Brumado: Com liminar favorável, prefeitura corta gratificações de professores; Aplb irá recorrer da decisão

31 Ago 2020 - 14:00h

Desde o início da pandemia, as gratificações dos professores da rede municipal de ensino foram cortadas pela prefeitura de Brumado. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o professor e diretor interino da APLB Sindicato na cidade, André Azevedo, explicou que a categoria havia conseguido uma liminar na justiça revertendo a decisão, porém a mesma foi derrubada pelo Município na última quinta-feira (27). Segundo ele, embora não estejam presencialmente em sala de aula, os professores têm dado o máximo para oferecer o melhor conteúdo nas aulas remoto. “O prefeito vai decidir se mantém os cortes nas gratificações ou não. Lá em março, no início da pandemia, a justificativa era não estarmos em sala de aula. No nosso entendimento, isso não se justifica. Estamos super sobrecarregados de trabalho devido ao sistema remoto de aulas. Os professores estão fazendo de tudo para atender a demanda dos alunos”, declarou. O diretor adiantou que a APLB irá recorrer da decisão, bem como se mobilizará em prol da causa. “Estamos vivendo tempos difíceis, tenebrosos. São várias situações desagradáveis e essa é mais uma. Um governo municipal que tem como pilar a educação massacra tanto essa categoria de tamanho valor para formação do futuro do nosso país”, arrematou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias