Câmara de Vereadores de Brumado ressarce verbas gastas com diplomas de mérito

31 Ago 2018 - 14:00h

Uma investigação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) apurou a compra de diplomas e medalhas por parte de prefeitos e vereadores, os quais foram vendidos por empresários em troca de destaque na administração municipal ou desempenho nas câmaras em cidades do interior. Em Brumado, com a finalidade de apurar o gasto de recursos públicos da Câmara de Vereadores para o pagamento de taxas de inscrição, diárias, transporte e hospedagem em cerimônia de entrega de honrarias aos agentes públicos, o presidente da Casa Legislativa, vereador Leonardo Quinteiro Vasconcelos (PDT), solicitou a abertura do Processo Administrativo Disciplinar 002/2018. Vasconcelos destacou que, embora não tenham agido de má, todos os valores foram descontados na folha de pagamento dos vereadores e restituídos ao erário público. “Apesar de em nenhum momento termos conhecimento da ilegalidade do Instituto, que na época do fato ocorrido encaminhou documentos aos vereadores que levaram a crer no trabalho idôneo, tão logo ficamos sabendo da notícia veiculada e das medidas que seriam tomadas pelo TCM a fim de evidenciar os fatos, nos adiantamos e tomamos todas as providências para apuração e devolução ao erário público dos valores gastos, que, inclusive, já foram efetivados”, informou. A Câmara de Vereadores de Brumado é a primeira da Bahia a ressarcir as verbas gastas com diplomas de mérito.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias