Dedim Gouveia, cantor e sanfoneiro, morre aos 61 anos com Covid-19, em Fortaleza

20 Abr 2021 - 06:30h

O cantor de forró e sanfoneiro Dedim Gouveia morreu de Covid-19, aos 61 anos, nesta segunda-feira (19). O forrozeiro estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, no Bairro Messejana, desde o último dia 11 de abril. A família lamentou a morte do artista e informou que o velório vai ser realizado às 10h desta terça-feira (20) em cerimônia fechada para dez pessoas. Na mensagem publicada nos perfis das redes sociais do cantor os parentes agradeceram as orações dos fãs e pediram respeito a dor dos familiares. A última atualização nas redes sociais do forrozeiro, publicada no dia 17 de abril, apontava que o artista tinha “total chance de melhora e recuperação”. Dedim Gouveia era natural de Redenção, cidade a 60 km de Fortaleza. Cresceu em Serra da Faísca, distrito de Redenção. Na escola, estudou até o 2º grau. Foi criado pela avó Isabel Moreira, sua grande incentivadora no meio musical, que apostava que ainda veria o neto fazer sucesso na música. Incorporou o apelido de Dedim como nome artístico após começar a tocar sanfona aos 16 anos. Ao todo, lançou 13 CDs, 5 DVDs, embalando vários hits. Uma de suas últimas composições foi “A Natureza É Linda”, lançada em 2020. O cantor deixa a mulher, quatro filhos, além de uma multidão de fãs e amigos que fez no meio da música. O músico se apresentava todos os anos em diversas festas juninas na Bahia. Ele já realizou shows em Brumado, no Forró do Sítio Novo e no São Pedro do Bairro Olhos D’água.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias