para a Cidade Tricolor, em Camaçari. No ano em que passará por uma nova eleição presidencial, o tricolor participará de cinco competições e tem a missão de ir além. O clube iniciará o Campeonato Baiano com o time de aspirantes, mas a meta é defender o título e conquistar o tricampeonato, o que não acontece desde 1988. No nível regional, o clube aparece como um dos favoritos ao título do Nordestão, mas precisa apagar o vexame que deu na edição de 2019, quando não passou da primeira fase. De acordo com o jornal Correio, ainda nos primeiros meses da temporada, o tricolor tem disputas na Copa do Brasil e Sul-Americana. Na primeira, o objetivo é o de, pelo menos, repetir os dois últimos anos, quando alcançou a fase de quartas de final. Já a Sul-Americana é um desejo do tricolor pelo primeiro título internacional. Fechando as competições, a bola rola para o Brasileirão a partir de maio. Se no ano passado o time esboçou a briga pela Libertadores, agora a ideia é se consolidar de vez na parte de cima da tabela e voltar a disputar a principal competição do continente Sul-Americano.  Até o momento, o Bahia tem 22 jogadores garantidos no time principal para 2020. O clube já anunciou as chegadas do meia Daniel, ex-Fluminense, e do volante Jádson, que vem emprestado pelo Cruzeiro. O time também tem acerto encaminhado por três anos com o atacante Clayson, do Corinthians.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias