Juiz aponta falta de estrutura familiar nos casos de abusos contra vulneráveis em Brumado

02 Jul 2013 - 13:42h

Preocupado com os constantes relatos de abusos cometidos contra crianças e adolescentes, o Juiz da Vara da Infância e Juventude de Brumado, Genivaldo Alves Guimarães, concedeu entrevista ao Brumado Notícias falando sobre o assunto. Guimarães destacou que, mesmo com a união do Ministério Público, do Conselho Tutelar, do CREAS e dos agentes de proteção ao menor, que agem preventivamente buscando reprimir essas práticas abusivas, o índice de abusos está acima da estatística proporcional do município. O juiz aponta a falta de estrutura familiar com uma das causas desse número elevado. “Em muitos casos, os pais não fiscalizam e não dão exemplo, o que contribui para a exploração sexual do vulnerável, coisa que acontece até dentro de muitas residências, mas não é revelado por ser constrangedor. Muitos desses casos nem chegam ao conhecimento das autoridades”, afirmou o magistrado. O juiz não quis apresentar casos registrados recentemente no município, mas lamentou que as ocorrências dessa natureza sejam cada vez mais frequentes na cidade.

Comentários

Jeovane Soares Rodrigues

"Não sou de Brumado e sei bem disso. Não preciso ser Juiz para saber que o problema é esse! Basta ter os olhos abertos. Coisa que a sociedade Brumadense não tem!"

Pedro Moura

"Verdade. Parece que todo mundo fecha os olhos para um problema bem simples. Brumado tá abandonada. E tudo virou banalidade. Sou Brumadense e tenho vergonha! Viva o país do FUTEBOL!"

Deixar comentário

Comentário

mais notícias