PF investiga empresa envolvida em compra de avião que levava Eduardo Campos

31 Jan 2017 - 15:30h

A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou na manhã desta terça-feira (31) a operação Vórtex, desmembramento da Operação Turbulência, que apura uma quadrilha envolvida em lavagem de dinheiro que tinha entre os integrantes os donos do avião no qual o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, morreu em 2014, durante a campanha presidencial. Segundo informações do Diário de Pernambuco, a análise das contas bancárias das pessoas físicas e jurídicas usadas para a compra do avião, um Cessna Citation prefixo PR-AFA, apontaram que os valores transferidos de uma das empresas investigadas haviam sido repassadas, dois dias antes, por uma terceira empresa, que ainda não constava na apuração. Foi verificado que esta empresa tem contratos milionários com o governo do Estado e que suas doações a campanhas políticas aumentaram exponencialmente ao longo dos últimos anos, sobretudo para o PSB, partido de Campos, e aos candidatos apoiados por ele. Ao todo 30 policiais federais cumprem 10 ordens judiciais, sendo 6 mandados de busca e apreensão (4 no bairro de Boa Viagem, 1 no Pina e 1 em Jaboatão dos Guararapes) e 4 mandados de condução coercitiva (todos no bairro de Boa Viagem). Os nomes dos alvos não estão sendo divulgados. 

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias