STJ gastará no mínimo R$ 590 mil com lanches para ministros e servidores

09 Jan 2022 - 07:00h

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) pretende gastar no mínimo R$ 590 mil com alimentos durante 2022. De acordo com informações do colunista Guilherme Amado, do site Metrópoles, neste sábado (8), a relação de itens adquiridos pela corte inclui R$ 36 mil em cápsulas de café, R$ 34 mil em pão de queijo e R$ 8 mil em refrigerante. A licitação, também segundo a publicação, será aberta na próxima sexta-feira (14). A cesta de compras prevê lanches para ministros, servidores e o berçário. O STJ pediu ainda R$ 7 mil em biscoito casadinho com goiabada, o que dá 144 quilos no ano. A corte planeja comprar 1.300 pacotes de biscoito recheado, o que custará R$ 4 mil. O STJ retornará às atividades presenciais a partir do próximo dia 1º de fevereiro. A data marcará a volta dos trabalhadores lotados nas unidades vinculadas ao gabinete da Presidência e à secretaria do Tribunal - bem como daqueles lotados na secretaria de serviços integrados de saúde e na de auditoria interna. Para acesso e permanência nas dependências do STJ todos deverão apresentar o comprovante de vacinação completa contra a Covid-19, além de utilizar máscaras.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias