Brumado: Ex-prefeito destaca ditadura e governo melancólico de Eduardo Vasconcelos

24 Mai 2019 - 07:00h

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o ex-prefeito da cidade de Brumado, médico Geraldo Azevedo (Sem Partido), criticou a gestão do prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), que, para ele, tem atuado de forma ditatorial. A administração, segundo ele, tem tirado a alegria e a autoestima dos brumadenses. “Nós assistimos um governo melancólico, que vem desapontando a população brumadense há bastante tempo. Um governo que teve início há 16 anos com propostas de implementação do desenvolvimento econômico e social de Brumado, prometendo tanta quimera e tantos investimentos. A gente assiste hoje Brumado como uma cidade em retrocesso. Se ele tem potencial ainda para corresponder às expectativas do povo brumadense, se ele tem condições motivacionais para resgatar a alegria do brumadense, que vem, ano a ano, sendo sufocado por um governo triste, por alguém que não é capaz de ir às ruas, de ir às praças públicas compartilhar dos momentos mais alegres que o povo participa”, disse. Azevedo declarou que deu um voto de confiança ao prefeito Eduardo Vasconcelos em seu primeiro mandato, mas acabou criando aversão ao mesmo à medida que ele mudou o seu estilo de governo para atender aos anseios do seu grupo político. “É um governo que não inovou. A educação não anda de boa qualidade, escolas de tempo integral mal aparelhadas, gerando insatisfação; a saúde pública é melancólica, que não prioriza o atendimento à rede básica. A gente sente que o povo de Brumado sofre”, criticou.

Comentários

marco antonio

"É um tanto curioso ouvir falar das atitudes do atual prefeito de Brumado, principalmente de alguém que, como todos sabem, nunca se sentiu bem entre o povão da cidade, evitando até mesmo apertar as mãos dos eleitores em época de eleição. Ou será que minha memória estará a me pregar peças?"

Deixar comentário

Comentário

mais notícias