Brumado: Com investimento de R$ 100, irmãs produzem bolos, vencem a depressão e ampliam renda familiar

27 Jul 2020 - 12:00h

Na Praça Wenceslau Araújo, no Bairro Santa Tereza, funciona uma fábrica de deliciosos bolos e salgados. As irmãs Jaqueline e Márcia se uniram para investir em um negócio familiar. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Jaqueline contou que precisou se reinventar devido à necessidade mental e financeira. “O tempo foi passando, entrei em depressão e tive que sair do trabalho. Em casa sozinha, nessa pandemia, minha irmã me chamou para ‘brincar’ de fazer bolo. A gente gosta de cozinhar. Começamos com pouquinho, mas Deus tem abençoado. Quem come do nosso bolo, não fica sem comer de novo. Fazemos com muito amor e carinho e está dando certo”, disse. Além de aumentar a renda familiar, Jaqueline também relatou que trabalhar com algo que gosta tem ajudado a afastar a depressão. “Eu vivia triste. Foi algo que me fez muito bem. No comércio, eram só cobranças”, completou. Mesmo com pouco tempo, Márcia contou que o negócio tem prosperado. “Peguei R$ 100 que minha mãe tinha me dado e apliquei em materiais e começamos a brincar de fazer bolo. Multiplicamos esses R$ 100. A nossa renda ainda é pouca porque o negócio tem só três meses, mas temos vendido cada dia mais. Tem que ter atitude, determinação e objetivo”, declarou. Os pedidos e vendas são feitos através das redes sociais da JM Bolos, Arte e Sabor.

Comentários

Patricia Tavares

"Parabéns meninas!! Os bolos são maravilhosos!!! Muito mesmo!!! Sucesso Jack! Deus as abençoe !"

Deixar comentário

Comentário

mais notícias