Polícia começa a escavar casa atrás de restos mortais de mulher morta pelo marido há 24 anos no Mato Grosso

03 Ago 2019 - 07:45h

A escavação para buscar os restos mortais de Luzinete Leal Militão, que foi morta pelo marido há 24 anos, começou a ser feita na sexta-feira (2) em Sinop, a 503 km de Cuiabá. Jairo Narciso da Silva, de 64 anos, procurou a polícia na terça-feira (30), para contar que havia matado a mulher, por ciúmes, em outubro de 1994. A Justiça autorizou que seja realizada a escavação em busca dos restos mortais. A operação é feita por policiais da Delegacia de Homicídios de Sinop, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e funcionários do cemitério da cidade. Três funcionários do cemitério farão as escavações. De acordo com o G1, os dois filhos da vítima acompanham os policiais. Muito abalados com o caso, eles não quiseram falar com a imprensa. Eles só ficaram sabendo do homicídio essa semana e, até então, acreditavam que a mãe havia abandonado a família, conforme Jairo alegava. Duas irmãs da vítima entraram na casa e acompanham de perto o trabalho da polícia. Além da escavação, os policiais devem fazer a reconstituição do crime.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias