Condeúba: APLB cobra da prefeitura transparência na aplicação dos 60% dos precatórios da educação

20 Ago 2020 - 12:00h

A APLB Sindicato atua em mais uma frente de mobilização na cidade de Condeúba, a 107 km de Brumado, desta vez para aplicação dos 60% dos precatórios do Fundeb na educação. Ao site Achei Sudoeste, Nilde Cordeiro, que coordena o núcleo da APLB no município, disse que a prefeitura recebeu mais de R$ 3 milhões relativos aos precatórios. “Em julho, quando os servidores da educação sofreram os cortes em seus salários, essa verba já tinha entrado nos cofres da prefeitura. Mesmo assim, recebemos nossos vencimentos com corte. Foram quatros meses de cortes salariais”, destacou. Em ofício encaminhado à secretaria de finanças e à secretaria de educação, a APLB cobrou os extratos das contas da prefeitura para analisar se o dinheiro foi gasto em outras finalidades, porém, segundo Cordeiro, até o momento, o sindicato não obteve nenhuma resposta. “Os extratos não foram disponibilizados. Já tem mais de vinte dias que fizemos a solicitação. O recurso é da educação do município”, pontuou. 

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias